Publicidade

Fóssil de réptil que viveu há 230 milhões de anos é descoberto no RS

Criatura é o animal mais bem preservado de um precursor dos pterossauros, répteis voadores que dividiram a Terra com os dinossauros há 165 milhões de anos

Fóssil de réptil que viveu há 230 milhões de anos é descoberto no RS
Venetoraptor gassenae, réptil pré-histórico que habitou a Terra antes dos pterossauros, há 230 milhões de anos
Publicidade

Pesquisadores do Centro de Apoio à Pesquisa Paleontológica da Quarta Colônia, da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) descobriram um fóssil de réptil pré-histórico, que viveu por volta de 230 milhões de anos atrás. A criatura pertence a um grupo extinto chamado de Lagerpetidae, parentes mais próximos dos pterossauros, répteis voadores que dividiram a Terra com os dinossauros há 165 milhões de anos.

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

O fóssil, escavado no território do Geoparque Quarta Colônia, no município de São João do Polêsine, no Rio Grande do Sul, em 2022, é o animal mais bem preservado de um precursor dos pterossauros e recebeu o nome de Venetoraptor gassenae. Segundo os cientistas, "essa é a primeira vez que se consegue ter uma imagem tão clara de como foram essas criaturas que vieram antes dos famosos répteis voadores".

O réptil descoberto apresenta uma combinação de características consideradas incomuns pelos pesquisadores, como um bico raptorial e mãos proporcionalmente grandes, munidas de garras longas e afiadas. O pequeno réptil pesava entre 4 a 8 quilogramas, media aproximadamente 1 metro de comprimento, locomovia-se adotando uma postura bípede, tendo as mãos livres para manusear presas ou escalar árvores.

Venetoraptor gassenae, réptil pré-histórico que habitou a Terra antes dos pterossauros
Venetoraptor gassenae, réptil pré-histórico que habitou a Terra antes dos pterossauros | Divulgação

O bico raptorial incomum do animal descoberto antecede àquele dos dinossauros em aproximadamente 80 milhões de anos. Em aves modernas, bicos semelhantes servem para rasgar carne ou consumir frutas duras. Associado às grandes garras em forma de foice, o bico pode ter servido para lidar com potenciais presas, e as garras podem ter auxiliado o réptil a escalar árvores e a se livrar de seus predadores.

"Essa grande diversidade de características indica que a linhagem que originou os dinossauros e pterossauros passou por um primeiro grande salto de diversificação antes do estabelecimento dos répteis mais famosos da Era Mesozoica. O sucesso evolutivo dos dinossauros e pterossauros foi resultado da sobrevivência diferenciada em meio às variações da natureza e da estrutura corpórea do animal", aponta o paleontólogo Rodrigo Temp Müller, que liderou o estudo.

A descoberta de um novo fóssil no país foi destaque na edição desta 4ª feira (16.ago) da revista Nature, um das publicações mais importantes de ciência do mundo. 

Os mais de 50 fragmentos ósseos encontrados, que incluem partes do crânio, bico e fêmur, estão em exibição no Centro de Apoio à Pesquisa Paleontológica da Quarta Colônia/UFSM, no município de São João do Polêsine.

Fóssil do Venetoraptor gassenae, encontrado no Geoparque Quarta Colônia, no município de São João do Polêsine
Fóssil do Venetoraptor gassenae, encontrado no Geoparque Quarta Colônia, no município de São João do Polêsine 
Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

sbtnews
portalnews
brasil
réptil pré-histórico
nature
terra
precursor
pterossauros
dinossauros
venetoraptor gassenae
noticias
rio grande do sul
ufsm
centro de apoio à pesquisa paleontológica da quarta colônia

Últimas notícias

Berinjela para conserva é o destaque da semana para compras em atacados

Berinjela para conserva é o destaque da semana para compras em atacados

Abobrinha italiana e berinjela também estão entre produtos favoráveis; confira lista completa
Exército de Israel afirma ter encontrado corpo de refém brasileiro do Hamas em Gaza

Exército de Israel afirma ter encontrado corpo de refém brasileiro do Hamas em Gaza

Forças de Defesa de Israel dizem que Michel Nisenbaum, de 59 anos, foi morto no ataque de 7 outubro de 2023
ENGANOSO: Janja não combinou cena com militar e cachorro para divulgar vídeo nas redes sociais

ENGANOSO: Janja não combinou cena com militar e cachorro para divulgar vídeo nas redes sociais

Confira a verificação realizada pelos jornalistas integrantes do Projeto Comprova
Brasil Agora: caos, novas inundações em Porto Alegre e alerta de mais chuvas no RS

Brasil Agora: caos, novas inundações em Porto Alegre e alerta de mais chuvas no RS

Programa do SBT News traz as primeiras notícias do dia nas primeiras horas da manhã
Incêndio atinge empresa de óleo para carros em Guarulhos (SP)

Incêndio atinge empresa de óleo para carros em Guarulhos (SP)

Foram deslocadas 18 viaturas dos Bombeiros; local fica próximo da rodovia Dutra e do aeroporto internacional
Com três dias de festa, ordem de desfile do carnaval 2025 do Rio é definida

Com três dias de festa, ordem de desfile do carnaval 2025 do Rio é definida

Próximo ano terá quatro escolas por noite na Sapucaí, de domingo a terça; promessa é de ingressos mais baratos
SBT News na TV: Chuva volta a provocar enchentes no RS; Lula diz que deve vetar taxação de importados

SBT News na TV: Chuva volta a provocar enchentes no RS; Lula diz que deve vetar taxação de importados

Confira o que foi notícia ao longo do dia e os assuntos que serão destaque nesta sexta-feira (24); assista!
Governo federal libera crédito de R$ 1,8 bi para recuperação do Rio Grande do Sul

Governo federal libera crédito de R$ 1,8 bi para recuperação do Rio Grande do Sul

Anúncio totalizou R$ 62,5 bilhões direcionados pela União ao enfrentamento da tragédia climática no estado
Dinheiro de acordos de leniência da Lava Jato deve ir para o RS, defende André Mendonça

Dinheiro de acordos de leniência da Lava Jato deve ir para o RS, defende André Mendonça

Ministro do STF fez a proposta nesta quinta-feira (23) em audiência de conciliação com entes públicos e empresas investigadas na operação
Campanha do SBT 'Juntos pelo Rio Grande do Sul' bate recorde em volume de doações

Campanha do SBT 'Juntos pelo Rio Grande do Sul' bate recorde em volume de doações

Materiais de limpeza e produtos de higiene estão entre as principais necessidades das vítimas das enchentes que assolam o estado
Publicidade
Publicidade