Publicidade

Uganda aprova nova versão de lei que discrimina comunidade LGBTQIA+

Casos de homossexualidade continuarão podendo resultar em prisões perpétuas ou pena de morte

Uganda aprova nova versão de lei que discrimina comunidade LGBTQIA+
Texto voltou às mãos dos parlamentares após pedido do presidente Yoweri Museveni | Pexels
Publicidade

O Parlamento da Uganda aprovou, nesta 3ª feira (3.mai), uma nova versão do projeto de lei que criminaliza atos e promoção da homossexualidade no país. O texto voltou às mãos dos parlamentares após pedido do presidente Yoweri Museveni, que cobrou mais clareza sobre a classificação das pessoas que poderão ser punidas pela norma.

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

"O que está claro é que nossa sociedade não apoia condutas ou ações homossexuais. Portanto, a lei proposta deve ser clara de modo que o que se busca criminalizar não é o estado de alguém que tem uma inclinação desviante, mas sim as ações de alguém agindo sobre esse desviante ou promovendo os mesmos atos", alegou Museveni.

Com o pedido, o Parlamento recomendou a troca das cláusulas 2 e 3 para enfatizar as pessoas que poderão ser criminalizadas. Entre elas estão aquelas que tiverem relações sexuais com pessoas do mesmo sexo e que promoverem a homossexualidade. As punições para quem infringir a lei vão desde prisão perpétua até pena de morte.

O presidente também recomendou a alteração da cláusula 14, que impõe o dever de denunciar casos suspeitos de homossexualidade no país. Os parlamentares, no entanto, alegaram que a cláusula é importante para penalizar aqueles que promover a homossexualidade para crianças e adolescentes.

+ Austrália proíbe cigarros eletrônicos e vapers de uso único

O projeto de lei, aprovado inicialmente em março, é criticado por países como Estados Unidos e União Europeia. O mesmo é feito pela Organização das Nações Unidas (ONU), que classificou a medida como "perturbadora" e "discriminatória".

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

sbt
sbtnews
portalnews
mundo
parlamento
uganda
aprova
nova versao
lei
discrimina
comunidade
lgbt
promoçao
homossexualidade
relaçoes sexuais

Últimas notícias

Forças de Defesa de Israel interceptam míssil lançado do Iêmen

Forças de Defesa de Israel interceptam míssil lançado do Iêmen

Caças israelenses atacarem alvos houthis na área do porto de Hodeida, no Iêmen, no sábado (20)
Novo oficializa candidatura de Marina Helena à prefeitura de São Paulo

Novo oficializa candidatura de Marina Helena à prefeitura de São Paulo

Convenção do partido aconteceu no centro da capital paulista neste domingo
Melody recebe alta e faz show depois de acidente de trânsito no Rio

Melody recebe alta e faz show depois de acidente de trânsito no Rio

"Está todo mundo bem", disse a cantora nas redes sociais; acidente aconteceu no sábado (20)
Ministério da Agricultura descarta três casos suspeitos de doença de Newcastle no RS

Ministério da Agricultura descarta três casos suspeitos de doença de Newcastle no RS

Amostras foram analisadas no Laboratório Federal de Defesa Agropecuária de São Paulo
Homem-aranha é agredido e joga passageiro no trilho do metrô de Belo Horizonte

Homem-aranha é agredido e joga passageiro no trilho do metrô de Belo Horizonte

Super-herói relatou à polícia que agressor achou que ele o havia ofendido: "se você é o Homem-Aranha, eu sou o Batman"
Ator Iran Lima, o seu Candinho da Escolinha do Professor Raimundo, morre no Rio

Ator Iran Lima, o seu Candinho da Escolinha do Professor Raimundo, morre no Rio

Corpo do ator será cremado na segunda-feira (22), no Cemitério Vertical Memorial do Carmo, no Caju
Imagens mostram acidente de Thommy Schiavo, ator de Pantanal, em sacada de Cuiabá

Imagens mostram acidente de Thommy Schiavo, ator de Pantanal, em sacada de Cuiabá

Circuito de segurança foi obtido com exclusividade pela equipe de reportagem do MT Play, portal de notícias SBT Cuiabá
Polícia Federal apreende 77 kg de droga em embarcação comercial de passageiros no AM

Polícia Federal apreende 77 kg de droga em embarcação comercial de passageiros no AM

Entorpecente estava com uma mulher, que foi presa em flagrante e está à disposição da Justiça
Policial é baleado de raspão na cabeça após reagir a assalto no Rio

Policial é baleado de raspão na cabeça após reagir a assalto no Rio

Uma guarda municipal, de 53 anos, ficou ferida, mas já recebeu alta do Hospital Municipal Souza Aguiar
Serviço Secreto dos EUA diz que negou pedidos de Trump para mais segurança

Serviço Secreto dos EUA diz que negou pedidos de Trump para mais segurança

Segundo porta-voz, os pedidos negados não eram especificamente para o comício em que o político sofreu uma tentativa de assassinato no dia 13 de julho
Publicidade
Publicidade