Publicidade

Brasil registrou 127 homicídios por dia em 2022, diz Atlas da Violência

Estudo também destaca mais de cinco mil mortes classificadas como "ocultas", quando a causa não foi esclarecida

Brasil registrou 127 homicídios por dia em 2022, diz Atlas da Violência
Dados da Atlas da Violência diz que Brasil registrou 127 homicídios por dia em 2022 | Polícia Civil do Rio de Janeiro
Publicidade

Dados do relatório do Atlas da Violência, divulgado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública nesta terça-feira (18) apontam que, em 2022, foram registrados 127 homicídios por dia no Brasil. Em 12 meses, o número de pessoas assassinadas chegou a 46.409. Ou seja, a cada hora cinco pessoas são mortas de forma violenta no país.

Segundo o estudo, foram cerca de 21.700 assassinatos registrados para cada 100 mil habitantes. Além disso, 5.982 mortes foram classificadas como “ocultas”, quando a causa não é esclarecida.

Para o cálculo das taxas de homicídio nos estados brasileiros, foram usadas projeções populacionais da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNADc) de 2012 a 2022. No entanto, para as taxas municipais, foram usados dados do Censo Demográfico 2022 do IBGE.

De acordo com o Atlas da Violência, as cidades pequenas possuem uma taxa média de homicídios (21,7) menor que a dos municípios médios (26,2) e grandes (26,4).

O estudo indica ainda que as altas taxas de homicídio estão ligadas à expansão das facções criminosas, a partir da década de 2000, envolvidas em “escaramuças” pelo controle do varejo de drogas nas maiores cidades, e depois nas médias e pequenas cidades.

Violência contra crianças e adolescentes

Entre 2012 e 2022, 94.970 de adolescentes foram assassinados no Brasil. Somente 2022, jovens entre 15 e 19 anos foram as vítimas mais frequentes de homicídio entre as faixas etárias analisadas.

Confira os dados:

  • 0 a 4 anos: 147;
  • 5 a 14 anos: 348;
  • 15 a 19 anos: 5.220.

Violência contra pessoas negras

Em 2022, 35.531 pessoas negras e pardas foram mortas violentamene no Brasil, o que representa 76,5% do total de homicídios registrados no país. O número também corresponde à taxa de 29,7 homicídios para cada 100 mil habitantes.

As capitais que registraram as maiores taxas foram: Salvador (70,2), Macapá (69,7) e Manaus (63,5).

As menores taxas foram registradas nas capitais São Paulo (4,1), Florianópolis (7,3) e Brasília (16,1).

Violência contra mulheres

Também em 2022 foram registrados 221.240 casos de violência contra meninas e mulheres, o que representa 606 casos agressão por dia. Desse total, 65% estão classificadas como violência doméstica.

Entre 2012 e 2022, ao menos 48.289 mulheres foram assassinadas no Brasil. Somente em 2022, foram 3.806 vítimas.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

Violência
Brasil
Homicídio
Crime
Morte

Últimas notícias

Pagamentos do Bolsa Família começam nesta semana; veja datas

Pagamentos do Bolsa Família começam nesta semana; veja datas

Benefício é destinado a famílias com renda per capita de até R$ 218
SBT News na TV: Nego Di é preso por golpe de R$ 5 milhões em rifa virtual

SBT News na TV: Nego Di é preso por golpe de R$ 5 milhões em rifa virtual

Confira o que foi notícia ao longo do dia e os assuntos que serão destaque nesta segunda-feira (15); assista!
Vídeo: Nego Di chega algemado ao Palácio da Polícia em Porto Alegre após ser preso por estelionato

Vídeo: Nego Di chega algemado ao Palácio da Polícia em Porto Alegre após ser preso por estelionato

Ele é suspeito de aplicar um golpe de rifa virtual que causou prejuízo de R$ 5 milhões a clientes
Após identificar atirador, FBI busca informações sobre a motivação do atentado contra Trump

Após identificar atirador, FBI busca informações sobre a motivação do atentado contra Trump

O diretor da polícia dos Estados Unidos declarou que as autoridades “não deixarão pedra sobre pedra” na investigação sobre a tentativa de assassinato
Jornalismo ambiental e de dados e pautas sociais foram destaques no Congresso da Abraji

Jornalismo ambiental e de dados e pautas sociais foram destaques no Congresso da Abraji

19º Congresso Internacional de Jornalismo Investigativo terminou neste domingo (14), em São Paulo
Vítima de atentado contra Trump morreu tentando proteger sua família

Vítima de atentado contra Trump morreu tentando proteger sua família

Corey Comperatore, de 50 anos, era bombeiro e tinha duas filhas. Ele morreu pelos disparos de Thomas Crooks. Outros dois homens foram feridos gravemente
Lula lamenta morte do pai do ex-governador do Rio Sergio Cabral

Lula lamenta morte do pai do ex-governador do Rio Sergio Cabral

Em nota de pesar, o presidente da República ressaltou, entre outros atributos, a “irreverência” na carreira do jornalista, que faleceu aos 87 anos
Atentado a Trump eleva valor do bitcoin, que supera o patamar de US$ 60 mil

Atentado a Trump eleva valor do bitcoin, que supera o patamar de US$ 60 mil

Segundo analistas, chance de retorno do ex-presidente ao poder aumentou, e ele é a favor da desregulamentação do mercado financeiro
Responsável por atentado contra Trump agiu sozinho, afirma FBI

Responsável por atentado contra Trump agiu sozinho, afirma FBI

Thomas Matthew Crooks, de 20 anos, foi o atirador que tentou assassinar Donald Trump
Presidente da Itália, Sergio Mattarella, chega ao Brasil neste domingo

Presidente da Itália, Sergio Mattarella, chega ao Brasil neste domingo

Esta é a primeira visita de um chefe de Estado italiano ao país em 24 anos
Publicidade
Publicidade