Publicidade

TSE retoma, nesta terça (30), julgamento da cassação do senador Jorge Seif (PL-SC)

Parlamentar é acusado de ter vencido eleições graças ao uso indevido de helicóptero do empresário Luciano Hang e de estrutura das lojas Havan

TSE retoma, nesta terça (30), julgamento da cassação do senador Jorge Seif (PL-SC)
Jorge Seif
Publicidade

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) julga, nesta terça-feira (30), o pedido de cassação do mandato do senador Jorge Seif (PL-SC). Ele responde por suposto abuso de poder econômico durante a campanha eleitoral de 2022, pois teria, entre outras infrações, usado helicóptero do empresário Luciano Hang e estrutura das lojas Havan para vencer a eleição.

A análise do caso pelo TSE teve início em 4 de abril, com as sustentações orais dos advogados de defesa e da acusação, além do representante do Ministério Público Eleitoral. O assunto voltou à pauta do TSE na sessão do dia 16 de abril, mas o julgamento não foi retomado porque o relator, Floriano Azevedo, se ausentou por motivos de doença na família.

TRE-SC considerou Seif inocente

As acusações partiram da coligação "Bora Trabalhar" (Patriota/PSD/União), do candidato Raimundo Colombo (PSD-SC), segundo colocado na disputa pelo Senado em Santa Catarina, em 2022. Os partidos acusaram o vencedor, Jorge Seif, de ter sido eleito graças ao uso indevido de helicóptero, estrutura física, funcionários e outros recursos das lojas Havan na campanha. A irregularidade teria sido caracterizada pela não prestação de contas sobre esses gastos à Justiça Eleitoral.

O senador, que é empresário do setor de pesca industrial e integra a ala mais bolsonarista no Congresso Nacional, também foi acusado de levar vantagem em um financiamento ilegal de propaganda em evento de campanha realizado no município de São João Batista (SC).

+ Seif gasta mais de R$ 30 mil do Senado para antecipar voo e conseguir ir a ato de Bolsonaro

Apontando essas supostas irregularidades, a coligação entrou com Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) no Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina (TRE-SC). A ação abrange os empresários Luciano Hang e Almir Manoel Atanázio dos Santos, então presidente do Sindicato das Indústrias de Calçados de São João Batista.

Após o TRE-SC rejeitar a ação, a coligação "Bora Trabalhar" recorreu ao TSE. O Ministério Público Eleitoral se manifestou pela procedência da ação. Se condenado, Seif perderá o mandato e ficará oito anos inelegível. Raimundo Colombo, ex-governador de Santa Catarina, quer ficar com a vaga. Mas, em caso de cassação, o TSE pode determinar novas eleições para o Senado no estado.

Versão de Seif

Em vídeo publicado no dia 2 de abril nas redes sociais, o senador Jorge Seif publicou se defendeu das acusações. O parlamentar afirmou não acreditar que o TSE vai "descumprir a Constituição". E disse que não cometeu irregularidades na campanha eleitoral.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

TSE
Justiça
Eleições
Santa Catarina
Senado
cassação

Últimas notícias

Judeus ultraortodoxos passam a ser obrigados ao serviço militar em Israel

Judeus ultraortodoxos passam a ser obrigados ao serviço militar em Israel

Militares disseram que são capazes de alistar 3 mil este ano; 66 mil são elegíveis para alistamento
Anvisa proíbe venda e uso de produtos à base de fenol em procedimentos estéticos e de saúde

Anvisa proíbe venda e uso de produtos à base de fenol em procedimentos estéticos e de saúde

Resolução da agência é publicada semanas após morte do empresário Henrique Chagas, em São Paulo
Mulher é morta a facadas por não compartilhar senha do wi-fi

Mulher é morta a facadas por não compartilhar senha do wi-fi

Casal usava senha do dispositivo até vítima alterar a combinação de números; crime brutal por motivo banal foi registrado no Pará
Suas publicações do Instagram, WhatsApp e Facebook vão treinar a inteligência artificial da Meta; saiba como evitar

Suas publicações do Instagram, WhatsApp e Facebook vão treinar a inteligência artificial da Meta; saiba como evitar

IA generativa Meta AI terá acesso as fotos e legendas compartilhados publicamente nas redes sociais da big tech
Senador do MS cobra rapidez contra incêndios no Pantanal: "Do contrário, o tempo vai nos vencer"

Senador do MS cobra rapidez contra incêndios no Pantanal: "Do contrário, o tempo vai nos vencer"

Nelsinho Trad (PSD-MS) disse que trabalha para acelerar tramitação de projeto de lei que institui Política Nacional de Manejo Integrado do Fogo
Fogo destrói ônibus e caminhão-baú na zona oeste de SP

Fogo destrói ônibus e caminhão-baú na zona oeste de SP

Veículos estavam no estacionamento de empresa na Barra Funda; ninguém se feriu
SP: Motorista de Porsche é investigado por agredir ex-madrasta

SP: Motorista de Porsche é investigado por agredir ex-madrasta

Fernando Sastre Filho está preso pela morte de condutor de aplicativo após colisão na zona leste da capital paulista, em março
WikiLeaks posta foto de Julian Assange antes de assinar acordo com EUA

WikiLeaks posta foto de Julian Assange antes de assinar acordo com EUA

Jornalista australiano fundou plataforma que publicou milhares de documentos confidenciais dos Estados Unidos e estava preso na Inglaterra desde 2019
Enfermeira que desapareceu após dívidas do “jogo do tigrinho” volta para casa

Enfermeira que desapareceu após dívidas do “jogo do tigrinho” volta para casa

Mulher estava desaparecida há oito dias; ela saiu de Piracicaba, no interior de SP, e foi para o Mato Grosso do Sul
Suspeito de matar PM durante discussão em adega é preso

Suspeito de matar PM durante discussão em adega é preso

Policial foi morto com tiros da própria arma durante briga na zona leste de SP; dono do local também foi detido
Publicidade
Publicidade