Publicidade

Marielle e ataques ao STF: o que polícia quis saber de Bolsonaro

Na sede da PF pela terceira vez desde que retornou ao Brasil, ex-presidente falou por quase 4h

Marielle e ataques ao STF: o que polícia quis saber de Bolsonaro
sede polícia federal
Publicidade

O ex-presidente Jair Bolsonaro foi questionado pela Polícia Federal, durante depoimento nesta 3ª feira (16.mai), sobre o papel de seus assessores e aliados, Mauro Cid e Ailton Barros, acerca dos ataques a ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e sobre o assassinato da vereadora Marielle Franco e de seu motorista, em 2018.

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

Foi a terceira vez que o ex-presidente teve que comparecer à sede da PF, em Brasília, para prestar depoimento em inquéritos criminais. No mais longo deles, com quase 4 horas de duração, ele é investigado em um esquema de fraude no registro e na emissão de certificados de vacinação contra a Covid-19 no sistema do Ministério da Saúde. Bolsonaro negou participação na fraude e ter ordenado que elas fossem realizadas.

Marielle Franco
O ex-presidente ainda foi questionado sobre temas que orbitam as investigações e os investigados. Um deles é a conversa entre o ex-ajudante de ordens Mauro Cid e Ailton Barros sobre a execução da vereadora Marielle Franco, em 2018. No diálogo, Ailton Barros afirma saber quem ordenou que o crime fosse cometido.

A PF registrou no termo de declaração de Bolsonaro: "Mauro Cid nunca comentou com o declarante o referido áudio encaminhado por Ailton Barros".

Ataques a ministros
Bolsonaro ainda foi questionado sobre ataques ao STF e ao TSE relativos a conversas interceptadas nas investigações entre Mauro Cid e Ailton Barros. O delegado chegou a apresentar mais de um trecho de conversas em que eles fazem menção a xingamentos aos magistrados, mas Bolsonaro negou. 

O ex-presidente afirmou que "não participou ou orientou qualquer ato de insurreição ou subversão contra o Estado de Direito". Bolsonaro ainda disse desconhecer o conteúdo e os motivos das conversas entre os dois aliados. 

"Ailton não possui liderança para arregimentar pessoas para qualquer ato", afirmou Bolsonaro. "Ressalta que não concorda com qualquer tratativa nesse sentido."

Mauro Cid

Bolsonaro afirmou que "se Mauro Cid arquitetou" a fraude foi  "à revelia, sem qualquer conhecimento ou orientação". No entanto, o ex-presidente disse que "acredita que Mauro Cid não tenha arquitetado a inserção de dados falsos em seu nome e em nome de sua filha no sistema do SI-PNI do Ministério da Saúde".

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

portalnews
sbtnews
bolsonaro
pf
marielle franco

Últimas notícias

Tony Ramos e Roque: o que causa e como prevenir sangramento intracraniano?

Tony Ramos e Roque: o que causa e como prevenir sangramento intracraniano?

Doenças pré-existentes como hipertensão e dor de cabeça intensa podem estar associadas ao problema; entenda
Festival de Cinema de Gramado mantém datas em meio às chuvas

Festival de Cinema de Gramado mantém datas em meio às chuvas

Evento está marcado para agosto. Clima no RS é fator de imprevisibilidade
Lula diz que recuperação do RS é possibilidade de fazer economia do Brasil "crescer ainda mais"

Lula diz que recuperação do RS é possibilidade de fazer economia do Brasil "crescer ainda mais"

Presidente também citou a possibilidade de criar um fundo internacional das "pessoas que poluem" para reconstruir o Rio Grande do Sul
Detentos fabricam camas de madeira para as vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul

Detentos fabricam camas de madeira para as vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul

Os presos também confeccionam rodos e casinhas para abrigar cachorros resgatados
Calendário do Enem no RS será diferente dos outros estados; entenda

Calendário do Enem no RS será diferente dos outros estados; entenda

Novas datas ainda não foram divulgadas pelo Ministério da Educação
Exército reduz número de armas que podem ser compradas por policiais e bombeiros

Exército reduz número de armas que podem ser compradas por policiais e bombeiros

Regra anterior, que permitia a compra de até seis armas, foi suspensa por Ricardo Lewandowski
"Tatuzão" abre cratera em condomínio durante obras da Linha-6 Laranja do Metrô de SP

"Tatuzão" abre cratera em condomínio durante obras da Linha-6 Laranja do Metrô de SP

Em fevereiro de 2022, um acidente durante a construção da mesma estação deixou a Marginal Tietê interditada após a abertura de um buraco
Batagaika: "porta para o submundo" cresce 1 milhão de metros cúbicos por ano

Batagaika: "porta para o submundo" cresce 1 milhão de metros cúbicos por ano

Imagens de satélite descobriram o local em 1991, na República de Sakha, centro oriente da Rússia
Ministério da Saúde envia kits emergenciais para atender 195 mil pessoas no RS

Ministério da Saúde envia kits emergenciais para atender 195 mil pessoas no RS

Cada kit tem 32 tipos de medicamentos e 16 tipos de insumos, como luvas, seringas e ataduras
Morte por leptospirose é confirmada em cidade do Rio Grande do Sul

Morte por leptospirose é confirmada em cidade do Rio Grande do Sul

Município de Travesseiro é o primeiro a confirmar óbito; mais três pessoas recebem o tratamento para a doença
Publicidade
Publicidade