Publicidade

Assassina em série de bebês é condenada no Reino Unido por sete mortes

Enfermeira trabalhava na unidade neonatal de um hospital, onde estavam os bebês mais vulneráveis

Assassina em série de bebês é condenada no Reino Unido por sete mortes
enfermeira
Publicidade

A enfermeira britânica Lucy Letby foi condenada nesta 6ª feira (18.ago) pela morte de sete bebês e pela tentativa de assassinato de outros seis recém-nascidos. A imprensa do Reino Unido descreve a mulher como "a pior assassina em série da era moderna" no país.

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

As mortes aconteceram entre junho de 2015 e junho de 2016 no Hospital de Chester, que atende a pacientes de várias cidades do norte da Inglaterra, como Manchester e Liverpool. Letby trabalha na unidade neonatal.

A investigação começou depois de um número atípico de mortes entre os bebês. A enfermeira tinha 25 anos quando cometeu os crimes pelos quais foi condenada. Ela injetava ar, leite, fluidos e até insulina com a intenção de matar as crianças. "Ela perverteu o que aprendeu e transformou suas habilidades em arma", disse uma das promotoras que trabalharam na peça de acusação.

A enfermeira nega as acusações, mas a promotoria e o júri foram convencidos por uma série de provas recolhidas pela polícia. Na casa dela, a polícia alega ter encontrado um bilhete que parece uma confissão, em que ela escreve "Eu não mereço viver". Em outro trecho, lê-se: "Eu os matei de propósito. Não sou boa suficiente pra cuidar deles".

À mídia britânica, um casal que teve os dois filhos gêmeos assassinados afirmou que no momento em que os médicos tentavam ressuscitar as crianças, Lucy estava na enfermaria e não deu nenhum sinal que pudesse causar desconfiança. "Ela foi muito fria, calma, calculista, com uma mente de criminosa", disse a mãe, que teve a identidade preservada.

A direção do hospital enfrenta críticas por não ter agido depois que alguns profissionais suspeitaram da enfermeira. À BBC, um dos médicos da maternidade afirmou que avisou aos diretores do hospital sobre suas suspeitas em outubro de 2015, mas nada foi feito. O hospital também é acusado de ter demorado pra acionar a polícia.

Paul Hughes, um dos investigadores do caso, disse que os pais provavelmente nunca saberão o porquê desses crimes. "Não apenas porque ela matou, mas porque escolheu aquelas crianças", disse. Além dos 13 a quem matou ou tentou matar, a polícia suspeita que ela tentou assassinar mais bebês.

O juiz do caso vai anunciar a pena de Lucy Letby na próxima segunda-feira. A enfermeira deverá passar o resto da vida na prisão.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

portalnews
mundo
enfermeira
crime
enfermeira assassina
enfermeira matou bebês

Últimas notícias

Barbeiro transforma ponto de taxi em barbearia após perder comércio em Porto Alegre

Barbeiro transforma ponto de taxi em barbearia após perder comércio em Porto Alegre

No dia 4 de maio deste ano, Laio viu tudo o que tinha ficar embaixo d'água, inclusive sua residência
Com hospitais alagados, gestantes e recém-nascidos são atendidos em abrigos no RS

Com hospitais alagados, gestantes e recém-nascidos são atendidos em abrigos no RS

Uma das crianças atendidas tem 11 dias de vida e nem chegou a usar o enxoval, que foi totalmente perdido nas enchentes
Imposto de renda: 17 milhões de contribuintes ainda não entregaram declaração; veja dicas

Imposto de renda: 17 milhões de contribuintes ainda não entregaram declaração; veja dicas

No dia 31 de maio, encerra-se o prazo para declarar o IRPF 2024; escritórios de contabilidade têm ampliado a capacidade de atendimento
Enquanto o Sul do Brasil enfrenta os efeitos da chuva, outras partes do mundo sofrem com a seca

Enquanto o Sul do Brasil enfrenta os efeitos da chuva, outras partes do mundo sofrem com a seca

No México, por exemplo, mais de 22 milhões de pessoas podem ficar sem água nas próximas semanas
Santa Catarina recebe mais de 400 famílias afetadas pelas chuvas no RS

Santa Catarina recebe mais de 400 famílias afetadas pelas chuvas no RS

Estado vem fazendo um mapeamento para distribuir auxílios conforme a demanda de cada um dos gaúchos
Irã mata 7 pessoas na forca; ONG denuncia aumento de execuções

Irã mata 7 pessoas na forca; ONG denuncia aumento de execuções

Penas teriam sido aplicadas neste sábado (18); das 7 vítimas, 2 seriam mulheres
Flores são projetadas no Cristo para lembrar combate ao abuso sexual de crianças

Flores são projetadas no Cristo para lembrar combate ao abuso sexual de crianças

Ação faz parte da campanha de mobilização nacional. Do início de 2024 até agora, o Disque 100 recebeu mais de 11 mil denúncias
Chuvas no RS: Força-tarefa encontra galão de água sendo vendido a R$ 80

Chuvas no RS: Força-tarefa encontra galão de água sendo vendido a R$ 80

Ação do Ministério Público do Rio Grande do Sul (MPRS) contra preços abusivos autuou 65 estabelecimentos
Municípios do RS discutem plano para dar novas moradias aos afetados pelas chuvas

Municípios do RS discutem plano para dar novas moradias aos afetados pelas chuvas

Relatório da Confederação Nacional dos Municípios aponta que mais de 100 mil casas foram danificadas ou completamente destruídas
Cantor Arlindinho denuncia que filha de 9 anos foi vítima de racismo em escola

Cantor Arlindinho denuncia que filha de 9 anos foi vítima de racismo em escola

Filho de Arlindo Cruz relatou o fato nas redes sociais; escola se manifestou por meio de nota
Publicidade
Publicidade