Publicidade

Brasileira fica paralisada após contrair bactéria rara nos EUA; família pede ajuda

Jovem fazia intercâmbio em Aspen e desenvolveu botulismo, doença que pode levar à morte por paralisia da musculatura respiratória. Entenda

Brasileira fica paralisada após contrair bactéria rara nos EUA; família pede ajuda
Publicidade

A família de uma brasileira criou uma vaquinha virtual para conseguir trazer a jovem de volta ao Brasil após ela desenvolver botulismo ao contrair uma bactéria rara nos Estados Unidos. Claudia Celada, conhecida como Cacau, fazia um intercâmbio no país, e está internada há quase 2 meses.

Segundo a família, ela começou a apresentar sintomas em 17 de fevereiro, e, em menos de 24 horas, precisou ser encaminhada ao hospital com todos os músculos do corpo paralisados, respirando apenas por aparelhos.

Por que ex-atletas como Tande podem ter infarto? Entenda

O diagnóstico, de acordo com a família, veio somente em 1º de março, após "incontáveis exames, testes, transferência de hospital, punções lombares e transfusão de plasma": botulismo.

Diagnósticos de depressão, ansiedade e burnout atingem mais de 94% dos empreendedores brasileiros

Doença rara e de recuperação lenta, Cacau está internada desde então no país. A família quer aproveitar o fato do quadro de saúde estar mais estável para contratar uma ambulância aérea e trazê-la de volta ao Brasil. De acordo com eles, o procedimento custa US$ 200 mil, cerca de R$ 1 milhão. Os parentes também pedem ajudar para quitar a conta hospitalar da jovem.

Pesquisa aponta piora da dieta de adolescentes devido ao uso excessivo de telas

"Quase 2 meses depois, a Cacau ainda permanece internada nos EUA, longe de toda a sua família, no país com a saúde mais cara do mundo (cada dia de internação custa em média 10 mil dólares). O seguro viagem que ela tinha já acabou há muito tempo, e as contas do hospital só estão aumentando.", afirma o cunhado da jovem, responsável pela vaquinha virtual.

"Sei que é um valor muito absurdo, mas qualquer quantia doada nos deixa um pouquinho mais perto de acabar com esse pesadelo que estamos vivendo", conclui.

O que é botulismo?

De acordo com o Ministério da Saúde, botulismo é uma doença neuroparalítica grave, rara, não contagiosa, causada pela ação de uma potente toxina produzida pela bactéria Clostridium botulinum (C botulinum).

A toxina botulínica afeta o controle motor e, por essa razão, pode levar a diversas complicações. Ela pode levar à insuficiência respiratória, que, no geral, é a forma mais comum de morte causada por botulismo. Outras complicações podem incluir:

  • Dificuldade para falar
  • Dificuldade para engolir
  • Fraqueza de longa duração
  • Fadiga
  • Pneumonia por aspiração e infecção
  • Problemas no sistema nervoso em geral

Ainda segundo a pasta, a bactéria entra no organismo por meio de ferimentos ou pela ingestão de alimentos contaminados que não têm produção e/ou conservação adequada.

Tratamento

Todas as formas de botulismo podem matar, se não tratadas adequadamente, e são consideradas emergências médica e de saúde pública. Por isso, a presença de qualquer sintoma é essencial procurar ajuda médica.

O tratamento imediato, segundo o Ministério da Saúde, reduz significativamente o risco de morte do paciente, mas é preciso acompanhamento médico, e frequentemente hospitalar. Além disso, o processo de recuperação é lento e depende de como o organismo reage ao tratamento.

Se identificado e tratado adequadamente, a doença tem cura e não deixa sequelas.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

bactéria rara
botulismo
Estados Unidos
doença
Brasil
Família
vaquinha virtual
Entenda
Ministério da Saúde

Últimas notícias

Polícia prende golpista que usava antena para invadir o celular das vítimas

Polícia prende golpista que usava antena para invadir o celular das vítimas

Homem ficava entre 8 e 12 horas dentro de carro em São Paulo para aplicar os golpes
"Pílula do câncer": por que a fosfoetanolamina não é regulamentada pela Anvisa?

"Pílula do câncer": por que a fosfoetanolamina não é regulamentada pela Anvisa?

Substância foi distribuída gratuitamente por 20 anos, mas não possui registro para ser usada como medicação no Brasil; entenda
Recém-nascida levada por falsa pediatra é encontrada em Goiás; suspeita é presa

Recém-nascida levada por falsa pediatra é encontrada em Goiás; suspeita é presa

Criança foi localizada a pelo menos 130 km de distância da maternidade em que foi roubada, em Uberlândia, Minas Gerais
Comissão dos Direitos Humanos do RJ pede extradição de argentina que imitou macacos em roda de samba

Comissão dos Direitos Humanos do RJ pede extradição de argentina que imitou macacos em roda de samba

Polícia Civil pediu que Consulado Argentino esclareça se ela já saiu do Brasil
Pivotando: "Sempre o resultado de uma empresa é reflexo da sua governança", defende Danilo Fedel

Pivotando: "Sempre o resultado de uma empresa é reflexo da sua governança", defende Danilo Fedel

O diretor e co-fundador da Sense Inteligência Financeira conversou com João Kepler no 48º episódio do videocast do SBT News; assista!
Maduro diz, sem provas, que eleições não são auditadas no Brasil

Maduro diz, sem provas, que eleições não são auditadas no Brasil

Sob desconfiança de autoridades internacionais, eleição presidencial na Venezuela está marcada para domingo (28)
Homem é filmado espancando mulher no interior de SP

Homem é filmado espancando mulher no interior de SP

Vítima não registrou boletim de ocorrência; polícia tenta identificar agressor
França é escolhida para sediar Jogos Olímpicos de Inverno em 2030

França é escolhida para sediar Jogos Olímpicos de Inverno em 2030

Comitê Olímpico Internacional (COI) também definiu Salt Lake City, nos EUA, como a anfitriã de 2034
Eleições Municipais 2024: Eduardo Paes tem 49% das intenções de votos e Ramagem, 13%, no Rio aponta Quaest

Eleições Municipais 2024: Eduardo Paes tem 49% das intenções de votos e Ramagem, 13%, no Rio aponta Quaest

Com apoio de Lula, Paes perde 6 pontos percentuais; Ramagem, com apoio de Bolsonaro, cresce 16 pontos
Mulher se passa por médica pediatra e rouba recém-nascida de hospital em Uberlândia

Mulher se passa por médica pediatra e rouba recém-nascida de hospital em Uberlândia

Bebê tem uma síndrome cardíaca rara e foi em uma mochila quando tinha apenas 5 horas de vida
Publicidade
Publicidade