Publicidade

Após meses de impasse, Congresso dos EUA aprova ajuda de R$ 60 bilhões à Ucrânia

Decisão foi comemorada por Biden e Zelensky; pacote também inclui envios para Israel e parceiros no Indo-Pacífico

Após meses de impasse, Congresso dos EUA aprova ajuda de R$ 60 bilhões à Ucrânia
Publicidade

O Senado dos Estados Unidos aprovou, na noite de terça-feira (23), o pacote de ajuda militar de US$ 95 bilhões (cerca de R$ 487 bilhões) à Ucrânia, Israel e parceiros no Indo-Pacífico, incluindo Taiwan. O texto recebeu aval de 79 parlamentares, contra 18, e foi enviado para sanção do presidente Joe Biden, que comemorou a decisão.

+ Ucrânia lança ataques a oito regiões russas

"Assinarei este projeto de lei e me dirigirei ao povo americano assim que chegar à minha mesa. A necessidade é urgente: para a Ucrânia, que enfrenta bombardeamentos da Rússia; para Israel, que acaba de enfrentar ataques sem precedentes por parte do Irã; para os refugiados e afetados por conflitos e catástrofes naturais; e para os nossos parceiros que procuram segurança e estabilidade no Indo-Pacífico”, disse Biden, em nota.

A aprovação do pacote de ajuda militar encerra os meses de disputa entre os parlamentares, uma vez que os republicanos chegaram a rejeitar, por meses, a ideia de enviar mais dinheiro à Ucrânia. Nas últimas semanas, no entanto, Biden trabalhou com líderes do Congresso para obter apoio, recebendo o aval da Câmara.

Ao todo, o pacote destina US$ 61 milhões à Ucrânia, US$ 26 bilhões para Israel e ajuda humanitária para civis em zonas de conflito e US$ 8,12 bilhões para a segurança no Indo-Pacífico. Segundo autoridades norte-americanas, US$ 1 bilhão da ajuda pode ser enviado em breve para Kiev, com a maior parte seguindo nas próximas semanas.

O sinal verde do Congresso representa um alívio para o presidente ucraniano, Volodymyr Zelenksy. Isso porque as tropas locais estão sofrendo com escassez de armamento e soldados, o que vem beneficiando a ofensiva russa. Na última semana, o líder ucraniano chegou até a afirmar que o país perderia a guerra sem a ajuda de Washington.

+ Zelensky assina lei para aumentar recrutas e preencher linha de frente na Ucrânia

“Estou grato ao Senado dos Estados Unidos por ter aprovado uma ajuda vital à Ucrânia. Esta votação reforça o papel da América como farol da democracia e líder do mundo livre. Agradeço igualmente o apoio do presidente Biden e espero que o projeto seja assinado em breve. As capacidades de longo alcance, a artilharia e a defesa aérea da Ucrânia são ferramentas essenciais para restaurar a paz justa”, comemorou Zelensky.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

Mundo
Estados Unidos
Ajuda militar
Ucrânia
Guerra na Ucrânia

Últimas notícias

Congresso derruba veto de Lula a trecho do projeto das "saidinhas" de presos

Congresso derruba veto de Lula a trecho do projeto das "saidinhas" de presos

Condenados que cumprem pena em regime semiaberto não podem mais obter autorização para saída temporária do estabelecimento nos casos de visita à família
Especialista celebra dados positivos de alfabetização, mas diz que “Brasil está muito atrás” de países desenvolvidos

Especialista celebra dados positivos de alfabetização, mas diz que “Brasil está muito atrás” de países desenvolvidos

Professor da UnB lembra que o país segue abaixo da meta de 80% estabelecida pelo Ministério da Educação
Operadoras se comprometem a retomar planos de saúde cancelados, após reunião com Lira

Operadoras se comprometem a retomar planos de saúde cancelados, após reunião com Lira

Presidente da Câmara disse que decisão foi confirmada pelas empresas Amil e Unimed
Redução do IDH no Brasil: Pnud se preocupa com “custo da inação” em meio às crises

Redução do IDH no Brasil: Pnud se preocupa com “custo da inação” em meio às crises

Catástrofes climáticas e crises sanitárias podem impactar no IDH do país; capacidade da governança de um estado é uma forma de gestão de crise, diz entidade
Dia mundial do hambúrguer: de lanche tímido importado a versão gourmet brasileiríssima

Dia mundial do hambúrguer: de lanche tímido importado a versão gourmet brasileiríssima

Data celebra alimento que, hoje, não é apenas um tipo de refeição, mas parte da identidade gastronômica brasileira
Campeão olímpico Thiago Braz é suspenso por doping e está fora das Olimpíadas

Campeão olímpico Thiago Braz é suspenso por doping e está fora das Olimpíadas

Decisão foi anunciada nesta terça-feira (28) pela World Athletics, entidade máxima do atletismo mundial
Guaíba registra nível mais baixo de água desde início da tragédia no Rio Grande do Sul

Guaíba registra nível mais baixo de água desde início da tragédia no Rio Grande do Sul

Nível do lago estava em 3,72 metros na manhã desta terça-feira (28)
Número de jovens que não trabalham nem estudam aumentou 35% em um ano, mostra pesquisa

Número de jovens que não trabalham nem estudam aumentou 35% em um ano, mostra pesquisa

Segundo CIEE e Ministério do Trabalho, 5,4 milhões de brasileiros de 14 a 24 anos estavam nessa condição no primeiro trimestre de 2024
Relator propõe taxação de compras internacionais de até US$ 50 em 25%

Relator propõe taxação de compras internacionais de até US$ 50 em 25%

Nova versão de texto reduz impacto para “blusinhas”, mas tira imposto zero; projeto deve ser votado na Câmara ainda nesta terça
Morre, aos 44 nos, filho de Arthur Virgílio Neto

Morre, aos 44 nos, filho de Arthur Virgílio Neto

Ex-prefeito de Manaus e senador confirmou o falecimento em publicação na plataforma X (antigo Twitter)
Publicidade
Publicidade