Publicidade

Terroristas matam e sequestram passageiros após pouso de emergência de helicóptero da ONU

Caso ocorreu em Galmudug, no centro da Somália; autoridades trabalham para recuperar reféns

Terroristas matam e sequestram passageiros após pouso de emergência de helicóptero da ONU
Publicidade

Integrantes do grupo terrorista Al-Shabaab atacaram um helicóptero da Organização das Nações Unidas (ONU) que precisou fazer um pouso de emergência na Somália. Segundo informado pelas autoridades, o crime ocorreu na quarta-feira (10), quando a aeronave pousou na vila de Xindheere, controlada pelo grupo, após uma falha no motor.

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

Mohamed Abdi Aden Gaboobe, ministro da Segurança Interna do estado de Galmudug, disse que o helicóptero transportava sete pessoas, sendo seis estrangeiras e um cidadão nacional. Durante o ataque, um dos passageiros tentou escapar e acabou sendo morto a tiros. Outros cinco foram sequestrados e um está desaparecido.

O porta-voz da ONU, Stephane Dujarric, confirmou que "houve um incidente envolvendo um helicóptero contratado pela ONU em Galmudug”. Ele não forneceu detalhes sobre a identidade dos passageiros da aeronave, que realizada uma evacuação médica, mas afirmou que os esforços de resposta estão em andamento. “Estamos totalmente engajados na questão e tentando resolvê-la”, disse.

A ONU vem fornecendo assistência humanitária na Somália há anos. Isso porque o país africano é assolado por conflitos internos, envolvendo grupos terroristas, e catástrofes naturais, como secas severas que impactam na colheita de alimentos. Atualmente, cerca de metade dos 17 milhões de habitantes do país necessita de assistência humanitária.

+ Equador prende mais de 300 pessoas e resgata 41 reféns em meio à onda de violência

Nos últimos meses, o grupo Al-Shabaab, afiliado à Al-Qaeda, intensificou os ataques contra bases militares na Somália. As ações aconteceram em resposta à ofensiva de militares do Exército que, a comando do presidente Hassan Sheikh Mohamud, seguem recuperando territórios até então controlados pelo grupo terrorista.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

Crime
Somália
Al-Shabaab
ONU

Últimas notícias

Vítima de atentado contra Trump era bombeiro e tinha duas filhas

Vítima de atentado contra Trump era bombeiro e tinha duas filhas

Corey Comperatore, de 50 anos, foi ferido mortalmente pelos disparos de Thomas Crooks. Outros dois homens foram feridos gravemente
Lula lamenta morte do pai do ex-governador do Rio Sergio Cabral

Lula lamenta morte do pai do ex-governador do Rio Sergio Cabral

Em nota de pesar, o presidente da República ressaltou, entre outros atributos, a “irreverência” na carreira do jornalista, que faleceu aos 87 anos
Atentado a Trump eleva valor do bitcoin, que supera o patamar de US$ 60 mil

Atentado a Trump eleva valor do bitcoin, que supera o patamar de US$ 60 mil

Segundo analistas, chance de retorno do ex-presidente ao poder aumentou, e ele é a favor da desregulamentação do mercado financeiro
Responsável por atentado contra Trump agiu sozinho, afirma FBI

Responsável por atentado contra Trump agiu sozinho, afirma FBI

Thomas Matthew Crooks, de 20 anos, foi o atirador que tentou assassinar Donald Trump
Presidente da Itália, Sergio Mattarella, chega ao Brasil neste domingo

Presidente da Itália, Sergio Mattarella, chega ao Brasil neste domingo

Esta é a primeira visita de um chefe de Estado italiano ao país em 24 anos
Romildo Magalhães, ex-governador do Acre, morre aos 78 anos

Romildo Magalhães, ex-governador do Acre, morre aos 78 anos

O político faleceu na tarde deste domingo (14) em decorrência de complicações da diabetes
Biden diz que investigadores terão todos recursos para apurar atentado contra Trump

Biden diz que investigadores terão todos recursos para apurar atentado contra Trump

"Deixem o FBI fazer o seu trabalho", diz presidente dos EUA. Segurança de convenção republicana será reforçada
Itamaraty condena ataque a Gaza com mais de 90 mortos e quase 300 feridos

Itamaraty condena ataque a Gaza com mais de 90 mortos e quase 300 feridos

Em nota, a pasta declarou que “o governo de Israel segue sabotando o processo de paz e o cessar-fogo no Oriente Médio”
Presidentes do Congresso e do STF condenam atentado contra Trump

Presidentes do Congresso e do STF condenam atentado contra Trump

Pacheco alertou para sucessão de "atos extremistas que vêm se repetindo mundo afora"
Atirador que tentou matar Trump carregava explosivos em seu carro

Atirador que tentou matar Trump carregava explosivos em seu carro

Thomas Matthew Crooks atingiu o ex-presidente de raspão, feriu gravemente duas pessoas presentes e causou a morte de outra
Publicidade
Publicidade