Publicidade

Câmara dos EUA aprova repasse de R$ 95 bilhões para Israel e Ucrânia

Em uma rara sessão de sábado, democratas e republicanos chegaram em consenso sobre o tema após meses de turbulência em meio a conflitos internacionais

Câmara dos EUA aprova repasse de R$ 95 bilhões para Israel e Ucrânia
Publicidade

A Câmara dos Estados Unidos aprovou, neste sábado (20), uma ajuda financeira de US$ 95 bilhões (quase 500 bilhões de reais) para Israel, Ucrânia e outros aliados. A maioria desse montante se destina a investimentos nas guerras. A aprovação ocorreu em uma rara sessão de sábado, caraterizada pelo consenso entre deputados de direita e de esquerda sobre o tema.

+ Zelensky afirma esperar convite para vir ao Brasil

Alguns republicanos chegaram a se opor, argumentando que as despesas comprometeriam os cofres públicos norte-americanos. Apesar disso, os quatro projetos de lei analisados foram aprovados com folga, sobretudo a ajuda de US$ 61 bilhões para a Ucrânia resistir à Russia. A ajuda ao país demonstra a superação de um debate que dividiu fortemente republicanos e democratas nos últimos meses.

Sanção ao Tik Tok

O pacote aprovado inclui a transferência para a Ucrânia de recursos russos apreendidos pelos Estados Unidos e assistência para a segurança de Taiwan, além de medidas de repressão à mídia social Tik Tok, de propriedade de uma empresa chinesa. A ideia é levar a companhia a uma venda forçada da plataforma, sob pena de uma proibição nos Estados Unidos.

Joe Biden prometeu agilidade

As propostas aprovadas na Câmara devem ser apreciadas pelo Senado na próxima semana, também com expectativa de aprovação. O presidente dos EUA, Joe Biden (Democratas), já sinalizou que, cumprida a tramitação, sancionará imediatamente os projetos.

+ SBT News na TV: Israel revida e lança ataques contra Irã

“Peço ao Senado que envie logo esse pacote para minha mesa, para que eu possa assiná-lo e para que possamos enviar rapidamente armas e equipamentos para a Ucrânia, a fim de atender às suas necessidades urgentes do campo de batalha”, disse o presidente.

Biden agradeceu ao empenho do presidente da Câmara e tradicional opositor político, Mike Johnson (Republicano), e ao líder democrata, Hakeem Jeffries. Em menção à compactação entre direita e esquerda nos EUA, Biden disse que os dois partidos “votaram para colocar nossa segurança nacional em primeiro lugar”.

Zelensky agradeceu

Na plataforma X (antigo Twitter), o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelenskyy, também agradeceu a ambos os partidos e “pessoalmente ao presidente Mike Johnson, pela decisão que mantém a história no caminho certo”. O líder ucraniano espera que a ajuda minimize a escassez de tropas e de munições na guerra com a Rússia. “Obrigado, América!”, finalizou Zelensky.

Sanções ao Irã

Os projetos aprovados abrangem ainda sanções ao Irã, que iniciou ataques a Israel no dia 13 de abril. Embora os drones e mísseis iranianos tenham sido abatidos antes de alcançar o território israelense, é evidente a escalada de violência na região. Há indícios de envolvimento do Iraque, da Síria e do Iêmen.

Fentanil

Além de apoio a nações aliadas e sanções a países inimigos, o Congresso Nacional caminha, também com união entre democratas e republicanos, para a aprovação de medidas de enfrentamento a organizações criminosas que traficam fentanil, opióide 50 vezes mais potente que a heroína.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

Guerra na Ucrânia
Rússia
Israel
Estados Unidos
Irã
China
Israel
Hamas

Últimas notícias

Saiba quais são as 30 cidades grandes com as maiores taxas de homicídios do Brasil

Saiba quais são as 30 cidades grandes com as maiores taxas de homicídios do Brasil

Cinco cidades baianas estão à frente. Taxas superaram 50 homicídios por 100 mil habitantes em 2022, segundo Atlas da Violência
Marcos Rogério assume liderança da oposição ao governo no Senado

Marcos Rogério assume liderança da oposição ao governo no Senado

Atualmente no cargo, Marinho se afasta do cargo por 120 dias para se dedicar às eleições municipais
Rodrigo Pacheco chama projeto sobre aborto de “irracional” e “inviável”

Rodrigo Pacheco chama projeto sobre aborto de “irracional” e “inviável”

Presidente do Senado se posicionou acerca do polêmico tema diante de parte da bancada feminina da Casa
Policiais civis são alvo de tiros durante operação na Maré (RJ)

Policiais civis são alvo de tiros durante operação na Maré (RJ)

Agentes realizavam operação contra estabelecimentos comerciais que receptavam e revendiam roupas de grifes roubadas
Caso Paquetá: Senado aprova convite para ouvir o jogador na CPI da Manipulação no Futebol

Caso Paquetá: Senado aprova convite para ouvir o jogador na CPI da Manipulação no Futebol

Por se tratar de um convite, o jogador pode recusar a participação
Incêndio de grande proporção atinge prédio comercial na Grande SP

Incêndio de grande proporção atinge prédio comercial na Grande SP

Nove equipes do Corpo de Bombeiros foram acionadas e conseguiram conter o fogo no local
Brasil aparece entre os piores países em pensamento criativo nas salas de aula

Brasil aparece entre os piores países em pensamento criativo nas salas de aula

No ranking com 56 países, o Brasil aparece na 44ª colocação, empatado com Peru, Panamá e Arábia Saudita
Quase 500 criminosos são presos em operação na Bahia

Quase 500 criminosos são presos em operação na Bahia

Segundo a polícia, integrante de um grupo criminoso que gerenciava um laboratório de drogas em Castelo Branco foi localizado por equipes do Depom
80 milhões de pessoas estão sob alerta para altas temperaturas nos Estados Unidos

80 milhões de pessoas estão sob alerta para altas temperaturas nos Estados Unidos

Onda de calor extremo afeta quase todo o território americano
Lira anuncia que debate de projeto antiaborto só ocorrerá no segundo semestre

Lira anuncia que debate de projeto antiaborto só ocorrerá no segundo semestre

Presidente da Câmara afirma que projeto não "irá retroagir nos direitos já garantidos e nada irá avançar que traga qualquer dado aos diretos das mulheres"
Publicidade
Publicidade