Publicidade

Ataque russo atinge prédio residencial e deixa 17 mortos na Ucrânia

Presidente Volodymyr Zelensky voltou a apelar pelo envio de sistemas de defesa aérea

Ataque russo atinge prédio residencial e deixa 17 mortos na Ucrânia
Publicidade

Ao menos 17 pessoas morreram e outras 61, incluindo três crianças, ficaram feridas em um ataque russo na cidade de Chernihiv, no norte da Ucrânia, na manhã desta quarta-feira (17). Segundo informado pelo prefeito interino do município, Oleksandr Lomako, três mísseis atingiram um prédio de apartamentos de oito andares no centro.

+ Zelensky assina lei para aumentar recrutas e preencher linha de frente na Ucrânia

Pelas redes sociais, o presidente Volodymyr Zelensky lamentou o ocorrido e informou que uma operação de resgate está em andamento. Na publicação, ele ressaltou que o ataque não teria acontecido caso a Ucrânia tivesse recebido um número suficiente de sistemas de defesa aérea e se a determinação mundial em combater a Rússia fosse maior.

“A determinação ucraniana é suficiente. Deve haver igualmente determinação suficiente por parte dos nossos parceiros e, consequentemente, apoio suficiente”, escreveu Zelensky.

A declaração vem em meio ao impasse na Câmara dos Estados Unidos em aprovar o pacote de ajuda militar de US$ 60 bilhões à Ucrânia. A Casa é liderada pelos republicanos, que criticam a magnitude da assistência militar e monetária a Kiev, já que, desde o início da invasão russa, Washington já enviou mais de US$ 111 bilhões para ajudar o país.

A falta de financiamento militar está impactando na linha de frente, que vem sofrendo com a escassez de armamento, além de um baixo número de soldados. O cenário é visto com atenção pela Rússia, que está aproveitando tais fraquezas para pressionar as forças ucranianas com ataques em massa e avanços no campo de batalha.

Nesta semana, Zelensky chegou até a apelar aos países aliados por um sistema de defesa aérea semelhante ao de Israel – o chamado Domo de Ferro. Ele enfatizou que, apenas na última semana, a Rússia lançou mais de 900 mísseis, bombas e drones contra o país, o que torna o sistema essencial para impedir a destruição de imóveis e a morte de civis.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

Guerra na Ucrânia
Ucrânia
Rússia
Ataque

Últimas notícias

JBS deverá indenizar família de funcionário morto após sair do trabalho, decide TST

JBS deverá indenizar família de funcionário morto após sair do trabalho, decide TST

Para a corte, a empresa negligenciou condições adequadas de transporte a trabalhador assassinado enquanto pedalava para casa de madrugada
VÍDEO: clientes têm celulares roubados durante arrastão em restaurante de Pinheiros (SP)

VÍDEO: clientes têm celulares roubados durante arrastão em restaurante de Pinheiros (SP)

Imagens da câmera de segurança registraram o momento em que um criminoso, armado, abordou um funcionário na rua e entrou com ele no estabelecimento
VÍDEO: Tornados deixam 25 mortos em dois dias nos EUA

VÍDEO: Tornados deixam 25 mortos em dois dias nos EUA

Americanos registraram chegada dos ventos e estragos deixados nas cidades. Novas tempestades devem ocorrer na noite desta terça (28)
Frente Nacional de Prefeitos se mobiliza para a compra de medicamentos no RS

Frente Nacional de Prefeitos se mobiliza para a compra de medicamentos no RS

Secretário da Frente Nacional dos Prefeitos fala ao programa Perspectivas do SBT News
Novo ataque de Israel a acampamento de refugiados em Rafah deixa ao menos 21 mortos

Novo ataque de Israel a acampamento de refugiados em Rafah deixa ao menos 21 mortos

Ataque aconteceu enquanto manifestantes, em várias partes do mundo, ainda protestavam contra as 45 mortes provocadas por bombardeio no domingo
Covid-19 já matou mais que a dengue no Brasil em 2024

Covid-19 já matou mais que a dengue no Brasil em 2024

Principais vítimas da covid-19, segundo o Ministério da Saúde, são pessoas que não se vacinaram ou que não completaram o ciclo de imunização
Voluntários alertam para diminuição de ajuda humanitária no RS: "Precisamos de mais braços, estamos exaustos"

Voluntários alertam para diminuição de ajuda humanitária no RS: "Precisamos de mais braços, estamos exaustos"

Quase 50 mil gaúchos permanecem em abrigos no estado; em Porto Alegre, a maior parte dos abrigos são mantidos com doações e o trabalho de voluntários
Congresso derruba veto de Lula a trecho do projeto das "saidinhas" de presos

Congresso derruba veto de Lula a trecho do projeto das "saidinhas" de presos

Condenados que cumprem pena em regime semiaberto não podem mais obter autorização para saída temporária do estabelecimento nos casos de visita à família
Especialista celebra dados positivos de alfabetização, mas diz que “Brasil está muito atrás” de países desenvolvidos

Especialista celebra dados positivos de alfabetização, mas diz que “Brasil está muito atrás” de países desenvolvidos

Professor da UnB lembra que o país segue abaixo da meta de 80% estabelecida pelo Ministério da Educação
Operadoras se comprometem a retomar planos de saúde cancelados, após reunião com Lira

Operadoras se comprometem a retomar planos de saúde cancelados, após reunião com Lira

Presidente da Câmara disse que decisão foi confirmada pelas empresas Amil e Unimed
Publicidade
Publicidade