Publicidade

STJ entende que homem de 20 anos que engravidou menina de 12 anos não cometeu estupro de vulnerável

Por 3 votos a 2, a Quinta Turma do Superior Tribunal de Justiça considerou que a relação entre os dois foi uma “exceção” ao crime previsto no Código Penal

STJ entende que homem de 20 anos que engravidou menina de 12 anos não cometeu estupro de vulnerável
STJ aumenta pena para homem por intimidar mulher
Publicidade

A Quinta Turma do Superior Tribunal de Justiça entendeu não ter havido estupro de vulnerável na união estável entre um homem de 20 anos e uma menina de 12 anos, que engravidou no relacionamento. Por 3 votos a 2, o colegiado considerou o caso uma exceção ao artigo 217-A do Código Penal, pelo qual é crime o sexo com menor de 14 anos, com pena de 8 a 15 anos de reclusão.

O rapaz foi condenado em primeira instância em Minas Gerais a 11 anos e 3 meses de prisão. Ao analisar o recurso, o Tribunal de Justiça do estado derrubou a condenação. O TJMG concluiu ter havido “erro de proibição”. De acordo com essa previsão, inserida na legislação penal brasileiro, pessoas que cometem atos sem saber que se trata de um crime não podem ser condenadas.

O Ministério Público mineiro discordou. Para o MP, era impossível que o rapaz não soubesse que o relacionamento com a menina era crime. Por isso, o MP recorreu ao Superior Tribunal de Justiça. O julgamento ocorreu nesta terça-feira (12), na Quinta Turma do STJ. A ministra Daniela Teixeira e o ministro Messod Azulay acompanharam o entendimento do Ministério Público de Minas Gerais, no sentido de restabelecer a condenação, mas foram votos vencidos.

A ministra observou que o réu, embora fosse trabalhador rural, morava na área urbana de Araguari, município do triângulo mineiro com mais de 100 mil habitantes. “Não se pode, racionalmente, aceitar que um homem de 20 anos de idade não tivesse a consciência da ilicitude de manter relação sexual com uma menina de 12 anos”, declarou a ministra.

“Não se trata, o agressor, do 'matuto' exemplificado nas doutrinas de Direito Penal, ou do ermitão que vive totalmente isolado da sociedade, sem qualquer acesso aos meios de comunicação ou à sociedade. O fato de terem um relacionamento amoroso apenas reforça a situação de violência imposta à adolescente, que deve ser protegida pelo Estado até mesmo de suas vontades”, acrescentou Daniela Teixeira.

Para o ministro Messod Azulay, o crime de estupro de vulnerável não pode ser relativizado. “Se a lei diz que a presunção é absoluta, que é um ato violência sexual menor de 14 anos, é porque é absoluta”, asseverou. "Não se pode flexibilizar, porque chegou a haver uma criança de um relacionamento com uma menina que deveria estar brincando de boneca”, declarou.

“Não consigo imaginar que uma criança de 12 anos possa ter relacionamento sexual e alguém achar que isso é saudável. Não consigo entender como se possa flexibilizar uma violência tamanha e dizer que isso é uma família”, complementou Azulay.

A tese vencedora

O relator do julgamento na Quinta Turma, ministro Reynaldo Soares da Fonseca, iniciou o voto defendendo a proteção às crianças. “Quero reafirmar a defesa intransigente com os direitos da criança, no sentido de que criança menor de 14 anos não foi feita para namorar. Foi feita para brincar, pra ir para a escola”, disse o relator.

“Só que a vida é maior do que o direito. A antecipação da adolescência, a antecipação da fase adulta, não pode acarretar prejuízo maior para aqueles que estão envolvidos, e mais ainda para a criança, que é a prioridade absoluta do sistema brasileiro através do Estatuto da Primeira Infância. Agora temos uma criança”, ressalvou Fonseca.

O ministro informou que, pelo que consta nos autos, o rapaz não está mais junto com a adolescente, mas presta assistência à criança fruto da relação. Para Fonseca, mandá-lo para a prisão cortaria essa assistência, prejudicando a criança. O ministro levou em conta também a tese do erro de proibição.

Os ministros Ribeiro Dantas e Joel Ivan Parciornik acompanharam Fonseca, fechando o placar em 3 a 2.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

estupro
Crime
Justiça
Minas Gerais
Criança
Adolescente

Últimas notícias

Saiba quais são as 30 cidades grandes com as maiores taxas de homicídios do Brasil

Saiba quais são as 30 cidades grandes com as maiores taxas de homicídios do Brasil

Cinco cidades baianas estão à frente. Taxas superaram 50 homicídios por 100 mil habitantes em 2022, segundo Atlas da Violência
Marcos Rogério assume liderança da oposição ao governo no Senado

Marcos Rogério assume liderança da oposição ao governo no Senado

Atualmente no cargo, Marinho se afasta do cargo por 120 dias para se dedicar às eleições municipais
Rodrigo Pacheco chama projeto sobre aborto de “irracional” e “inviável”

Rodrigo Pacheco chama projeto sobre aborto de “irracional” e “inviável”

Presidente do Senado se posicionou acerca do polêmico tema diante de parte da bancada feminina da Casa
Policiais civis são alvo de tiros durante operação na Maré (RJ)

Policiais civis são alvo de tiros durante operação na Maré (RJ)

Agentes realizavam operação contra estabelecimentos comerciais que receptavam e revendiam roupas de grifes roubadas
Caso Paquetá: Senado aprova convite para ouvir o jogador na CPI da Manipulação no Futebol

Caso Paquetá: Senado aprova convite para ouvir o jogador na CPI da Manipulação no Futebol

Por se tratar de um convite, o jogador pode recusar a participação
Incêndio de grande proporção atinge prédio comercial na Grande SP

Incêndio de grande proporção atinge prédio comercial na Grande SP

Nove equipes do Corpo de Bombeiros foram acionadas e conseguiram conter o fogo no local
Brasil aparece entre os piores países em pensamento criativo nas salas de aula

Brasil aparece entre os piores países em pensamento criativo nas salas de aula

No ranking com 56 países, o Brasil aparece na 44ª colocação, empatado com Peru, Panamá e Arábia Saudita
Quase 500 criminosos são presos em operação na Bahia

Quase 500 criminosos são presos em operação na Bahia

Segundo a polícia, integrante de um grupo criminoso que gerenciava um laboratório de drogas em Castelo Branco foi localizado por equipes do Depom
80 milhões de pessoas estão sob alerta para altas temperaturas nos Estados Unidos

80 milhões de pessoas estão sob alerta para altas temperaturas nos Estados Unidos

Onda de calor extremo afeta quase todo o território americano
Lira anuncia que debate de projeto antiaborto só ocorrerá no segundo semestre

Lira anuncia que debate de projeto antiaborto só ocorrerá no segundo semestre

Presidente da Câmara afirma que projeto não "irá retroagir nos direitos já garantidos e nada irá avançar que traga qualquer dado aos diretos das mulheres"
Publicidade
Publicidade