Publicidade

RS decreta estado de calamidade pública e suspende aulas na rede estadual

Fortes chuvas já deixaram 10 mortos e mais de 4 mil desabrigados; presidente Lula visita estado nesta quinta-feira (2)

 RS decreta estado de calamidade pública e suspende aulas na rede estadual
Publicidade

O Rio Grande do Sul decretou estado de calamidade pública, na noite de quarta-feira (1º), devido às chuvas intensas que vêm atingindo o estado desde o início da semana. A decisão, assinada pelo governador Eduardo Leite (PSDB), foi publicada em edição extra do Diário Oficial do Estado e deve vigorar por 180 dias.

+ Governador defende suspensão do CNU no Rio Grande do Sul por causa de temporais

No decreto, o governo destaca que o Rio Grande do Sul vem sendo atingido por chuvas intensas, alagamentos, granizo, inundações, enxurradas e vendavais de grande intensidade. Tais eventos são classificados como desastres de Nível III, conforme estipulado pela Defesa Civil, caracterizados por danos e prejuízos elevados.

“Os eventos meteorológicos ocasionaram danos humanos, com a perda de vidas, e danos materiais e ambientais, com a destruição de moradias, estradas e pontes, assim como o comprometimento do funcionamento de instituições públicas locais e regionais e a interdição de vias públicas", diz o texto.

Com a entrada em vigor, fica decretado que órgãos e entidades da administração pública estadual prestarão apoio à população nas áreas afetadas em decorrência dos eventos climáticos. O texto acrescenta ainda que poderá ser encaminhada solicitação semelhante por municípios, que serão avaliadas e homologadas pelo Estado.

O Rio Grande do Sul vem sofrendo com chuvas intensas desde a última segunda-feira (29). O cenário, segundo Leite, é de caos e guerra, uma vez que centenas de imóveis foram inundados devido às cheias de rios. Até o momento, foram contabilizados 10 óbitos, enquanto 4 mil pessoas estão desalojadas ou desabrigadas.

“Infelizmente, a situação deste ano deverá ser pior que a de 2023. Veremos ainda um aumento nos níveis dos rios devido às chuvas”, alertou o governador. “Então, é crucial que as pessoas se protejam e busquem abrigo em locais seguros, longe do perigo das inundações. Também pedimos que tomem cuidado com locais de encostas, onde pode haver deslizamentos devido ao encharcamento da terra”, aconselhou.

Para garantir a segurança, Leite também anunciou a suspensão das aulas na rede estadual de ensino nesta quinta e sexta-feira (2 e 3). O cronograma voltará ao normal na segunda (6), caso a situação se estabilize. Ao todo, 700 mil alunos serão impactados.

Ida de Lula

Em meio ao cenário, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) levará uma comitiva para avaliar a situação no Rio Grande do Sul. O chefe de Estado deve sobrevoar as áreas mais afetadas pelas chuvas por volta das 10h e, posteriormente, se reunir com Leite e outras autoridades estaduais. Além de Lula, a comitiva será composta por:

  • Paulo Pimenta, da Secretaria de Comunicação da Presidência (Secom);
  • Waldez Goes, da Integração Regional;
  • Rui Costa, da Casa Civil;
  • Renan Filho, dos Transportes;
  • Tomás Paiva – comandante do Exército brasileiro;
  • Marcelo Kanitz Damasceno – comandante da Aeronáutica.

“O gesto que é muito bem-vindo neste momento de dificuldade. Reforcei que precisamos da participação efetiva e integral das Forças Armadas na coordenação deste momento, que é como o de uma guerra. Não temos um inimigo para ser combatido, mas temos muitos obstáculos para serem superados e precisamos das Forças Armadas”, disse Leite.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

Brasil
Rio Grande do Sul
Estado de emergência
Escola

Últimas notícias

Mulher é presa após filmar tortura contra filha de 11 anos no Rio

Mulher é presa após filmar tortura contra filha de 11 anos no Rio

Criança possui Transtorno do Espectro Autista (TEA) e foi sufocada com saco plástico; mãe confessou o crime
Rio Sena recebe primeiro teste para a abertura das Olimpíadas

Rio Sena recebe primeiro teste para a abertura das Olimpíadas

Pela primeira vez na história, momento que marca o início dos Jogos Olímpicos não será realizado em um estádio
PL do aborto: buscas pelo autor disparam desde votação na Câmara

PL do aborto: buscas pelo autor disparam desde votação na Câmara

Google Trends registrou picos de interesse dos brasileiros pelo deputado Sóstenes Cavalcante (PL-RJ). Proposta tramita em regime de urgência
Maré: morre segundo policial do Bope baleado durante confronto com criminosos

Maré: morre segundo policial do Bope baleado durante confronto com criminosos

Rafael Dias foi atingido na última terça (11) quando realizava patrulhamento em busca de especialista em roubo de veículos
Cúpula de paz sobre guerra Rússia x Ucrânia: "Lula volta a igualar invasor e invadido", diz analista

Cúpula de paz sobre guerra Rússia x Ucrânia: "Lula volta a igualar invasor e invadido", diz analista

Mestre em relações internacionais opinou que discurso do chefe do Executivo em defesa da democracia é um no Brasil e outro no exterior
Piloto de buggy morre durante corrida em Camocim, no Ceará

Piloto de buggy morre durante corrida em Camocim, no Ceará

Vítima sofreu mal súbito e o carro atingiu outra pessoa, que foi levada ao hospital
Chuva forte volta a provocar alagamentos e deslizamentos no RS

Chuva forte volta a provocar alagamentos e deslizamentos no RS

Ao menos 19 municípios reportaram danos causados pelos temporais do fim de semana; estado deve enfrentar novos temporais nos próximos dias
PF faz operação contra grupo criminoso do MT que traficava cocaína para Sudeste e Sul

PF faz operação contra grupo criminoso do MT que traficava cocaína para Sudeste e Sul

Investigação começou com prisão em flagrante em setembro de 2023; dois mandados de prisão estão sendo cumpridos nesta segunda (17)
Atropelamento e furto de cabos: linhas da CPTM têm confusão e superlotação nesta segunda

Atropelamento e furto de cabos: linhas da CPTM têm confusão e superlotação nesta segunda

Trens das linhas 12-Safira e 13-Jade circulam em via única no sentido Brás, no trecho entre Engenheiro Goulart e Tatuapé
Astronauta da Nasa compartilha foto noturna de São Paulo registrada do espaço

Astronauta da Nasa compartilha foto noturna de São Paulo registrada do espaço

A imagem foi tirada em 2003, direto da Estação Especial Internacional, quando o astronauta estava na primeira de três viagens com a agência
Publicidade
Publicidade