Publicidade

RS: 48 horas após temporal, 375 mil imóveis seguem sem energia elétrica

Parte da população gaúcha também está sem água. Foi decretada situação de emergência em Porto Alegre

RS: 48 horas após temporal, 375 mil imóveis seguem sem energia elétrica
Publicidade

Quase 48 horas após o temporal que provocou estragos no Rio Grande do Sul, 375 mil imóveis ainda estão sem energia elétrica. Parte da população gaúcha também está sem fornecimento de água. Em todo estado, mais de 60 mil pessoas foram afetadas pelas chuvas.

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

Andressa Moreira, que lidera em uma entidade que ajuda 120 crianças de uma comunidade de Porto Alegre, com reforço escolar e alimentação, teme perder todos os alimentos, devido à falta de luz.

"A gente está com um freezer cheio de carne, perigando a estragar, e quando a gente voltar com as atividades agora, com as crianças, a gente não tem a proteína, a carna para entregar para eles", afirma a líder comunitária.

O comércio da região também só vê aumentar os prejuízos. Em um mercado da região, as carnes estão sendo conservadas em sacos de gelo - que já estão em falta em quase toda a capital. O sorvete virou água.

"O sorvete dá uns R$ 6.500 por aí, porque o sorvete também depois estraga, não tem mais como revender, porque não volta a mesma coisa. E carne também não, né? Aí o que resta á a gente jogar fora", diz Talia Scheffer, funcionária do estabelecimento.

A demora no restabelecimento da energia elétrica é o maior problema na capital gaúcha, segundo as autoridades. Moradores de diferentes bairros permanecem sem luz, e a expectativa da concessionária que atende Porto Alegre é que o serviço só seja normalizado no sábado (20.jan).

Enquanto isso, encontrar uma tomada livre virou um desafio nos poucos locais onde há energia. Mais de 100 pessoas foram até um shopping da cidade para poder carregar celulares e computadores.

Também na capital, Felipe Lingere Peixoto, de 29 anos, que foi arrastado pela correnteza de um córrego, continua desaparecido, há dois dias. Os bombeiros só localizaram a moto que ele pilotava.

Um vizinho da vítima relata que a força da água assustou os moradores. "Foi muito pavor. Carros sendo arrastados... enxurrada gigantesca. Fechou toda a calçada, toda a rua, ficou um rio só. Tudo ficou virado no rio", conta Leandro Bragé.

Em Estrela, no Vale do Taquari, moradores seguem sem poder retornar para casa, depois que o prédio foi interditado por risco de desabamento. O município decretou situação de emergência.

Em Santo Expedito do Sul, no nordeste gaúcho, pontes foram submersas e até levadas pela água. Na cidade vizinha Sananduva, a zona rural foi a área mais afetada. Em alguns locais, o acesso ficou bloqueado por horas devido à enxurrada.

Em Santa Maria, no centro do Rio Grande do Sul, um homem de 70 anos precisou ser internado depois de ficar mais de cinco horas preso aos escombros. Antônio Augusto Cezar Dornelles estava sozinho em casa quando o muro do terreno vizinho desabou.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

Rio Grande do Sul
Chuva
Temporal
Tempestade

Últimas notícias

Mulheres que atacaram casal gay em padaria são denunciadas

Mulheres que atacaram casal gay em padaria são denunciadas

Crime foi registrado em estabelecimento no centro de São Paulo; denúncia inclui injúria, ameaça e lesão corporal
Presidente do Irã morto em queda de helicóptero será enterrado nesta quinta-feira (23)

Presidente do Irã morto em queda de helicóptero será enterrado nesta quinta-feira (23)

Corpo de Ebrahim Raisi vem sendo velado desde o início da semana; enterro será na cidade de Mashhad
Morre mulher que teria sido espancada por fisiculturista

Morre mulher que teria sido espancada por fisiculturista

Suspeito segue preso e câmeras registraram quando o homem sai do condomínio carregando a vítima desacordada
Brasil se aproxima de 3 mil mortes por dengue em 2024

Brasil se aproxima de 3 mil mortes por dengue em 2024

Ministério da Saúde já confirma 2.959 óbitos pela doença; outros 2.662 estão sob investigação
CONTEXTUALIZANDO: Detentos em abrigos do RS são do semiaberto e não têm relação com crimes de violência sexual

CONTEXTUALIZANDO: Detentos em abrigos do RS são do semiaberto e não têm relação com crimes de violência sexual

Confira a verificação realizada pelos jornalistas integrantes do Projeto Comprova
Polícia da Bahia se consolida como a que mais mata no Brasil em 2024

Polícia da Bahia se consolida como a que mais mata no Brasil em 2024

Estado deixa para trás SP e RJ na lista de letalidade policial; em média, 18 pessoas foram mortas por dia por agentes de segurança no Brasil no 1º trimestre
Brasil Agora: Lixo toma conta de ruas em Porto Alegre; Lula sanciona Perse

Brasil Agora: Lixo toma conta de ruas em Porto Alegre; Lula sanciona Perse

Confira essas e outras notícias que serão destaque nesta quinta-feira (23)
Derrotada nas primárias, Nikki Haley anuncia voto em Trump nas eleições dos EUA

Derrotada nas primárias, Nikki Haley anuncia voto em Trump nas eleições dos EUA

Política foi o último obstáculo para a nomeação do ex-presidente no Partido Republicano
Imposto de Renda 2024: Receita abre consulta ao 1º lote de restituição nesta quinta-feira (23)

Imposto de Renda 2024: Receita abre consulta ao 1º lote de restituição nesta quinta-feira (23)

Créditos somam R$ 9,5 bilhões e serão depositados para mais de 5,5 milhões de contribuintes
Médico é afastado após negar atestado para mãe cuidar de filho doente

Médico é afastado após negar atestado para mãe cuidar de filho doente

Profissional alegou que criança de cinco anos poderia ficar sozinha em casa; Conselho Regional de Medicina do Paraná investiga o caso
Publicidade
Publicidade