Publicidade

CGU e Polícia Federal criam grupo integrado para enfrentar crimes de corrupção e desvio de recursos

Portaria foi assinada durante solenidade comemorativa ao Dia Internacional do Combate à Corrupção

CGU e Polícia Federal criam grupo integrado para enfrentar crimes de corrupção e desvio de recursos
Publicidade

O ministro da Controladoria-Geral da União (CGU), Vinicius Marques de Carvalho, e o diretor-geral da Polícia Federal (PF), Andrei Augusto Passos Rodrigues, assinaram nesta 5ª feira (7.dez) uma portaria conjunta que cria um grupo integrado para enfrentar os crimes de corrupção e desvio de recursos públicos no âmbito do Executivo federal. A assinatura ocorreu no Teatro Poupex, no Setor Militar Urbano (SMU), em Brasília, durante solenidade comemorativa ao Dia Internacional do Combate à Corrupção.

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

Segundo a secretária-executiva da CGU, Vânia Vieira, a portaria visa a maximizar os esforços das duas instituições no combate à corrupção e desvio de recursos públicos, aproveitando a expertise dos servidores de ambas. Sua criação, disse, é a construção de uma espécie de força-tarefa integrada para que CGU e PF "possam agora entregar ainda mais para o Estado e a sociedade brasileira".

Conforme Vânia, "a corrupção cada vez mais se torna sofisticada, complexa, e exige também dos órgãos de Estado que aprimorem os seus mecanismos, conjuguem esforços". Ainda de acordo com ela, a CGU possui núcleos de investigação nas Controladorias da União em todos os estados brasileiros e "esses servidores muito valiosos e muito especializados passam agora a atuar de forma mais integrada, de forma mais estratégica sob a coordenação desse grupo constituído hoje".

Em coletiva de imprensa após o evento, Vinicius Marques de Carvalho explicou que, em relação ao combate à corrupção, já há hoje ações realizadas em conjunto da PF com a CGU nos estados, e a ideia ao criar o grupo é que a Polícia Federal e a Controladoria-Geral possam, "atuando a partir de Brasília também, de uma cooperação no topo das instituições, conduzir ainda ações mais estratégicas que tenham escala e eventualmente possam enfrentar ilícitos de corrupção com abrangência nacional".

"Essa parceria reafirma o nosso compromisso e os laços históricos da PF com a CGU de maneira a otimizar os nossos recursos e com isso buscar uma maior efetividade das nossas ações. A parceria já existe, agora ela é robustecida, dá um passo à frente, de maneira que desde agora, atuando a partir desses elementos, as nossas equipes trabalharão ainda mais intensamente", pontuou Andrei na coletiva.

Questionados sobre se possuem uma estimativa de quantos servidores participarão do grupo, o ministro da CGU disse que a instituição possui um núcleo de operações especiais em todos os estados do país e em Brasília há uma secretária toda voltada para a aplicação da Lei Anticorrupção, e que todas as pessoas que atuam nesses núcleos e na secretaria estarão "engajadas".

"Então é uma equipe bastante razoável. A CGU, para vocês terem uma ideia, tem hoje no total mais ou menos 2 mil servidores, então a gente vai montar a equipe para cada situação concreta dependendo da necessidade. Mas todo mundo está à disposição para tocar essa agenda", complementou.

Com o grupo, ressaltou Andrei, a expectativa é ter mais operações conjuntas da PF com a CGU e uma melhora na qualidade desse tipo de operação. "Otimizando todos os nossos meios, trabalhando ainda mais proximamente entre as duas agências e, com isso, viabilizando ações mais concretas, mais efetivas ao longo do ano. Então nós estamos, como ministro bem colocou, com os nossos times já trabalhando em conjunto. Nós temos também nas 27 capitais, em mais de 100 delegacias, unidades específicas para esse tipo de enfrentamento, e todo o nosso time, toda a nossa equipe, a partir aqui da nossa diretoria de enfrentamento ao crime organizado, estará atuando e, conforme a situação, dimensionamento local dos times".

Parceria com o INSS

Na coletiva após a solenidade, a secretária-executiva da CGU explicou que o órgão está assinando uma parceria inédita com o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), ara que possam somar esforços monitorando a concessão de benefícios. "Nós temos trilhas de auditoria hoje que já detectam casos de fraudes na concessão de benefícios, na revisão também. Então o que a gente vai fazer agora, mais uma vez, é imprimir ainda mais inteligência, eficiência, usando tecnologias inovadoras, para que a gente possa aí também contribuir para prevenir fraudes no INSS, na concessão de benefícios", complementou.

Solenidade

Entre as autoridades que compuseram o dispositivo de honra da solenidade no Teatro Poupex hoje, estavam Vinicius Marques de Carvalho; Andrei Augusto Passos Rodrigues; Vânia Vieira; o presidente da FHE Poupex, general de Exército Valério Trindade; o secretário nacional de Justiça, Augusto de Arruda Botelho; e a procuradora-geral federal, Adriana Venturini.

No evento, além da portaria que cria o grupo integrado, foi assinada uma conjunta CGU-PGF (Procuradoria-Geral Federal) que estabelece procedimento a ser adotado pelas unidades de auditoria interna e pelas procuradorias federais junto às autarquias e às fundações públicas federais em processos que tramitam no Tribunal de Contas da União (TCU). Assinaram este ato Vânia Vieira e Adriana Venturini.

Leia também:

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

sbtnews
portalnews
noticias
cgu
pf
polícia federal
corrupção
segurança
combate
portarias
solenidade
criação
grupo
parceria
guilherme-resck
governo

Últimas notícias

Autora atacada por pitbulls escreve poesia pela primeira vez após acidente

Autora atacada por pitbulls escreve poesia pela primeira vez após acidente

A autora, reconhecida na literatura infantil brasileira, foi atacada por três cães da raça pitbull no dia 5 de abril
Do protagonismo na Lava-Jato à suspensão pelo CNJ: quem é Gabriela Hardt?

Do protagonismo na Lava-Jato à suspensão pelo CNJ: quem é Gabriela Hardt?

Juíza foi substituta de Sergio Moro na 13ª Vara Federal, em Curitiba, durante o auge da operação
Chuva forte pode atingir 161 cidades de Minas Gerais

Chuva forte pode atingir 161 cidades de Minas Gerais

Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu alerta para risco de corte de energia elétrica, estragos em plantações, queda de árvores e de alagamentos
Teto de supermercado desaba e deixa feridos em Diadema

Teto de supermercado desaba e deixa feridos em Diadema

Duas pessoas ficaram gravemente feridas e foram socorridas ao Hospital Municipal da cidade; outras nove tiveram ferimentos leves
Tutor de pitbull morre após ser atacado pelo próprio cachorro

Tutor de pitbull morre após ser atacado pelo próprio cachorro

Vítima sofria ataque de epilepsia enquanto foi mordida pelo animal
Governo propõe aumento de R$ 90 no salário mínimo e déficit zero em 2025

Governo propõe aumento de R$ 90 no salário mínimo e déficit zero em 2025

Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO) de 2025 foi apresentado nesta segunda-feira (15)
Adolescente de 17 anos é estuprada pelo cunhado no interior de SP

Adolescente de 17 anos é estuprada pelo cunhado no interior de SP

Vítima estava na casa da irmã e cuidava dos sobrinho quando sofreu a violência, neste final de semana
Poder Expresso: Irã ataca Israel, conflito pode ter reflexos econômicos no Brasil

Poder Expresso: Irã ataca Israel, conflito pode ter reflexos econômicos no Brasil

A edição desta segunda-feira (15) analisa como a escalada do confronto no Oriente Médio pode atingir brasileiros
Por que existem gêmeos siameses? Entenda

Por que existem gêmeos siameses? Entenda

As causas dessa anomalia rara ainda não são bem explicadas pela ciência, mas a descoberta pode vir durante a gestação
Conflito entre Irã e Israel pode impactar preço do petróleo no Brasil

Conflito entre Irã e Israel pode impactar preço do petróleo no Brasil

Ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira afirmou que criou grupo de trabalho para acompanhar possível acirramento do conflito e suas consequências
Publicidade
Publicidade