Publicidade

Racismo ambiental: entenda termo usado por Anielle Franco para falar sobre chuvas no Rio

Ministra da Igualdade Racial usou expressão em vídeo que viralizou nas redes sociais; SBT News conversou com especialista para entender

Racismo ambiental: entenda termo usado por Anielle Franco para falar sobre chuvas no Rio
Racismo Ambiental | Agência Brasil
Publicidade

A chuva forte que atingiu o Rio de Janeiro e a Baixada Fluminense no final de semana trouxe à tona uma discussão que há tempos já toma os espaços acadêmicos: o racismo ambiental. A ministra da Igualdade Racial, Anielle Franco, usou o termo em suas redes sociais para definir o impacto do temporal sobre a população negra e tem sido criticada por isso (veja vídeo abaixo). Mas, afinal, o que é o racismo ambiental?

+ Número de mortos pelas chuvas no Rio sobe para 12, diz governador

O SBT News conversou com a arquiteta e urbanista Joice Berth, que estuda as dinâmicas de raça e gênero na área de direito à cidade. Para ela, o racismo estrutural é como um guarda-chuva que engloba o racismo ambiental.

"O racismo em si é um grande guarda-chuva. Quando a gente fala que ele é estrutural, está dizendo que as sociedades ao redor do mundo foram se construindo tendo como base a diferença racial, a conversão da diferença biológica em uma questão social", diz ela.

Falar sobre racismo ambiental é defender que locais historicamente marginalizados, compostos em sua maioria por pretos e pardos, costumam enfrentar riscos maiores causados pelas mudanças climáticas: calor extremo, fortes chuvas – com alagamentos e inundações – e poluição.

+ Saiba como ajudar a população afetada pelas chuvas no Rio

O racismo ambiental significa que São Pedro é racista, como tem pipocado em memes nas redes sociais? Não. A expressão busca debater os impactos climáticos que afetam com mais frequência a população negra, muito mais presente nas periferias das grandes cidades.

"Nesses lugares, há políticas públicas extremamente falhas, precarizadas, que fazem com que aqueles territórios estejam sujeitos a receber as intempéries ambientais e climáticas de um jeito muito mais tenso, perigoso, traumático" afirma. "Os fenômenos da natureza que impactam todo mundo vão ser sentidos de maneira mais profunda pelas populações que são escamoteadas pelo poder público".

Segundo a urbanista, existe uma divisão no espaço urbano a partir das opressões que estruturam a sociedade: raça, classe e gênero. As pessoas pobres e pretas são as mais afetadas pela falta de estruturas urbanas, como moradia digna e saneamento, por falta de interesse político com a periferia. Quando uma forte chuva como a do fim de semana acontece, os efeitos da mudança climática são mais visíveis exatamente nesses lugares.

+ População com menor renda, jovens, negros, pardos e indígenas têm menos acesso a saneamento

"É uma das características do racismo não se importar com o aprofundamento da precarização de certas áreas urbanas. Essas áreas são ocupadas majoritariamente por pessoas não-brancas e por pessoas pobres", diz a pesquisadora.

Dados mais recentes do Censo 2022, divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mostram que o Rio de Janeiro é o estado com a segunda maior proporção de população preta (16,2%), perdendo apenas para a Bahia (22,4%). Na cidade do Rio, 968 mil pessoas se declaram pretas – atrás apenas de São Paulo, com 1,16 milhão.

No estado, pretos e pardos somam quase 58% da população. Na capital fluminense, pretos e pardos também são maioria, com mais de 54% da população. Cerca de 69% da população da Baixada Fluminense, uma das regiões mais afetadas pela chuva, se declara preta ou parda.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

Chuva
Rio de Janeiro
Racismo
Brasil
Meio Ambiente
mudanças climáticas

Últimas notícias

PEC retira propriedade exclusiva da União sobre terrenos no litoral; entenda ponto a ponto

PEC retira propriedade exclusiva da União sobre terrenos no litoral; entenda ponto a ponto

O senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ) apresentou parecer favorável ao texto, que tramita na Comissão de Constituição e Justiça do Senado
Taxação das blusinhas: por falta de acordo, Câmara vai votar Mover na última semana

Taxação das blusinhas: por falta de acordo, Câmara vai votar Mover na última semana

Programa de Mobilidade Verde precisa ser votado até dia 31 de maio, para que medida provisória não deixe de valer; deputados analisam nesta terça-feira
Foguete lançado pela Coreia do Norte para implantar satélite espião explode após a decolagem

Foguete lançado pela Coreia do Norte para implantar satélite espião explode após a decolagem

Moradores do Japão receberam alerta para procurarem abrigo por conta do lançamento
“Temos que começar a pensar em prevenção”, diz Marcos Pontes sobre desastres naturais

“Temos que começar a pensar em prevenção”, diz Marcos Pontes sobre desastres naturais

Em entrevista ao SBT News, senador discutiu as lições que podem ser aprendidas com calamidade vivida no RS
Professores criticam e governo assina proposta de reajuste com apenas um sindicato

Professores criticam e governo assina proposta de reajuste com apenas um sindicato

Acordo estabelece adequações entre 13,3% e 31,2% e foi recusado por docentes de universidades federais
Lula conversa com Oliver Stone e agradece por documentário

Lula conversa com Oliver Stone e agradece por documentário

Cineasta americano lançou filme sobre presidente no Festival de Cannes
“Biden prioriza Israel em detrimento da própria vitória eleitoral”, analisa especialista sobre ataque a Rafah

“Biden prioriza Israel em detrimento da própria vitória eleitoral”, analisa especialista sobre ataque a Rafah

Recente ataque de Israel a Rafah foi tema de discussão no Poder Expresso desta segunda-feira (27)
Lewandowski se reúne com secretários de Segurança para debater o uso de recursos públicos

Lewandowski se reúne com secretários de Segurança para debater o uso de recursos públicos

Segundo o Ministério da Justiça, cerca de quatro bilhões que foram repassados aos estados pelo governo federal precisam ser utilizados até o fim deste ano
Paris tem quase tudo pronto para a realização dos Jogos Olímpicos

Paris tem quase tudo pronto para a realização dos Jogos Olímpicos

Estruturas dos locais de competição estão sendo finalizadas; cidade terá medidas especiais de segurança
Caso Marielle: em depoimento, Ronnie Lessa diz que poderia ganhar R$ 100 milhões com assassinato

Caso Marielle: em depoimento, Ronnie Lessa diz que poderia ganhar R$ 100 milhões com assassinato

Ex-policial militar afirmou ainda que o ex-deputado federal Marcelo Freixo era alvo dos mandantes do crime antes da vereadora
Publicidade
Publicidade