Publicidade

Oficiais do Exército são presos suspeitos de venda ilegal de armas no Maranhão

Investigadores descobriram um forte esquema ilegal de venda de armas de fogo para o crime organizado

Oficiais do Exército são presos suspeitos de venda ilegal de armas no Maranhão
Publicidade

Cinco pessoas foram presas, entre elas dois oficiais do Exército, suspeitas de venda ilegal de armas no Maranhão. Segundo a polícia, o armamento foi entregue ao crime organizado do estado.

A investigação, segundo a polícia, começou em maio do ano passado a partir da apreensão de uma pistola encontrada com um traficante em São Luís. Em quase oito meses. Os investigadores descobriram um forte esquema ilegal de venda de armas de fogo para o crime organizado no Maranhão.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública do Maranhão. O esquema era chefiado por dois oficiais do Exército brasileiro. Ambos já estão presos. Outras três pessoas foram presas. Entre elas, um advogado.

Nesta quinta-feira, durante uma coletiva de imprensa. Os delegados da Superintendência Estadual de Investigações Criminais deram detalhes de como o tenente e o capitão do Exército faziam para comprar e em seguida vender as armas.

"Nós verificamos que o militar comprou a arma de fogo legalmente, passou a arma para o nome de um laranja em São Paulo, e então vendeu essa arma no mercado ilícito pelo dobro do valor que adquiriu", afirma o delegado Thiago Dantas.

A superintendência informou que foram apreendidas 17 armas, 545 munições de vários calibres e três veículos.

"Nós também representamos ao Poder Judiciário, considerando o valor auferido por essa associação criminosa com a venda de todas essas armas, uma ordem de bloqueio em contas, uma ordem de sequestro de até R$ 350 mil", diz o delegado.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

Exército
Arma
Maranhão

Últimas notícias

Caixa libera Bolsa Família para beneficiários com NIS final 9

Caixa libera Bolsa Família para beneficiários com NIS final 9

Valor pode ser sacado em agências bancárias ou movimentado virtualmente
Compras internacionais: Câmara aprova taxação de 20% em valores até US$ 50

Compras internacionais: Câmara aprova taxação de 20% em valores até US$ 50

Proposta estabelece imposto para compra em sites internacionais, como Shein, AliExpress e Shopee
JBS deverá indenizar família de funcionário morto após sair do trabalho, decide TST

JBS deverá indenizar família de funcionário morto após sair do trabalho, decide TST

Para a corte, a empresa negligenciou condições adequadas de transporte a trabalhador assassinado enquanto pedalava para casa de madrugada
VÍDEO: clientes têm celulares roubados durante arrastão em restaurante de Pinheiros (SP)

VÍDEO: clientes têm celulares roubados durante arrastão em restaurante de Pinheiros (SP)

Imagens da câmera de segurança registraram o momento em que um criminoso, armado, abordou um funcionário na rua e entrou com ele no estabelecimento
VÍDEO: Tornados deixam 25 mortos em dois dias nos EUA

VÍDEO: Tornados deixam 25 mortos em dois dias nos EUA

Americanos registraram chegada dos ventos e estragos deixados nas cidades. Novas tempestades devem ocorrer na noite desta terça (28)
Frente Nacional de Prefeitos se mobiliza para a compra de medicamentos no RS

Frente Nacional de Prefeitos se mobiliza para a compra de medicamentos no RS

Secretário da Frente Nacional dos Prefeitos fala ao programa Perspectivas do SBT News
Novo ataque de Israel a acampamento de refugiados em Rafah deixa ao menos 21 mortos

Novo ataque de Israel a acampamento de refugiados em Rafah deixa ao menos 21 mortos

Ataque aconteceu enquanto manifestantes, em várias partes do mundo, ainda protestavam contra as 45 mortes provocadas por bombardeio no domingo
Covid-19 já matou mais que a dengue no Brasil em 2024

Covid-19 já matou mais que a dengue no Brasil em 2024

Principais vítimas da covid-19, segundo o Ministério da Saúde, são pessoas que não se vacinaram ou que não completaram o ciclo de imunização
Voluntários alertam para diminuição de ajuda humanitária no RS: "Precisamos de mais braços, estamos exaustos"

Voluntários alertam para diminuição de ajuda humanitária no RS: "Precisamos de mais braços, estamos exaustos"

Quase 50 mil gaúchos permanecem em abrigos no estado; em Porto Alegre, a maior parte dos abrigos são mantidos com doações e o trabalho de voluntários
Congresso derruba veto de Lula a trecho do projeto das "saidinhas" de presos

Congresso derruba veto de Lula a trecho do projeto das "saidinhas" de presos

Condenados que cumprem pena em regime semiaberto não podem mais obter autorização para saída temporária do estabelecimento nos casos de visita à família
Publicidade
Publicidade