Publicidade

Exame de DNA inocenta homem acusado de estupro há 47 anos nos EUA

Leonard Mack, de 72 anos, chegou a ficar 7 anos preso pelo crime e só conseguiu provar a sua inocência cinco décadas depois

Exame de DNA inocenta homem acusado de estupro há 47 anos nos EUA
Leonard Mack, homem negro que foi condenado injustamente por estupro e só conseguiu provar a inocência cinco décadas depois
Publicidade

Cinco décadas após ser condenado injustamente por estupro, um americano de 72 anos foi inocentado nos Estados Unidos graças a um novo exame de DNA. Leonard Mack chegou a passar sete anos preso pelo crime, mas lutava para provar a sua inocência, que só veio nessa 3ª feira (5.set). 

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

O homem, que é negro, foi preso em 1975, no estado de Nova York, suspeito de estuprar uma adolescente, e sua condenação é a mais longa a ser anulada com base em nova evidências de DNA. Ele recebeu ajuda do renomado projeto Innocence Project, cuja missão é reverter condenações injustas, muitas vezes permeadas de preconceito racial, no país. 

Segundo o Innocence Project, o caso do Sr. Mack contém todos os fatores comuns que contribuem para esse tipo de condenação, como a identificação incorreta de testemunhas oculares, além do depoimento forense enganoso apresentado pelo analista forense do Estado no julgamento. No mais, o testemunho de álibis e provas serológicas da roupa íntima da vítima excluíram a possibilidade dele ser o estuprador em 1976.

Contudo, somente agora, após uma campanha da organização, os exames de DNA -- que não estavam disponíveis na época dos fatos -- foram usados, e descartaram definitivamente qualquer participação de Leonard Mack no crime e identificaram que um agressor sexual, já condenado, era o verdadeiro estuprador. Ele inclusive confessou o crime. 

"Hoje, evidências indiscutíveis de DNA provam que Leonard Mack é inocente. Quase cinco décadas depois, ele finalmente tem alguma medida de justiça", disse Mary-Kathryn Smith, uma das advogadas do Innocence Project.

"Quero primeiramente agradecer a Deus por este dia. Em seguida, quero agradecer ao Projeto Inocência. Hoje já faz muito tempo. Perdi sete anos e meio da minha vida na prisão por um crime que não cometi e vivi com esta injustiça pairando sobre a minha cabeça durante quase 50 anos. Mudou o curso da minha vida -- tudo, desde onde eu morava até meu relacionamento com minha família. Nunca perdi a esperança de que um dia seria provada minha inocência. Agora a verdade veio à tona e posso finalmente respirar. Finalmente estou livre.", afirmou Mack em frente ao tribunal.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

sbtnews
portalnews
estados unidos
innocence project
leonard mack
47 anos
dna
evidências
westchester
estupro
condenação
mundo
noticias

Últimas notícias

Rodrigo Pacheco chama projeto sobre aborto de “irracional” e “inviável”

Rodrigo Pacheco chama projeto sobre aborto de “irracional” e “inviável”

Presidente do Senado se posicionou acerca do polêmico tema diante de parte da bancada feminina da Casa
Policiais civis são alvo de tiros durante operação na Maré (RJ)

Policiais civis são alvo de tiros durante operação na Maré (RJ)

Agentes realizavam operação contra estabelecimentos comerciais que receptavam e revendiam roupas de grifes roubadas
Caso Paquetá: Senado aprova convite para ouvir o jogador na CPI da Manipulação no Futebol

Caso Paquetá: Senado aprova convite para ouvir o jogador na CPI da Manipulação no Futebol

Por se tratar de um convite, o jogador pode recusar a participação
Incêndio de grande proporção atinge prédio comercial na Grande SP

Incêndio de grande proporção atinge prédio comercial na Grande SP

Nove equipes do Corpo de Bombeiros foram acionadas e conseguiram conter o fogo no local
Brasil aparece entre os piores países em pensamento criativo nas salas de aula

Brasil aparece entre os piores países em pensamento criativo nas salas de aula

No ranking com 56 países, o Brasil aparece na 44ª colocação, empatado com Peru, Panamá e Arábia Saudita
Quase 500 criminosos são presos em operação na Bahia

Quase 500 criminosos são presos em operação na Bahia

Segundo a polícia, integrante de um grupo criminoso que gerenciava um laboratório de drogas em Castelo Branco foi localizado por equipes do Depom
80 milhões de pessoas estão sob alerta para altas temperaturas nos Estados Unidos

80 milhões de pessoas estão sob alerta para altas temperaturas nos Estados Unidos

Onda de calor extremo afeta quase todo o território americano
Lira anuncia que debate de projeto antiaborto só ocorrerá no segundo semestre

Lira anuncia que debate de projeto antiaborto só ocorrerá no segundo semestre

Presidente da Câmara afirma que projeto não "irá retroagir nos direitos já garantidos e nada irá avançar que traga qualquer dado aos diretos das mulheres"
"Não vamos intervir", afirma porta-voz de Milei sobre foragidos do 8 de janeiro

"Não vamos intervir", afirma porta-voz de Milei sobre foragidos do 8 de janeiro

Em entrevista ao SBT, Manuel Adorni disse que não cabe ao governo decidir sobre asilo a brasileiros condenados por atos antidemocráticos que estão na Argentina
Ministério da Saúde envia 738 mil doses da vacina contra dengue para São Paulo

Ministério da Saúde envia 738 mil doses da vacina contra dengue para São Paulo

Anúncio acontece depois do secretário Municipal da Saúde de São Paulo, Luiz Carlos Zamarco, afirmar que a capital não tem mais imunizantes nos postos
Publicidade
Publicidade