Publicidade

Os desafios jornalísticos na mediação de um debate

Entenda os bastidores de um debate e o jogo de cintura obrigatório para todo jornalista

Os desafios jornalísticos na mediação de um debate
Publicidade
Debate para os candidatos a governador, na TV Norte Amazonas/SBT | TV Norte Amazonas/SBT

Escrevo este texto do avião. Estou voltando para casa após viver a experiência de mediar um debate político pela primeira vez. Essa semana, quase todos os estados do país, promoveram debates entre candidatos ao governo. Estive no Amazonas, terra quente, de povo com sangue fervente, que também corre nas minhas veias. 

+ Conheça os colunistas do SBT News
+ Leia as últimas notícias de Brasil
+ Todas as notícias no portal SBT News

A cidade me recebeu como se já me conhecesse há anos. A gente é assim. Me vi neles e eles em mim. Conexão real e que colaborou para que minha passagem fosse repleta de deliciosas surpresas. 

Mas vamos falar sobre tudo que senti nas duas horas mais tensas dessa viagem. 

O clima dentro do estúdio é um pouco pior do que os quarenta graus de temperatura lá fora. Não no sentido literal, porque o ar-condicionado estava funcionando bem. Mas nessa hora, nem todos os rostos eram amigáveis. Nem o meu.

Assessores caminhando apressados, ajuste de microfones e cenário, reuniões com a equipe. Horas antes não tínhamos a confirmação da presença de todos os candidatos. E de fato, duas cadeiras ficaram vazias. Bom, "eles que perderam a oportunidade de expor ideias e conquistar o eleitor", pensei. 

Seguimos o baile, entre entrevistas no camarim, passagem de roteiro, água para hidratar e áudio do filho no WhatsApp. Me preparo para enfrentar os leões dessa floresta até então desconhecida.

No debate, a tensão toma conta do estúdio e a concentração aumenta e o tempo é espartano | TV Norte Amazonas/SBT

Quando a luz vermelha da câmera acende, a mágica acontece. Uma segurança urge no peito. "Também sou leoa", lembrei.

Olho nos olhos de cada candidato. Sigo meu roteiro. Começa o jogo de perguntas e respostas. No final do primeiro bloco, um candidato ficou sem responder, o que gerou uma confusão. 

"Você está equivocada". Eu não estava. Mas fui induzida a duvidar da minha própria capacidade. Cedi, a contragosto. 

Respirei fundo. Lembrei do motivo pelo o qual estava ali. Não poderia entrar no jogo que prejudicaria o andamento do debate. É muito fácil uma mulher ser taxada de desequilibrada e incompetentemente se ela não souber lidar com as emoções num ambiente dominado por homens. 

A direção se reuniu com todos os assessores e resolvemos a questão. 

Voltamos do intervalo. O debate seguiu. Precisei ser mais dura quando alguns tentaram desviar o foco dos temas que tinham sido acordados anteriormente. Endurecer para ser respeitada. Infelizmente aprendemos a ser assim. 

Só consegui relaxar lá pelo quinto bloco. 

No intervalo, comentei com todos que também era nortista e senti que a energia fluiu melhor. 

Último bloco. Agradecimentos, alívio. A selva já não me parecia tão perigosa assim. Sobrevivi. A leoa aprendeu mais uma vez, que só se perde o medo estando na arena, enfrentando a si mesmo, controlando a mente e o coração. Volto orgulhosa de nunca ter abandonado as minhas origens. Meu sangue não é de barata, ainda bem.

Assista abaixo a íntegra do debate na TV Norte Amazonas:

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

sbt
sbtnews
portalnews
coluna-viu-isso
colunista-marcia-dantas
jornalismo
brasil
debate
amazonas
tvnorte
desafios
sociedade
politica
democracia
colunista
colunistas

Últimas notícias

Mais de 20% das indicações de cirurgia para endometriose são desnecessárias, conclui estudo

Mais de 20% das indicações de cirurgia para endometriose são desnecessárias, conclui estudo

Pesquisa do Hospital Albert Einstein mostra que, na maioria dos casos, a doença pode ser tratada com medicação
Uma em cada oito pessoas no mundo sofre com obesidade

Uma em cada oito pessoas no mundo sofre com obesidade

Além dos obesos, a pesquisa constatou que 43% dos adultos do mundo estão com sobrepeso
Mosquito da dengue oferece risco também a cachorros e gatos

Mosquito da dengue oferece risco também a cachorros e gatos

Aedes aegypti pode transmitir aos pets doença conhecida como 'verme do coração'; conheça sintomas e tratamento
José Dirceu deve ter alta hospitalar neste sábado

José Dirceu deve ter alta hospitalar neste sábado

Político está internado desde o dia 25 de fevereiro por causa de uma pneumonia
Brasil volta a ser top 10 das maiores economias do mundo com PIB de 2023

Brasil volta a ser top 10 das maiores economias do mundo com PIB de 2023

País ocupa atualmente a 9ª colocação, à frente de Canadá, Rússia e Austrália. Confira lista
Militares que metralharam família no RJ podem ter penas reduzidas de 30 para 3 anos

Militares que metralharam família no RJ podem ter penas reduzidas de 30 para 3 anos

Dois ministros do STM consideraram homicídio culposo a ação do Exército que teve 257 tiros de fuzil e resultou em duas mortes
Mistura de biodiesel no diesel sobe para 14% a partir desta sexta

Mistura de biodiesel no diesel sobe para 14% a partir desta sexta

Combinação evita a emissão de 5 milhões de toneladas de gás carbônico na atmosfera
Aumento de casos de doenças como a dengue deve causar impacto de até R$ 20 bilhões no PIB

Aumento de casos de doenças como a dengue deve causar impacto de até R$ 20 bilhões no PIB

País pode fechar o ano com mais de quatro milhões de infectados por arboviroses
Belo Horizonte inaugura hospital de campanha para atendimento de pacientes com dengue

Belo Horizonte inaugura hospital de campanha para atendimento de pacientes com dengue

Minas Gerais é o estado com o maior número de casos prováveis da doença
Polícia prende 23 pessoas que aplicavam golpes em comerciantes de sete estados

Polícia prende 23 pessoas que aplicavam golpes em comerciantes de sete estados

"Central de telemarketing do crime" funcionava em São Paulo; idosos eram vítimas preferidas
Publicidade
Publicidade