Publicidade

COP28 aprova transição de combustíveis fósseis para fontes de energia limpas

Acordo foi apoiado por todos os 198 países presentes na conferência; objetivo é alcançar zero emissões líquidas até 2050

COP28 aprova transição de combustíveis fósseis para fontes de energia limpas
Reprodução/Instagram
Publicidade

A 28ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP28), realizada em Dubai, nos Emirados Árabes, terminou com um acordo histórico para reduzir o consumo global de combustíveis fósseis e acelerar a transição energética. O anúncio foi feito na manhã desta 4ª feira (13.dez), pelo presidente do evento, Sultan Al Jaber.

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

O acordo, apoiado por todos os 198 países presentes na conferência, convoca uma clara e universal transição energética renovável, visando triplicar a capacidade de fontes de energias mais limpas, como a solar, até 2030. O objetivo é diminuir drasticamente o uso de carvão para atingir a meta de zero emissões líquidas até 2050.

A resolução foi comemorada pelo secretário-geral da ONU, António Guterres, que reforçou a importância de acabar com os combustíveis fósseis para diminuir as emissões de gases de efeito estufa e conter o aquecimento global. Segundo ele, a meta irá auxiliar a limitar o aumento da temperatura global em 1,5º C até 2100, conforme o Acordo de Paris.

"Para aqueles que se opuseram a uma referência clara à eliminação gradual dos combustíveis fósseis durante a Conferência do Clima, quero dizer: quer você goste ou não, a eliminação gradual dos combustíveis fósseis é inevitável. Vamos torcer para que não chegue tarde demais", disse Guterres.

Apesar de o prazo estabelecido pelo Acordo de Paris ser 2100, a meta de 1,5º C conseguirá ser cumprida apenas se os países conseguirem reduzir ao menos 50% das emissões até 2030. Caso o objetivo não seja alcançado, o mundo terá cada vez mais eventos climáticos extremos, como chuvas fortes e ondas de calor severas. O rápido derretimento das geleiras também aumentará o nível do mar, fazendo com que cidades costeiras desapareçam.

Bom, mas ainda insuficiente

Cientistas comemoram o acordo de transição energética, mas alertaram que as metas ainda são insuficientes para chegar a um futuro com zero emissões líquidas até 2050. Um deles foi Andrew Deutz, diretor de Política Global e Financiamento para a Conservação da ONG The Nature Conservancy, que disse que o mundo precisa de um salto maior para conter a crise climática.

O mesmo foi dito por Marcio Astrini, secretário-executivo do Observatório do Clima, que apontou controvérsias entre o acordo e a ambição de determinados países.

+ Seca e falta de água mata ao menos 100 elefantes no Zimbabué

"A menção no texto da conferência de substituição do uso de combustíveis fósseis é inédita, mas totalmente em desacordo com a realidade de países que projetam um aumento em suas fontes sujas de energia que é 100% maior do que o permitido pelos limites do Acordo de Paris. Os países agora precisam decidir que verdade irá prevalecer: a do texto da COP, ou a dos seus planos de explorar cada vez mais petróleo, carvão e gás", disse.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

sbt
sbtnews
portalnews
mundo
cop28
termina
acordo historico
transiçao energetica
combustiveis fosseis
carvao
emissoes
gases de efeito estufa
acordo de paris
guterres
onu

Últimas notícias

Recém-chegado da Bahia é morto durante assalto em SP

Recém-chegado da Bahia é morto durante assalto em SP

Jovem foi cercado por quatro criminosos; vítima usava calça de empresa semelhante à de policiais, provável motivo para disparos
ENGANOSO: É enganoso que fundação de Bill Gates tenha financiado pesquisa para tornar gripe aviária transmissível para humanos

ENGANOSO: É enganoso que fundação de Bill Gates tenha financiado pesquisa para tornar gripe aviária transmissível para humanos

Confira a verificação realizada pelos jornalistas integrantes do Projeto Comprova
Brasil Agora: "Abin paralela" e Bolsonaro no alvo da PF; as gafes de Biden

Brasil Agora: "Abin paralela" e Bolsonaro no alvo da PF; as gafes de Biden

Confira essas e outras notícias desta sexta-feira (12) nas primeiras horas da manhã, com apresentação de Murilo Fagundes e comentários de Iasmin Costa
Sexting: o que é a prática que pode ter levado ao fim namoro de Iza

Sexting: o que é a prática que pode ter levado ao fim namoro de Iza

Pivô da separação diz que não houve encontro, só troca de mensagens entre os dois
Eleições EUA: Trump aparece na frente em relação a Joe Biden nas casas de apostas

Eleições EUA: Trump aparece na frente em relação a Joe Biden nas casas de apostas

Mesmo sendo voltadas, em sua maioria, para apostas esportivas, a disputa entre presidentes tem despertado o interesse de diversos apostadores
Das deepfakes à cobertura colaborativa: desafios do jornalismo na era digital são destaques em Congresso da Abraji

Das deepfakes à cobertura colaborativa: desafios do jornalismo na era digital são destaques em Congresso da Abraji

19º Congresso Internacional de Jornalismo Investigativo começou nesta quinta-feira (11), em São Paulo, com presença do SBT News
Incêndios no Pantanal foram zerados e continuarão sob monitoramento, diz governo no MS

Incêndios no Pantanal foram zerados e continuarão sob monitoramento, diz governo no MS

Satélites do Inpe não registraram novos focos durante as últimas 24 horas
Biden diz que vai concorrer para evitar 'desastre' e confunde própria vice com Trump

Biden diz que vai concorrer para evitar 'desastre' e confunde própria vice com Trump

Em entrevista para reduzir pressão por renúncia, democrata comete nova gafe e mostra convicção sobre ser o mais capacitado na disputa
"Abin paralela": Moraes é citado em mensagens que sugerem tiro na cabeça do ministro

"Abin paralela": Moraes é citado em mensagens que sugerem tiro na cabeça do ministro

Operação que investiga esquema criminoso na Abin cumpriu cinco mandados de prisão nesta quinta
Mulher é resgatada a 80 km da costa do Japão, após 36 horas à deriva no mar

Mulher é resgatada a 80 km da costa do Japão, após 36 horas à deriva no mar

Turista chinesa de 21 anos nadava na praia de Shirahama Ohama quando foi levada pela correnteza; ela foi encontrada duas noites depois
Publicidade
Publicidade