Publicidade

Conheça os candidatos que disputam os governos do Nordeste

BA, SE, AL, PE, PB, RN, CE, PI e MA têm 27,11% dos eleitores aptos a votar

Conheça os candidatos que disputam os governos do Nordeste
Homem se prepara para pressionar tecla 'confirma' de urna eletrônica (Divulgação/TSE)
Publicidade

Na região Nordeste do Brasil, 71 políticos são candidatos a governador nas eleições deste ano, oito a mais do que em 2018. São seis na Bahia, sete em Sergipe, sete em Alagoas, 11 em Pernambuco, oito na Paraíba, nove no Rio Grande do Norte, seis no Ceará, oito no Piauí e nove no Maranhão. A região tem 27,11% dos eleitores aptos a votar no país, de acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

No território baiano, são 11.291.528 eleitores, e concorrem ao governo Antônio Carlos Magalhães Neto (União) - com Ana Coelho (Republicanos) como vice; Giovani Damico (PCB) - com João Coimbra (PCB); Jerônimo Rodrigues (PT) - com Geraldo Ferreira Júnior (MDB); João Roma Neto (PL) - com Leonídia Umbelina Conceição Santana (PMB); Kleber Rosa de Souza (Psol) - com Ronaldo Mansur (Psol); e Marcelo Millet (PCO) - com Roque Vieira Júnior (PCO).

No sergipano, são 1.671.801 eleitores, e concorrem ao governo Alessandro Vieira (PSDB) - com Milton Arthur de Andrade (Cidadania) como vice; Antonio Claudio das Neves (DC) - com Giovanna Rocha (DC); Elinos Sabino (PSTU) - com Leidiane Lima (PSTU); Fábio Mitidieri (PSD) - com José Sobral (PDT); Niully Nayara Campos (Psol) - com Demétrio Varjão (Psol); Aroldo Félix Júnior (UP) - com Luze Augusta (UP); e Rogério Carvalho (PT) - com Sergio Gama (MDB).

No alagoano, são 2.325.656 eleitores, e concorrem ao governo Luciano Valdomiro Fontes (PMB) - com Rogers Tenório (PMB); Fernando Collor (PTB) - com Leonardo Dias (PL); Luciano André de Almeida (PRTB) - com Humberto Farias (PRTB); Paulo Dantas (MDB) - com Ronaldo Augusto Lessa (PDT); Cicero Albuquerque (Psol) - com Eliane Silva (Psol); Rodrigo Cunha (União) - com Josirlene Pereira (PSDB); e Rui Palmeira (PSD) - com Arthur Albuquerque (PSD).

No pernambucano, são 7.018.098 eleitores, e ao Palácio do Campo das Princesas concorrem Anderson Ferreira (PL) - com Izabel Urquiza (PL) como vice; Claudia Ribeiro (PSTU) - com José Mariano de Macedo (PSTU); Danilo Jorge Cabral (PSB) - com Luciana Santos (PCdoB); Jadilson Francisco de Andrade (PMB) - com Fernanda Souto Maior (PMB); João Arnaldo Novaes Júnior (Psol) - com Alice Gabino (Rede); Jones Manoel da Silva (PCB) - com Raline Almeida (PCB); Marília Arraes (Solidariedade) - com Sebastião Ignácio de Olveira Júnior (Avante); Miguel Coelho (União) - com Alessandra Vieira (União); Wellington Carneiro (PTB) - com Caroline Tosaka (PTB); Raquel Lyra (PSDB) - com Priscila Krause (Cidadania); e Ubiracy Olímpio (PCO) - com Anderson Isaias de França (PCO).

No paraibano, são 3.091.684 eleitores, e ao Palácio da Redenção concorrem Adjany Simplicio (Psol) - com Jardel Queiroz (UP); Adriano Trajano (PCO) - com José Pessoa (PCO); João Azevêdo Filho (PSB) - com Lucas Ribeiro (PP); Fábio de Oliveira (PRTB) - com Jodkandlys Candeia (PRTB); Antônio do Nascimento (PSTU) - com Alice Maciel (PSTU); Nilvan Ferreira (PL) - com José Artur de Almeia (PL); Pedro Cunha Lima (PSDB) - com José Domiciano Cabral (Cidadania); e Veneziano Vital do Rêgo (MDB) - com Maísa Cartaxo (PT).

No potiguar, são 2.554.727 eleitores, e ao Palácio de Despachos de Lagoa Nova concorrem Antonio Bento (PRTB) - com Jurandir da Rosa (PRTB) como vice; Eann Syvenson Valentim Mendes (Podemos) - com Francisca da Silva Henrique (Podemos); Clorisa Linhares (PMB) - com Erick Marianne Guerra (Patriota); Danniel Alexandre de Morais (Psol) - com Ronaldo Tavares (Psol); Fábio Dantas (Solidariedade) - com Ivan Lopes Júnior (União); Maria de Fátima Bezerra (PT) - com Walter Alves (PT); José Nazareno Edson da Silva (PMN) - com Fernando Luiz da Costa (PMN); Karlo Rodrigo Lucio Vieira (DC) - com Lucicarlos Paiva (DC); e Rosália Maria Fernandes (PSTU) - com Maria do Socorro Ribeiro (PSTU).

No cearense, são 6.820.673 eleitores, e ao Palácio da Abolição concorrem Wagner Gomes (União) - com Raimundo Matos (PL); Francisco Raimundo Malta (PCB) - com José Nauri Araújo (PCB); Elmano de Freitas (PT) - com Jade Afonso Romero (MDB); Roberto Cláudio Bezerra (PDT) - com Domingos de Aguiar Filho (PSD); Serley Leal (UP) - com Francisco Antonio Correia (UP); e José Batista Neto (PSTU) - com Reginaldo de Araújo (PSTU).

No piauiense, são 2.573.810 eleitores, e ao Palácio de Karnak concorrem Geraldo Carvalho (PSTU) - com Geracina de Melo e Santos (PSTU) como vice; Gustavo Henrique Feijó (Patriota) - com Josselene Muniz (Patriota); Maria de Lourdes Melo (PCO) - com Ronaldo Soares (PCO); Maria Madalena Nunes (Psol) - com Cyntia Raquel Falcão (Psol); Rafael Fonteles (PT) - com Themistocles Pereira Filho (MDB); Ravenna Castro (PMN) - com Erivelton Quixaba (PMN); e Silvio Mendes Filho (União) - com Iracema Maria Portella (PP).

No maranhense, são 5.042.999 eleitores, e ao Palácio dos Leões concorrem Carlos Brandão Júnior (PSB) - com Felipe Camarão (PT) como vice; Edivaldo Holanda Júnior (PSD) - com Andrea Heringer (PSD); Enilton Rodrigues (Psol) - com Pedra Celestina (Psol); Frankle Costa (PCB) - com José Barbosa (PCB); Hertz Dias (PSTU) - com Jayro Mesquita (PSTU); Lahesio Bonfim (PSC) - com Gutemberg de Araújo (PSC); Joas Moraes (DC) - com Ricardo José de Medeiros Filho (DC); José Simplício de Araújo (Solidariedade) - com Marly Silva (Solidariedade); e Weverton de Sousa (PDT) - com Helio Soares (PL).

Veja o perfil de cada candidato a governador:

Bahia

Antônio Carlos Magalhães Neto (União) - Nasceu em 26 de janeiro de 1979, em Salvador. Se graduou em direito pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), em 2001, e é advogado e empresário. De 2003  a 2012, foi deputado federal pela Bahia. Já de 2013 a 2021, foi prefeito de Salvador. Em 2008, concorreu para o cargo de prefeito da cidade, mas não foi eleito. Foi assessor na Secretaria de Educação do Estado da Bahia, de 1999 a 2002, e presidente do antigo Democratas (DEM), e é secretário-geral do União Brasil. Neste ano, concorre pela coligação Pra Mudar a Bahia (PSDB/Cidadania/Republicanos/PP/PDT/PTB/Podemos/PSC/DC/PRTB/União/Solidariedade/PMN). Seu nome na urna será ACM Neto.

Giovani Damico (PCB) - Nasceu em 17 de setembro de 1992, em Santa Cruz das Palmeiras (SP). Se graduou e se licenciou em geografia pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), em 2017, e concluiu mestrado em ciências sociais pela instituição de ensino. É militante do Partido Comunista Brasileiro (PCB) e professor da rede pública estadual da Bahia. Concorreu ao cargo de vereador de Salvador, em 2020, também pelo PCB, mas não foi eleito. Concorre, neste ano, sem coligação.

Jerônimo Rodrigues (PT) - Nasceu em 3 de abril de 1965, em Aiquara (BA). Se graduou em engenharia agronômica pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), em 1991, concluiu mestrado em agronomia pela instituição de ensino, em 1997, e se especializou em desenvolvimento territorial sustentável pela Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), em 2007. Em sua trajetória, tem atuações ainda como professor, secretário executivo adjunto do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), secretário nacional do Desenvolvimento Territorial (SDT/MDA), assessor especial da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado da Bahia e secretário do Desenvolvimento Econômico do Município de Aiquara, entre outros. Nunca havia concorrido a qualquer cargo na política. Concorre, neste ano, pela coligação Pela Bahia, Pelo Brasil (PT/PCdoB/PV/PSB/PSD/Avante/MDB). Seu nome na urna será Jerônimo.

João Roma Neto (PL) - Nasceu em 17 de novembro de 1972, no Recife. Se graduou em direito pelo Centro Universitário de Brasília (Ceub) e é produtor rural. De 2021 a 31 de março deste ano, foi ministro da Cidadania. É deputado federal pela Bahia desde 2019; foi eleito com 84 455 votos, filiado ao Republicanos. Em sua trajetória, tem atuações ainda como chefe de gabinete de ACM Neto na prefeitura de Salvador e vice-presidente da Federação Internacional de Jovens Liberais (IFLRY), entre outros. Concorre, neste ano, pela coligação Bahia de Mãos Dadas com o Brasil (PMB/Patriota/PL/Pros/Agir 36). Seu nome na urna será João Roma.

Kleber Rosa de Souza (Psol) - Nasceu em 28 de maio de 1974, em Salvador. Se licenciou em ciências sociais pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), em 2002. É professor da rede pública estadual da Bahia e ativista do movimento negro. Em 2018, concorreu ao cargo de segundo suplente de senador pela Bahia, também filiado ao Partido Socialismo e Liberdade (Psol), mas não foi eleito. Concorre, neste ano, pela coligação Agora é a vez do povo (Psol/Rede). Seu nome na urna será Kleber Rosa.

Marcelo Millet (PCO) - Nasceu em 3 de fevereiro de 1986, em Salvador. Tem Ensino Médio completo e é motorista particular. Concorreu a vice-prefeito de Salvador, em 2020, também filiado ao Partido da Causa Operária (PCO), mas não foi eleito. Concorre, neste ano, sem coligação.

Sergipe

Alessandro Vieira (PSDB) - Nasceu em 3 de abril de 1975, em Passo Fundo (RS). Se graduou em direito pela Universidade Tiradentes (Unit), em 2000, e concluiu curso de especialização em gestão estratégica de segurança pública, na Universidade Federal de Sergipe (UFS), em 2005. Posteriormente, fez outros cursos, como de Capacitação em Processo Penal e Recentes Alterações Legislativas, em 2008. É delegado há 20 anos e foi chefe da polícia de Sergipe. Desde 2019, é senador por Sergipe; foi eleito com 474.449 votos, filiado à Rede Sustentabilidade. Em sua trajetória, tem atuações ainda como diretor da Coordenadoria Geral do Sistema de Inteligência de Segurança Pública de Sergipe e integrante do Grupo de Trabalho (GT) do Ministério da Justiça responsável pelo projeto Inquérito Policial Eletrônico, entre outros. Concorre, neste ano, pela coligação Esperança na Mudança (PSDB/Cidadania/Podemos). Seu nome na urna será Delegado Alessandro.

Antonio Claudio das Neves (DC) - Nasceu em 14 de julho de 1968, em Jequié (BA). Se graduou em medicina pela Universidade Federal de Sergipe (UFS), em 1995. Em 2018, concorreu ao cargo de primeiro suplente de senador por Sergipe, filiado ao antigo Partido Pátria Livre (PPL), mas não foi eleito. Em sua trajetória, tem ainda atuações como integrante titular da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG), presidente da secção de Sergipe da SBGG, entre outros. Concorre, neste ano, sem coligação. Seu nome na urna será Dr. Cláudio Médico Geriatra.

Elinos Sabino (PSTU) - Nasceu em 29 de novembro de 1963, em São Carlos (SP). Começou a trabalhar como vendedor ainda criança e, depois, foi trabalhador rural e professor. Atualmente, é servidor público federal. Tem mais de 40 anos na militância social e fundou o diretório de Sergipe do Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado (PSTU). Concorreu a prefeito de Aracaju, em 2004 e 2016, e a deputado estadual de Sergipe, em 2014, sempre pelo PSTU, mas não foi eleito para qualquer um dos cargos. Concorre, neste ano, sem coligação.

Fábio Mitidieri (PSD) - Nasceu em 24 de fevereiro de 1977, em Aracaju. Se graduou em administração e foi vereador de Aracaju de 2009 a 2012. Desde 2015, é deputado federal por Sergipe; foi reeleito com 102.899 votos, em 2018, filiado ao Partido Social Democrático (PSD). Em 2011, atuou como secretário de Esporte e Lazer de Aracaju, e, em 2013, como secretário do Trabalho de Sergipe. Em 2010, concorreu a deputado estadual, mas não foi eleito. Já em 2012, se tornou suplente de vereador de Aracaju. Concorre, neste ano, pela coligação Novo Tempo pra Sergipe (PDT/PSC/União/Republicanos/PP/PSD/Avante).

Niully Nayara Campos (Psol) - Nasceu em 21 de abril de 1988, em Capela (SE). Se graduou em direito pela Universidade Tiradentes (Unit), em 2011, se especializou em direito penal e processo penal pela Damásio Educacional, em 2013, concluiu mestrado em direito pela Universidade Federal de Sergipe (UFS), em 2020, e se pós-graduou em direitos humanos, responsabilidade social e cidadania global pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), em 2021. É professora  de direito penal na Faculdade de Administração e Negócios de Sergipe (Fanese). Se tornou suplente de vereador de Aracaju, em 2016, e de deputado estadual de Sergipe, em 2018, em ambos os casos filiada ao Partido Socialista Brasileiro (PSB). Em sua trajetória, tem atuações ainda como advogada, assessora parlamentar no Senado. Concorre, neste ano, pela federação Psol/Rede. Seu nome na urna será Niully Campos.

Aroldo Félix Júnior (UP) - Nasceu em 16 de dezembro de 1982, em João Pessoa. Se licensiou em matemática pela Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), em 2006, se graduou em engenharia química pela instituição de ensino, em 2009, fez cursos de aperfeiçoamento em gás e petróleo na UFCG, concluiu mestrado em engenharia química pela UFCG, em 2009, e se tornou doutor em engenharia química pela instituição, em 2014. É professor e Ensino Superior e militante da Unidade Popular (UP). Nunca havia concorrido a qualquer cargo na política. Concorre, neste ano, sem coligação. Seu nome na urna será Prof. Aroldo Félix.

Rogério Carvalho (PT) - Nasceu em 2 de agosto de 1968, em Aracaju. Se graduou em medicina pela Universidade Federal de Sergipe (UFS), em 1993, e fez residência em medicina preventiva e social na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), de 1994 a 1996. Depois, se especializou em gestão hospitalar pela Unicamp, em 1996, e se tornou mestre em saúde coletiva pela instituição de ensino, em 1998, e doutor em saúde coletiva pela Unicamp, em 2005. Foi deputado estadual de Sergipe, de 2007 a 2011, secretário de Saúde do estado, de 2007 a 2010, e deputado federal por Sergipe, de 2011 a 2015. Desde 2019, é senador pelo estado; foi eleito com 300.247 votos, também filiado ao Partido dos Trabalhadores (PT). Em 2014, concorreu ao cargo, mas não conseguiu se eleger. Em sua trajetória, tem atuações ainda como secretário municipal de Saúde de Aracaju e professor da UFS, entre outros. Concorre, neste ano, pela coligação Sergipe da Esperança (PT/PCdoB/PV/MDB/PSB/Solidariedade).

Alagoas

Luciano Valdomiro Fontes (PMB) - Nasceu em 23 de julho de 1978, em Arapiraca (AL). Tem Ensino Superior completo e é bombeiro militar. Concorreu a deputado federal por Alagoas, em 2018, filiado ao antigo Partido Social Liberal (PSL), mas não foi eleito. Concorre, neste ano, sem coligação. Seu nome na urna será Bombeiro Luciano Fontes.

Fernando Collor (PTB) - Nasceu em 12 de agosto de 1949, no Rio de Janeiro. Se graduou em ciências econômicas pela Universidade Federal de Alagoas (UFS) e é também jornalista e empresário. Foi prefeito de Maceió, de 1979 a 1982, deputado federal por Alagoas, de 1983 a 1986, governador do estado, de 1987 a 1989, e presidente da República, de 1990 a 1992, tendo renunciado a este último cargo próximo do final de um processo de impeachmet que o tornou inelegível por oito anos. Desde 2007, é senador por Alagoas; foi reeleito em 2014 com 689.266 votos. Concorreu a governador de Alagoas, em 2010, também pelo Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), mas não foi eleito. Concorre, neste ano, pela coligação Alagoas Verde e Amarelo (PL/Agir 36/PTB).

Luciano André de Almeida (PRTB) - Nasceu em 22 de julho de 1969, em Maceió. Tem Ensino Superior completo e é comerciante. Nunca havia concorrido a qualquer cargo na política. Neste ano, concorre pela coligação Alagoas Segue em Frente (PRTB/Pros). Seu nome na urna será Luciano Almeida.

Paulo Dantas (MDB) - Nasceu em 19 de março de 1979, em Maceió. É administrador e foi prefeito de Batalha (AL), de 2005 a 2012 (por dois mandatos consecutivos). De 2019 a 15 de maio deste ano, foi deputado estadual de Alagoas. Na última data, a Assembleia Legislativa de Alagoas o elegeu governador do estado, diante da renúncia do ex-governador Renan Filho (MDB). Desde 15 de maio, então, Paulo Dantas ocupa o cargo. Concorre à reeleição pela coligação Alagoas Daqui pra Melhor (MDB/PT/PCdoB/PV/PDT/PSC/Podemos/Solidariedade).

Cicero Albuquerque (Psol) - Nasceu em 10 de novembro de 1965, em Atalaia (AL). Se graduou em história pelo Centro de Estudos Superiores de Maceió, em 1991, concluiu mestrado em sociologia pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), em 2003, e se tornou doutor em ciências sociais pela Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), em 2016. É professor da Universidade Federal de Alagoas (Ufal). Concorreu a prefeito de Atalaia, em 2008 e 2012, filiado ao Partido dos Trabalhadores (PT), e a senador por Alagoas, filiado ao Partido Socialismo e Liberdade (Psol), mas não foi eleito para qualquer um dos cargos. Concorre, neste ano, pela federação Psol/Rede. Seu nome na urna será Professor Cícero Albuquerque.

Rodrigo Cunha (União) - Nasceu em 11 de maio de 1981, em Arapiraca (AL). Se graduou em direito pela Universidade Federal de Alagoas (Ufal), em 2005, e se especializou em gestão estratégica empresarial pelo antigo Instituto Superior de Línguas e Administração (Isla), em Portugal, em 2006, e em direito do consumidor pela Universidade Anhanguera (Uniderp), em 2011. É advogado e foi deputado estadual de Alagoas de 2015 a 2019. Desde o último ano, é senador pelo estado; foi eleito com 895.738, filiado ao Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB). Concorre, neste ano, pela coligação Alagoas Merece Mais (União/PSDB/Cidadania/PSB/PP/Podemos/Solidariedade).

Rui Palmeira (PSD) - Nasceu em 13 de setembro de 1976, em Maceió. Se formou em direito pelo Centro Universitário de Brasília (Ceub), em 2004, e se pós-graduou em direito tributário e finanças pública pelo Instituto Brasileiro de Ensino, Desenvolvimento e Pesquisa (IDP), em 2008. Foi deputado estadual de Alagoas, de 2007 a 2011, deputatado federal pelo estado, de 2011 a 2012, e prefeito de Maceió, de 2013 a 2020 (por dois mandatos consecutivos). Concorre, neste ano, pela coligação Pra Frente Alagoas (PSD/Republicanos/Patriota).

Pernambuco

Anderson Ferreira (PL) - Nasceu em 10 de dezembro de 1972, no Recife. Tem Ensino Superior incompleto e é empresário e, desde 2019, presidente do Partido Liberal (PL) em Pernambuco. Foi deputado federal pelo estado, de 2011 a 201 (por dois mandatos consecutivos), e prefeito de Jaboatão dos Guararapes (PE), de 2017 a 31 de março de 2022. Concorre, neste ano, sem coligação.

Claudia Ribeiro (PSTU) - Nasceu em 5 de janeiro de 1972, no Rio de Janeiro. É professora de Ensino Fundamental. Concorreu a deputada estadual de Pernambuco, em 2006, a vereadora do Recife, em 2008, e a prefeita da cidade, em 2020, sempre pelo Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado (PSTU), mas não foi eleita para qualquer um dos cargos. Em sua trajetória, tem atuação também como diretora do Sindicato dos Professores Municipais do Recife (Simpere). Concorre, neste ano, sem coligação.

Danilo Jorge Cabral (PSB) - Nasceu em 21 de abril de 1967, em Surubim (PE). Tem Ensino Superior completo e se especializou em administração pública e em direito administrativo pela Universidade de Pernambuco (Upe) e pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), respectivamente. Foi vereador do Recife de 2005 a 2008. É deputado federal por Pernambuco desde 2011; foi reeleito em 2018 com 91.635 votos. Em sua trajetória, tem atuações ainda como secretário da Auditoria Geral no Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco, secretário de Educação do Recife, secretário de Planejamento e Gestão de Pernambuco, entre outros. Concorre, neste ano, pela coligação Frente Popular de Pernambuco (PT/PCdoB/PV/Republicanos/MDB/PDT/PP/PSB). Seu nome na urna será Danilo Cabral.

Jadilson Francisco de Andrade (PMB) - Nasceu em 15 de junho de 1978, no Recife. Tem Ensino Superior completo e é bombeiro militar. Se tornou suplente de vereador de Olinda (PE), em 2020, também filiado ao PMB. Concorre, neste ano, sem coligação. Seu nome na urna será Jadilson Bombeiro.

João Arnaldo Novaes Júnior (Psol) - Nasceu em 20 de dezembro de dezembro de 1974, em Salgueiro (PE). Se graduou em direito pela Universidade Católica de Pernambuco (Unicap), em 1997, se especializou em direito administrativo pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), em 2005, e concluiu mestrado em desenvolvimento e meio ambiente pela instituição de ensino, em 2012. É advogado popular e socioambientalista. Concorreu a vice-prefeito do Recife, em 2020, também pelo Partido Socialismo e Liberdade (Psol), mas não foi eleito. Em sua trajetória, tem atuações ainda como superintendente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama) em Pernambuco e secretário executivo de Desenvolvimento e Articulação Regional do Estado de Pernambuco, entre outros. Concorre, neste ano, pela federação Psol/Rede. Seu nome na urna será João Arnaldo.

Jones Manoel da Silva (PCB) - Nasceu em 8 de janeiro de 1990, no Recife. Se licenciou em história pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), em 2015, e concluiu mestrado em serviço social pela instituição de ensino, em 2018. É educador e comunicador popular. Nunca havia concorrido a qualquer cargo na política. Concorre, neste ano, sem coligação. Seu nome na urna será Jones Manoel.

Marília Arraes (Solidariedade) - Nasceu em 12 de abril de 1984, no Recife. Se graduou em direito pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), em 2007. É advogada e foi vereadora do Recife de 2009 a 2019. Desde o último ano, é deputada federal por Pernambuco; foi eleita com 193.108 votos, filiada ao Partido dos Trabalhadores (PT). Concorreu ao cargo de prefeita do Recife pelo PT, em 2020, mas não foi eleita. Em sua trajetória, tem atuações ainda como Secretária de Juventude e Emprego de Pernambuco e Secretária de Juventude e Qualificação Profissional do Recife. Concorre, neste ano, pela coligação Pernambuco na Veia (Solidariedade/PSD/Avante/Agir 36/PMN/Pros).

Miguel Coelho (União) - Nasceu em 18 de setembro de 1990, no Recife. É advogado e foi deputado estadual de Pernambuco, de 2015 a 2017, e prefeito de Petrolina (PE), de 2017 a 31 de março de 2022. Concorre, neste ano, pela coligação Pernambuco com Força de Novo (Podemos/PSC/União/Patriota).

Wellington Carneiro (PTB) - Nasceu em 3 de outubro de 1973, em Garanhuns (PE). Se graduou em gestão pública e é advogado e pastor evangélico. Se tornou suplente de deputado estadual de Pernambuco, em 2014, como integrante do Progressistas (PP), e de deputado federal por Pernambuco, em 2018, filiado ao Patriota. Concorreu a deputado federal pernambucano, em 2006, filiado ao PP, e a vice-prefeito do Recife, em 2020, como integrante do Partido Social Cristão (PSC), mas não foi eleito nos dois casos. É o presidente estadual do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) em Pernambuco. Em sua trajetória, tem atuação ainda como líder do Grupo de Pastores Evangélicos da Cidade de Garanhuns. Concorre, neste ano, sem coligação. Seu nome na urna será Pastor Wellington.

Raquel Lyra (PSDB) - Nasceu em 2 de dezembro de 1978, em Caruaru (PE). Se graduou em direito pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Foi deputada estadual, de 2011 a 2017 (por dois mandatos consecutivos), e prefeita de Caruaru, do último ano a 31 de março de 2022. Em sua trajetória, tem atuações ainda como advogada do Banco do Nordeste, delegada da Polícia Federal (PF), procuradora do estado de Pernambuco e secretária estadual da Criança e da Juventude. Concorre, neste ano, pela federação PSDB/Cidadania.

Ubiracy Olímpio (PCO) - Nasceu em 12 de outubro de 1960, no Recife. Tem Ensino Médio completo, e é escritor e integrante do Coletivo de Negros João Cândido. Concorreu ao cargo de primeiro suplente de senador por Pernambuco, em 2018, e a prefeito de Jaboatão dos Guararapes (PE), em 2020, mas não foi eleito nos dois casos. Trabalhou como operador de DG (telecomunicações) e representante comercial, e é filiado ao Partido da Causa Operária (PCO) desde 2017. Concorre, neste ano, sem coligação.

Paraíba

Adjany Simplicio (Psol) - Nasceu em 16 de setembro de 1977, em Natal. Se formou em pedagogia pela Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG), em 2007, e se especializou em educação em direitos humanos pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB), em 2015. Concorreu a vice-governadora da Paraíba, em 2018, e a vereadora de João Pessoa, sempre filiada ao Partido Socialismo e Liberdade (Psol), mas não foi eleita em nenhum dos casos. Em sua trajetória, tem atuação ainda como professora da Educação Básica na rede pública municipal de João Pessoa. Concorre, neste ano, pela coligação Dirieto ao Futuro (Psol/Rede/UP).

Adriano Trajano (PCO) - Nasceu em 19 de novembro de 1973, em Campina Grande (PB). Tem Ensino Médio completo e é agricultor. Concorreu ao cargo de vereador de Campina Grande, em 2020, filiado ao Partido da Causa Operária (PCO) também, mas não foi eleito. Concorre, neste ano, sem coligação.

João Azevêdo Filho (PSB) - Nasceu em 14 de agosto de 1953, em João Pessoa. Se graduou em engenharia civil pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB), em 1978, e se pós-graduou em metodologia do ensino técnico. É professor aposentado do Instituto Federal de Educação Tecnológica (IFPB) e, desde 2019, governador da Paraíba; foi eleito com 1.119.758 votos, filiado ao Partido Socialista Brasileiro (PSB). Em sua trajetória, tem atuações ainda como diretor da Divisão de Planejamento Habitacional do IPEP, chefe da Assessoria de Planejamento Econômico da Urban, secretário de Serviço Urbanos de João Pessoa e secretário estadual da Infraestrutura, Recursos Hídricos, Meio Ambiente e Ciência e Tecnologia, entre outros. Concorre, neste ano, pela coligação Juntos pela Paraíba (PSB/Agir 36/PP/Avante/PMN/PSD/Solidariedade/Podemos/Republicanos/Patriota/Pros). Seu nome na urna será João.

Fábio de Oliveira (PRTB) - Nasceu em 4 de novembro de 1969, no Recife. Tem Ensino Superior completo, se especializou em segurança pública pelo Centro de Ensino da Polícia Militar da Paraíba, em 2005, e é major da Polícia Militar. Foi deputado federal na legislatura 2007-2011 e, depois, na legislatura 2011-2015. Foi filiado ao antigo Partido da Frente Liberal (PFL) e ao Partido Republicano da Ordem Social (Pros), além do Partido da Mobilização Nacional (PMN), pelo qual concorreu a prefeito de Abreu e Lima (PE), em 2004, mas não foi eleito, ao Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), pelo qual se tornou suplente de vereador de João Pessoa, em 2016, e ao Progressistas (PP), pelo qual se tornou suplente de deputado federal pela Paraíba, em 2018. Concorreu a governador a governador paraibano, em 2014, filiado ao Pros, mas não foi eleito. Concorre, neste ano, sem coligação. Seu nome na urna será Major Fábio.

Antônio do Nascimento (PSTU) - Nasceu em 10 de janeiro de 1975, em João Pessoa. Se graduou em biblioteconomia pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB), é motorista de veículos de transporte coletivo de passageiros em João Pessoa, milita pelos direitos da categoria e apoia a causa animal. Se tornou suplente de vereador de Belém, em 2008, filiado ao Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), e de vereador de João Pessoa, em 2020, filiado ao Partido Democrático Trabalhista (PDT). Concorre, neste ano, sem coligação. Seu nome na urna será Nascimento.

Nilvan Ferreira (PL) - Nasceu em 10 de maio de 1973, em Cajazeiras (PB). Tem Ensino Superior incompleto e é jornalista. Concorreu a prefeito de João Pessoa, em 2020, filiado ao Movimento Democrático Brasileiro (MDB), mas não foi eleito. Concorre, neste ano, sem coligação.

Pedro Cunha Lima (PSDB) - Nasceu em 15 de agosto de 1988, em Campina Grande (PB). É mestre em direito constitucional e, desde 2015, deputado federal pela Paraíba; foi reeleito com 76.754 votos, em 2018, filiado ao Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB). Em sua trajetória, tem atuação ainda como sócio do Cunha Lima & Targino Advogados Associados. Concorre, neste ano, pela coligação Coragem para Mudar (PDT/PSDB/Cidadania/União/PMB/PSC/PTB/Pros).

Veneziano Vital do Rêgo (MDB) - Nasceu em 17 de julho de 1970, em Campina Grande (PB). É advogado e foi vereador de Campina Grande,de 1997 a 2004 (por dois mandatos consecutivos), e prefeito da cidade, de 2005 a 2012 (por dois mandatos consecutivos). De 2015 a 2019, foi deputado federal pela Paraíba. Desde 2019, é senador pelo estado; foi eleito com 844.786 votos, filiado ao Partido Socialista Brasileiro (PSB). Concorreu a prefeito de Campina Grande, em 2016, filiado ao Movimento Democrático Brasileiro (MDB), mas não foi eleito. Concorre, neste ano, pela coligação A Paraíba tem Pressa de Ser Feliz (MDB/PT/PCdoB/PV).

Rio Grande do Norte

Antonio Bento (PRTB) - Nasceu em 17 de abril de 1962, em Pedro Velho (RN). Tem Ensino Superior completo e é representante comercial. Concorreu a deputado estadual do Rio Grande do Norte, em 2006, filiado ao antigo Partido Social Liberal (PSL), a vice-prefeito de Natal, em 2008, como integrante do PSL, a vereador da cidade, em 2012, filiado ao Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB), e a vice-governador do Rio Grande do Norte, em 2018, como integrante do PRTB, mas não foi eleito para qualquer um dos cargos. Concorre, neste ano, sem coligação. Seu nome na urna será Bento.

Eann Syvenson Valentim Mendes (Podemos) - Nasceu em 7 de fevereiro de 1977, em Rio Branco. Concluiu o curso de de formação de oficiais da Academia de Polícia Militar do Rio Grande do Norte, em 2005, e se graduou em direito pela Faculdade Estácio do estado, em 2015. Desde 2019, é senador pelo Rio Grande do Norte; foi eleito com 745.827 votos, filiado à Rede Sustentabilidade. Concorre, neste ano, sem coligação. Seu nome na urna será Capitão Styvenson.

Clorisa Linhares (PMB) - Nasceu em 28 de maio de 1972, no Recife. Se graduou em ciências contábeis pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), em 1996, se especializou em contabilidade gerencial e em segurança pública e cidadania, pela instituição de ensino, e se graduou em direito pela Faculdade de Ciencias e Tecnologia Mater Christi, em 2006. Foi vereadora de Grossos (RN), eleita em 2016 enquando filiada ao Democracia Cristã (DC), e agente penitenciária do Rio Grande do Norte. Concorreu  a vereadora de Grosso, em 2008, como integrante do Progressistas (PP), e a prefeita da cidade, também filiada ao PP, mas não foi eleita em nenhum dos casos. Concorre, neste ano, pela coligação Frente da Mudança (PMB/Patriota).

Danniel Alexandre de Morais (Psol) - Nasceu em 5 de maio de 1982, em Natal. É administrador e defensor dos direitos humanos. Concorreu a  deputado federal pelo Rio Grande do Norte, em 2018, e a vice-prefeito de Natal, em 2020, sempre filiado ao Partido Socialismo e Liberdade (Psol), mas não foi eleito para qualquer um dos cargos. Concorre, neste ano, pela federação Psol/Rede. Seu nome na urna será Danniel Morais.

Fábio Dantas (Solidariedade) - Nasceu em 6 de outubro de 1971, em Natal. Se graduou em direito pela Univrsidade Potiguar (UnP), em 1997, e é advogado e empresário. Foi deputado estadual do Rio Grande do Norte, de 2010 a 2014, e vice-governador do estado, de 2015 a 2019 (na gestão de Robinson Faria). Em sua trajetória, tem ainda atuações como diretor do Instituto Técnico-Científico de Perícia do Rio Grande do Norte (Itep/RN) e diretor geral da Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte (Femurn), entre outros. Concorre, neste ano, pela coligação Muda RN (Solidariedade/PL/União/PSD/PP/PSC).

Maria de Fátima Bezerra (PT) - Nasceu em 19 de maio de 1955, em Nova Palmeira (PB). Se graduou em pedagogia pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), em 1980. Foi deputada estadual, de 1995 a 2003 (por dois mandatos consecutivos), deputada federal pelo Rio Grande do Norte, de 2003 a 2015 (por três mandatos consecutivos) e senadora pelo estado, de 2015 a 2019. É governadora do Rio Grande do Norte desde o último ano; foi eleita com 1.022.910 votos. Concorreu a prefeita de Natal, em 2004 e 2008, sempre filiada ao Partido dos Trablhadores (PT), mas não foi eleita. Em sua trajetória, tem atuações ainda como professora, presidente da Associação dos Orientadores Educacionais do Estado do Rio Grande do Norte, entre outros. Concorre, neste ano, pela coligação O Melhor vai Começar! (PT/PCdoB/PV/PDT/MDB/PROS/Republicanos). Seu nome na urna será Fátima Bezerra.

José Nazareno Edson da Silva (PMN) - Nasceu em 14 de março de 1975, em João Câmara (RN). Tem Ensino Superior completo e é empresário. Concorreu a deputado federal pelo Rio Grande do Norte, filiado ao Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), mas não foi eleito. Concorre, neste ano, sem coligação. Seu nome na urna será Nazareno Neris.

Karlo Rodrigo Lucio Vieira (DC) - Nasceu em 17 de julho de 1980, em Natal. Tem Ensino Médio completo e é empresário. Concorreu a prefeito de João Câmara, em 2016, filiado ao Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), mas não foi eleito. Concorre, neste ano, sem coligação. Seu nome na urna será Rodrigo Vieira.

Rosália Maria Fernandes (PSTU) - Nasceu em 16 de agosto de 1967, Marcelino Vieira (RN). Tem Ensino Superior completo e é assistente social. Concorreu a prefeita de Natal, em 2016 e 2020, sempre filiada ao Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado (PSTU), mas não foi eleita. Neste ano, concorre sem coligação. Seu nome na urna será Rosália Fernandes.

Ceará

Wagner Gomes (União) - Nasceu em 21 de janeiro de 1979, em São Paulo. Se graduou em segurança pública pela Academia de Policia Militar General Edgard Facó, em 2001. Se tornou  suplente de deputado estadual do Ceará, em 2010, e foi vereador de Fortaleza, de 2013 a 2015, e deputado estadual cearense, de 2015 a 2019. Desde 2019, é deputado federal pelo Ceará; foi eleito com 303.593 votos, filiado ao Partido Republicano da Ordem Social (Pros). Concorreu a prefeito de Fortaleza, em 2016 e 2020, mas não foi eleito. Em sua trajetória, teve atuações ainda como policial militar em Fortaleza, entre outros. Concorre, neste ano, pela coligação União pelo Ceará (Podemos/Avante/PL/Republicanos/PTB/PROS/União). Seu nome na urna será Capitão Wagner.

Francisco Raimundo Malta (PCB) - Nasceu em 19 de setembro de 1964, em Fortaleza. É advogado e nunca havia concorrido a qualquer cargo na política. Concorre, neste ano, sem coligação. Seu nome na urna será Chico Malta.

Elmano de Freitas (PT) - Nasceu em 12 de abril de 1970, em Baturité (CE). Se graduou em direito pela Universidade Federal do Ceará (UFC) e é filiado ao Partido dos Trablhadores (PT) desde 1989. É advogado e, desde 2015, deputado estadual do Ceará; foi reeleito, em 2018, com 68.594 votos. Concorreu  a prefeito de Fortaleza, em 2012, vice-prefeito da cidade, em 2016, e prefeito de Caucaia (CE), em 2020, mas não foi eleito para qualquer um dos cargos. Em sua trajetória, tem atuações ainda como presidente do PT de Fotaleza presidente da Escola Superior do Parlamento Cearense (Unipace) e secretário de Educação de Fortaleza, entre outros. Concorre, neste ano, pela coligação Ceará Cada Vez Mais Forte (PT/PCdoB/PV/PP/MDB/PRTB/Psol/Rede/Solidariedade).

Roberto Cláudio Bezerra (PDT) - Nasceu em 15 de agosto de 1975, em Fortaleza. Se graduou em medicina pela Universidade Federal do Ceará (UFC), em 1999, se tornou mestre em saúde pública, pela Universidade do Arizona, nos Estados Unidos, em 2002, e concluiu doutorado em saúde pública pela instituição de ensino, em 2006. Foi deputado estadual do Ceará, de 2007 a 2012, e prefeito de Fortaleza, de 2013 a 2021 (por dois mandatos consecutivos). Concorre, neste ano, pela coligação Do Povo, pelo Povo e para o Povo (PSDB/Cidadania/PMN/Patriota/Agir 36/PMB/PDT/PSD/PSB/PSC/DC). Seu nome na urna será Roberto Cláudio.

Serley Leal (UP) - Nasceu em 7 de dezembro de 1981, em Iguatu (CE). Tem Ensino Superior completo e é bancário e economiário. Se tornou suplente de vereador de Fortaleza, em 2012, filiado ao Partido dos Trabalhadores (PT), e, em 2020, concorreu ao cargo de vice-prefeito da cidade, filiado à Unidade Popular (UP), mas não foi eleito. Concorre, neste ano, sem coligação.

José Batista Neto (PSTU) - Nasceu em 10 de fevereiro de 1974, em Iguatu (CE). Não tem Ensino Fundamental completo e é operário da construção civil. Concorreu a vereador de Fortaleza, em 2020, também filiado ao Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado (PSTU), mas não foi eleito. Em sua trajetória, tem atuações ainda como militante do PSTU, da CSP-Conlutas e do Coletivo Juntos e Misturados. Concorre, neste ano, sem coligação. Seu nome na urna será Zé Batista.

Piauí

Geraldo Carvalho (PSTU) - Nasceu em 16 de julho de 1958, em Piracuruca (PI). Se graduou em ciências sociais pela Universidade Federal do Piauí (UFPI), em 2001, concluiu mestrado em educação pela instituição de ensino, em 2008, e se tornou doutor em educação pela Universidade Federal de Uberlândia (Ufu), em 2019. É professor da rede federal de educação, presidente do diretório de Teresina do Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado (PSTU) e militante do Polo Socialista e Revolucionário/PI. Concorreu a prefeito de Teresina, em 2004, a senador pelo Piauí, em 2006 e 2014, a vereador de Teresina, em 2008 e 2016, e a governador piauiense, em 2010, sempre filiado ao PSTU, mas não foi eleito a qualquer um dos cargos. Concorre, neste ano, sem coligação.

Gustavo Henrique Feijó (Patriota) - Nasceu em 29 de novembro de 1973, em Belo Horizonte. Tem Ensino Superior completo, e é servidor público municipal e presidente do diretório piauiense do Patriota. Se tornou suplente de vereador de Teresina, em 2004 e 2020, filiado ao Movimento Democrático Brasileiro (MDB) e ao Avante, respectivamente, e suplente de vereador de Nazária (PI), em 2012, filiado ao Partido Social Cristão (PSC). Como integrante do PSC, concorreu ainda a senador pelo Piauí e vereador de Teresina, em 2014 e 2016, respectivamente, mas não foi eleito. Concorre, neste ano, sem coligação. Seu nome na urna será Gustavo Henrique.

Maria de Lourdes Melo (PCO) - Nasceu em 12 de junho de 1953, em Pedreiras (MA). É professora de Ensino Médio em Teresina, militante da corrente sindical Educadores em Luta e integrante do Coletivo de Mulheres Rosa Luxemburgo. Concorreu a governadora do Piauí, em 2006, 2010, 2014 e 2018, e a prefeita de Teresina, em 2008, 2012, 2016 e 2020, sempre filiada ao Partido da Causa Operária (PCO), mas não foi eleita para qulaquer um dos cargos. Concorre, neste ano, sem federação. Seu nome na urna será Lourdes Melo.

Maria Madalena Nunes (Psol) - Nasceu em 15 de novembro de 1962, em Floriano (PI). Se licenciou em história pela Fundacão Universidade Estadual do Piauí (Fuespi), em 1999, se especializou em educação em direitos humanos pela Universidade Federal do Piauí (UFPI), em 2002, e se graduou em direito pela Faculdade Santo Agostinho de Teresina, em 2012. Concorreu a deputada federal pelo Piauí, em 2010, 2014 e 2018, e a veradora de Teresina, em 2020, sempre filiada ao Partido Socialismo e Liberdade (Psol), mas não foi eleita para qualquer um dos cargos. É servidora pública federal. Em sua trajetória, tem atuações ainda como escrevente cartorária na Justiça Estadual do Piauí, professora no Ensino Fundamental, entre outros. Concorre, neste ano, pela federação Psol/Rede. Seu nome na urna será Madalena Nunes.

Rafael Fonteles (PT) - Nasceu em 6 de maio de 1985, em Teresina. Se graduou em matemática pela Universidade Federal do Piauí (UFPI), em 2005, e se tornou mestre em matemática pela Associação Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada, em 2007. É professor de Ensino Superior. Em sua trajetória, tem ainda atuações como secretário de Fazenda do Piauí e presidente do Comitê Nacional dos Secretários de Fazenda dos Estados e do Distrito Federal (Comsefaz). Nunca havia concorrido a qualquer cargo na política. Concorre, neste ano, pela coligação A Força do Povo (PT/PCdoB/PV/MDB/PSD/Solidariedade/PSB/Pros/Agir 36).

Ravenna Castro (PMN) - Nasceu em 15 de maio de 1986, em Teresina. Se graduou em direito pela Faculdade de Tecnologia do Piauí, em 2012, e se especializou em direito constitucional pela Faculdade de Ciências Humanas, Saúde, Exatas e Jurídicas de Teresina, em 2015. É advogada, jornalista, professora e presidente do diretório piauiense do Partido da Mobilização Nacional (PMN). Se tornou suplente de deputado estadual do Piauí, em 2018, filiada ao PMN e, também como integrante da sigla, concorreu a vereadora de Teresina, em 2020, mas não foi eleita. Concorre, neste ano, sem coligação.

Silvio Mendes Filho (União) - Nasceu em 31 de agosto de 1949, em Campo Maior (PI). Se graduou em medicina pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e se especializou em ortopedia e traumatolologia na Universidade de São Paulo (USP). Foi prefeito de Teresina de 2005 a 2010. Concorreu a governador do Piauí, em 2010, e a vice-governador do estado, em 2014, em ambos os casos filiado ao Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), mas não foi eleito para nenhum dos cargos. Em sua trajetória, tem atuações ainda como integrante titular da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (Sbot) e médico do Hospital Getúlio Vargas, em Teresina e do Ministério da Saúde, e presidente da Fundação Municipal de Saúde (FMS) de Teresina. Concorre, neste ano, pela coligação Vamos Mudar o Piauí (PSDB/Cidadania/PP/PDT/PTB/Avante).

Maranhão

Carlos Brandão Júnior (PSB) - Nasceu em 2 de junho de 1958, em Colinas (MA). Se graduou em medicina veterinária pela Universidade Estadual do Maranhão (Uema). Foi deputado federal pelo Maranhão, de 2007 a 2014, e vice-governador do estado, na gestão de Flávio Dino. Desde 2 de abril deste ano, com a saída de Dino para ser pré-candidato a senador, Brandão Júnior é governador do Maranhão. Em sua trajetória, tem atuações ainda como sócio da Colinas Agropecuária Indústria e Comércio, e secretário de Articulação Política do Estado do Maranhão, entre outros. Concorre, neste ano, pela coligação Para o Bem do Maranhão (PSB/MDB/PP/Patriota/Podemos/PT/PCdoB/PV/PSDB/Cidadania). Seu nome na urna será Carlos Brandão.

Edivaldo Holanda Júnior (PSD) - Nasceu em 1º de julho de 1978, em São Luís. Se graduou em direito pela Universidade Ceuma (Uniceuma), em 2003. Foi vereador de São Luís, de 2005 a 2011, deputado federal pelo Maranhão, de 2011 a 2012, e prefeito de São Luís, de 2013 a 2021 (por dois mandatos consecutivos). É advogado. Concorre, neste ano, pela coligação Um Maranhão Melhor para Todos (PRTB/PSD). Seu nome na urna será Edivaldo.

Enilton Rodrigues (Psol) - Nasceu em 19 de março de 1980, em Arame (MA). Se graduou em engenharia florestal pela Universidade de Brasília (UnB), em 2013, e se especializou em gestão pública pela Universidade Federal de Viçosa (UFV), em 2016. Concorreu a vereador de Arame, em 2016 e 2020, e a deputado estadual do Maranhão, em 218, sempre filiado ao Partido Socialismo e Liberade (Psol), mas não foi eleito para qualquer um dos cargos. Concorre, neste ano, pela federação Psol/Rede.

Frankle Costa (PCB) - Nasceu em 1º de outubro de 1978, em Imperatriz (MA). Tem Ensino Médio completo, é funcionário público municipal, marxista e milita há mais de dez anos no Partido Comunista Brasileiro (PCB). É militante também da corrente sindical Unidade Classista. Concorreu a vice-prefeito de Imperatriz, em 2020, mas não foi eleito. Neste ano, concorre sem coligação.

Hertz Dias (PSTU) - Nasceu em 20 de outubro de 1970, em São Luís. Se licenciou em história pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA), em 2001, e concluiu mestrado em educação pela instituição de ensino, em 2009. É professor de Ensino Médio. Concorreu a vice-governador do Maranhão, em 2010, a vice-presidente da República, em 2018, e a prefeito de São Luís, em 2020, sempre pelo Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado (PSTU), mas não foi eleito para qualquer um dos cargos. Concorre, neste ano, sem coligação.

Lahesio Bonfim (PSC) - Nasceu em 30 de julho de 1978, em Marcos Parente (PI). É médico e foi prefeito de São Pedro dos Crentes (MA), de 2017 ao início deste ano. Concorreu a prefeito de Marcos Parente (PI), em 2008, pelo Partido Democrático Trabalhista (PDT), e a vice-prefeiro de São Pedro dos Crentes, em 2012, pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB), mas não foi eleito para os cargos. Concorre, neste ano, pela coligação Coragem pra Mudar o Maranhão (PMN/PSC).

Joas Moraes (DC) - Nasceu em 30 de julho de 1969, em Imperatriz (MA). Se licenciou em letras pela Universidade Estadual do Maranhão (UFMA), em 1994, e se especializou em informática na educação pela Universidade Católica de Pernambuco (Unicap), em 1998. É professor de Ensino Médio. Concorreu ao cargo de deputado estadual do Maranhão, em 2006, pelo Partido Verde (PV), mas não foi eleito. Concorre, neste ano, sem coligação. Seu nome na urna será Professor Joas Moraes.

José Simplício de Araújo (Solidariedade) - Nasceu em 18 de abril de 1969, em Bacabal (MA). Tem Ensino Superior completo e é consultor; analista de sistemas e empresário. Foi deputado federal pelo Maranhão de 2011 a 2015 e ocupa o cargo, em um segundo mandato, desde 2019. Concorreu a prefeito de Pedreiras (MA), pelo Cidadania, em 2012, mas não foi eleito. Em sua trajetória, tem atuação ainda como secretário estadual de Indústria e Comércio do Maranhão. Concorre, neste ano, sem coligação. Seu nome na urna será Simplício.

Weverton de Sousa (PDT) - Nasceu em 8 de outubro de 1979, em Imperatriz (MA). Se graduou em administração pelo Centro Universitário Estácio São Luís, em 2008. Foi deputado federal pelo Maranhão, de 2011 a 2019 (por dois mandatos consecutivos), e é senador pelo estado desde 2019; foi eleito com 1.997.443 votos. Em sua trajetória, tem atuações ainda  como secretário extraordinário da Juventude do Maranhão e secretário estadual de Esporte e Juventude, entre outros. Concorre, neste ano, pela coligação Juntos pelo Trabalho (PTB/PDT/PL/Republicanos/Pros/Agir 36).

Leia também

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

portalnews
sbtnews
eleicoes
política
candidatos
governador
nordeste
estados
eleitores
trajetória
perfil
urna
nome
partidos
coligações
federações
guilherme-resck

Últimas notícias

Intenção de consumo das famílias cresce 0,5% em junho e mantém índice positivo

Intenção de consumo das famílias cresce 0,5% em junho e mantém índice positivo

Resultado foi influenciado pelo acesso ao crédito e pelo aquecimento do mercado de trabalho
Brasil ultrapassa marca de 6 milhões de casos de dengue em 2024

Brasil ultrapassa marca de 6 milhões de casos de dengue em 2024

SP e MG seguem liderando ranking de infecções; número de mortes confirmadas chega a 4 mil
Ataques contra igrejas e sinagogas deixam mais de 15 mortos na Rússia

Ataques contra igrejas e sinagogas deixam mais de 15 mortos na Rússia

Homens armados invadiram os locais na tarde de domingo (23); autoridades investigam o caso
Caixa libera Bolsa Família de junho para beneficiários com NIS final 6

Caixa libera Bolsa Família de junho para beneficiários com NIS final 6

Valor pode ser sacado em agências bancárias ou movimentado virtualmente; calendário também conta com Auxílio Gás
SBT News na TV: Professores das universidades federais decidem encerrar greve

SBT News na TV: Professores das universidades federais decidem encerrar greve

Confira o que foi notícia ao longo do dia e os assuntos que serão destaque nesta segunda-feira (24); assista!
Netanyahu diz que combate intenso contra o Hamas está perto do fim, mas que guerra continuará

Netanyahu diz que combate intenso contra o Hamas está perto do fim, mas que guerra continuará

Primeiro-ministro israelense concedeu entrevista a uma emissora do país pela primeira vez desde o início da guerra
Universidades federais: professores decidem encerrar greve

Universidades federais: professores decidem encerrar greve

Paralisação nacional começou em abril. Retorno às aulas depende de decisão interna de cada instituição
Professores de ensino básico e técnico de instituições federais aceitam acordo e anunciam fim da greve

Professores de ensino básico e técnico de instituições federais aceitam acordo e anunciam fim da greve

Propostas de reajuste para as duas categorias foram aprovadas por 89 votos a 15
Testado na África, novo medicamento contra HIV alcança 100% de eficiência

Testado na África, novo medicamento contra HIV alcança 100% de eficiência

Ensaio clínico apontou que uma injeção semestral de lenacapavir deu proteção total contra o vírus
Número de peregrinos mortos na Arábia Saudita passa de 1.300

Número de peregrinos mortos na Arábia Saudita passa de 1.300

O ministro da Saúde saudita, Fahd bin Abdurrahman Al-Jalajel, disse que 83% das mortes são de peregrinos não autorizados
Publicidade
Publicidade