Publicidade

Quaest: 64% avaliam que tragédia no Rio Grande do Sul é fruto de mudanças climáticas

Levantamento diz que 78% já enfrentaram (ou ainda enfrentam) calor extremo; 96% acreditam que intensidade de fenômenos naturais tem aumentado

Quaest: 64% avaliam que tragédia no Rio Grande do Sul é fruto de mudanças climáticas
Chuva no Rio Grande do Sul | Gustavo Mansur/ Palácio Piratini
Publicidade

Pesquisa Genial/Quaest divulgada nesta quinta-feira (9) aponta que 64% dos entrevistados avaliam que chuvas e enchentes no Rio Grande do Sul são frutos de mudanças climáticas. Para 30%, a alterações no clima têm ligação "em partes" com a tragédia no RS. Os temporais no estado já deixaram 107 mortos e afetaram mais de 1,47 milhão de pessoas.

+ Quando a chuva no Rio Grande do Sul vai parar? Veja previsão para os próximos dias

Levantamento tem margem de erro de 2,2 pontos percentuais (p.p.) e ouviu 2.045 pessoas em 120 municípios, de 2 a 6 de maio. Para 5% dos entrevistados, há "um pouco" de ligação com mudanças climáticas, enquanto 1% não acredita nessa tese.

Poluição industrial e desmatamento aparecem empatadas como causas de mudanças climáticas para 29% dos entrevistados. Outros 22% apontaram a ocupação desordenada nas cidades, 20% o uso de combustíveis fósseis e somente 1% não soube apontar uma causa.

Quando questionados sobre serem afetados por desastres ambientais, 78% disseram que já foram impactados por calor extremo. Enquanto o RS sofre com fortes chuvas, sete estados da região central do Brasil estão em alerta vermelho – ou "grande perigo" – para altas temperaturas desde segunda (6).

+ Inmet emite alerta vermelho para onda de calor em 7 estados do Brasil; saiba mais

Enchentes ou inundações foram enfrentadas por 44% dos entrevistados, e 36% disseram ter sido afetados por deslizamentos.

Em 2023, a Confederação Nacional de Municípios (CNM) informou que desastres naturais atingiram 93,3% dos municípios brasileiros de 2013 a 2023 (5.199 das 5.570 cidades do Brasil).

Segundo a pesquisa, 96% avaliam que a intensidade de fenômenos naturais tem aumentado. Somente 4% discordam dessa visão. As ocorrências que mais preocupam os brasileiros são: enchentes (21%), calor extremo (16%), falta de água (15%), desmatamento (14%) e contaminação da água por poluição (10%).

Já quanto às iniciativas para proteger o meio ambiente, 23% dos entrevistados dizem que "preservar áreas verdes e regenerar as degradadas" pode ser eficiente. Na outra ponta, apenas 6% acreditam que "avanços tecnológicos e científicos" sejam válidos. "Educar a população sobre proteção do meio ambiente" foi apontado por 17%.

Estudo técnico sobre desastres

De 1º de janeiro de 2013 a 5 de abril de 2022, a CNM, com dados do Sistema Integrado de Informações Sobre Desastres (S2ID) do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), localizou em estudo técnico 54 mil decretações de anormalidades. Foram 93,3% dos municípios brasileiros afetados.

Somente para queixas de seca e estiagem, foram 22 mil ocorrências, representando 41%. Depois, vêm doenças infecciosas, com 28% (15 mil), e, em terceiro lugar, as chuvas, com 4.457 ocorrências, ou 8% desses decretos.

Foram 7.589 registros de desastres ou de situação de calamidade pública com moradias danificadas/destruídas (mais de 2 milhões) no período de 10 anos (2013 a 2023). Somente a região Sul respondeu 3.051 desses registros, o que representa 40%.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

Chuva
Rio Grande do Sul
Pesquisa
Meio Ambiente

Últimas notícias

Apagão cibernético afeta companhias aéreas, bancos e emissoras ao redor do mundo

Apagão cibernético afeta companhias aéreas, bancos e emissoras ao redor do mundo

Falha vem sendo relatada sobretudo por usuários da Microsoft
CNC: intenção de consumo reduz, mas satisfação com renda é a maior desde 2015

CNC: intenção de consumo reduz, mas satisfação com renda é a maior desde 2015

Crédito ainda seletivo deixa famílias de baixa renda com pouca perspectiva de compras
Parlamento israelense vota contra criação de Estado palestino

Parlamento israelense vota contra criação de Estado palestino

Partidos alegaram que ação representaria um perigo existencial para o país, provocando conflito
MEC libera consulta às bolsas ofertadas pelo Prouni; veja como acessar

MEC libera consulta às bolsas ofertadas pelo Prouni; veja como acessar

Programa ofertará mais de 243 mil vagas em universidade privadas do país; inscrições começam em 23 de julho
SBT News na TV: terremoto de 7,3 graus atinge Chile e é sentido por brasileiros

SBT News na TV: terremoto de 7,3 graus atinge Chile e é sentido por brasileiros

Confira o que foi notícia ao longo do dia e os assuntos que serão destaque nesta sexta-feira (19); assista!
Trump promete "maior operação de deportação da história dos EUA" se eleito

Trump promete "maior operação de deportação da história dos EUA" se eleito

Declaração foi feita durante discurso na Convenção Nacional do Partido Republicano
Caixa libera parcela do Bolsa Família para beneficiários com NIS final 2

Caixa libera parcela do Bolsa Família para beneficiários com NIS final 2

Recurso pode ser sacado em agências bancárias ou movimentado virtualmente
Mega-Sena acumula e chega a R$ 53 milhões; veja os números sorteados

Mega-Sena acumula e chega a R$ 53 milhões; veja os números sorteados

Quina teve 201 apostas ganhadoras, que vão receber mais de R$ 14 mil cada
Dia Nacional do Futebol: entenda a origem da data comemorativa de 19 de julho

Dia Nacional do Futebol: entenda a origem da data comemorativa de 19 de julho

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) oficializou o Dia Nacional do Futebol em 1976
No 1º discurso após o atentado, Trump adota discurso moderado e pede que "discórdia" e "divisão" sejam curadas

No 1º discurso após o atentado, Trump adota discurso moderado e pede que "discórdia" e "divisão" sejam curadas

Ex-presidente também destacou que poderia ter morrido e relembrou detalhes do atentado
Publicidade
Publicidade