Publicidade

Produtores de alimentos relatam dificuldades após enchentes no RS: 'Produção foi devastada'

Segundo a Companhia Nacional de Abastecimento, as hortaliças foram as mais prejudicadas pelas chuvas

Produtores de alimentos relatam dificuldades após enchentes no RS: 'Produção foi devastada'
Publicidade

Em meio as enchentes que assolam o Rio Grande do Sul, o impacto no preço dos alimentos está chamando a atenção. Segundo a Companhia Nacional de Abastecimento, as hortaliças foram as mais prejudicadas pelas chuvas. Até produções em estufas foram comprometidas pela alta umidade e pouco Sol. Ainda é difícil estabelecer uma previsão de recuperação das hortas porque, segundo os especialistas, houve perdas de solo, nutrientes e matéria orgânica.

Por isso, quem vive da produção de alimentos enfrenta muitos desafios. A família Cibulski perdeu a casa e o sustento na tragédia, assim como a maioria dos produtores de orgânicos da região.

“A gente estima um prejuízo de 35 milhões de reais, incluindo, então, ferramentas, a produção e também os maquinários”, diz Joselaine Cibulski. A produtora de orgânicos cultivava com a família hortaliças, que desapareceram após a enchente na cidade de Eldorado do Sul.

O excesso de chuva também destruiu a plantação de legumes e verduras de Sandino Argolo. “A gente tem três famílias que dependem diretamente de toda a produção, então se a gente não consegue comercializar, a gente não tem renda, né?”, desabafa.

A destruição atingiu também a produção de laranja e tangerina de São Sebastião do Caí. Alguns pomares ficaram cobertos pela lama. Em outros, os frutos caíram e mofaram. Eduardo Schröder, produtor de citrus orgânicos, perdeu setenta por cento da colheita.

“Nós precisamos recuperar um fôlego para poder reinvestir, recuperar equipamento e fazer o custeio da sua propriedade. Eu preciso manter minha família”, relata.

Com a inundação da sede da central de abastecimento do estado, em Porto Alegre, a CEASA passou a funcionar neste centro de distribuição de uma rede de farmácias, em Gravataí, na região metropolitana. O diretor-presidente Carlos Siege conta que por lá, alface e rúcula são raridades.

“De modo geral, as folhosas foram as grandes vítimas das enchentes. A produção foi devastada e quase faltou. Uma parceria garantiu o abastecimento de outros estados, mas estão mais caras em alguns casos”, explica.

O produtor rural Belmar Fraga perdeu quase toda a plantação de rúcula. “Sobrou 20% da mercadoria e sem qualidade nenhuma. Muita chuva, muitos dias sem sol, umidade no solo, a folhosa é muito sensível”, desabafa.

Alguns alimentos ficaram até 60% mais caros. Outros até mais: o chuchu passou de R$ 3,00 o quilo para mais de R$ 26,00. Bruno Egídio, distribuidor que compra na Ceasa há mais de 20 anos está com dificuldades para encontrar alguns produtos.

“Os mais caros são banana, que subiu muito, bastante verdura, repolho, alface, muitas verduras não estão vindo. Difícil de driblar. Está bastante caro”, afirma.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

Rio Grande do Sul
Chuva
Temporal
Tragédia
ajuda humanitária
Doação
Alagamento
enchente

Últimas notícias

Lula viaja para São Paulo, onde deve visitar FHC e Noam Chomsky

Lula viaja para São Paulo, onde deve visitar FHC e Noam Chomsky

Presidente embarcou para a capital paulista na manhã deste domingo (21). Encontros ocorrem fora da agenda oficial
'Divertida Mente 2' dispara como maior bilheteria mundial de 2024

'Divertida Mente 2' dispara como maior bilheteria mundial de 2024

De acordo com a 'Variety' e 'Hollywood Reporter', até o momento, o segundo filme da franquia ultrapassou as vendas de 'Duna 2'
VÍDEO: Torcedores se enfrentam nas ruas do Rio antes de Fla x Flu

VÍDEO: Torcedores se enfrentam nas ruas do Rio antes de Fla x Flu

Um homem foi preso após confronto na Taquara; policiamento segue reforçado nas estações de trem e metrô
Mulher envolvida em sequestro de Marcelinho Carioca é presa em central de golpes bancários

Mulher envolvida em sequestro de Marcelinho Carioca é presa em central de golpes bancários

Eliane Lopes quebrou duas costelas ao tentar fugir e teve de receber atendimento médico
VÍDEO: Militares de Israel amarram palestino ferido ao capô de jipe na Cisjordânia

VÍDEO: Militares de Israel amarram palestino ferido ao capô de jipe na Cisjordânia

Exército disse em comunicado que a conduta dos soldados não condiz com os valores da corporação
Eduardo Paes anuncia desapropriação do terreno onde vai ser construído estádio do Flamengo

Eduardo Paes anuncia desapropriação do terreno onde vai ser construído estádio do Flamengo

Medida será publicada no Diário Oficial na segunda-feira (24); clube publicou nota comemorando decisão da prefeitura do Rio
Rio Grande do Sul terá instabilidade, temporais e frio neste domingo

Rio Grande do Sul terá instabilidade, temporais e frio neste domingo

Estado emite alertas de inundação dos rios Jacuí e Uruguai
PF prende 4 pessoas que vendiam ilegalmente animais silvestres

PF prende 4 pessoas que vendiam ilegalmente animais silvestres

Gato-mourisco, felino em risco de extinção, foi apreendido pelos agentes neste domingo (23), em Laranjeiras, no Rio de Janeiro
Viciada no 'Jogo do Tigrinho' perdeu mais de R$ 170 mil e vendeu até brinquedos do filho

Viciada no 'Jogo do Tigrinho' perdeu mais de R$ 170 mil e vendeu até brinquedos do filho

Transtorno do jogo é considerado uma patologia; problema cresceu tanto que já causa fila de espera para tratamento médico em SP
Idoso é morto a facadas e assassino deixa bilhete ao lado do corpo

Idoso é morto a facadas e assassino deixa bilhete ao lado do corpo

Polícia Civil do Paraná prendeu o autor do crime, que confessou ter matado João Pedro dos Santos, de 66 anos
Publicidade
Publicidade