Publicidade

77ª fase da Operação Lava Jato mira gerência de marketing da Petrobras

40 policiais federais cumprem mandados de busca e apreensão no Rio e em Niterói

77ª fase da Operação Lava Jato mira gerência de marketing da Petrobras
fachada petrobras
Publicidade

A Polícia Federal deflagrou nesta manhã (20.out), em ação conjunta com o Ministério Público Federal, a operação "Sem limites IV" que busca aprofundar investigações na Gerência Executiva de Marketing e Comercialização da antiga diretoria de abastecimento da Petrobrás.

Cerca de 40 policiais federais cumprem 5 mandados de busca e apreensão no Rio de Janeiro/RJ e 2 em Niterói/RJ.

Segundo a Polícia Federal, um dos funcionários, que até hoje se encontra empregado e em exercício na estatal, trabalhava diretamente na área logística da Diretoria de Abastecimento e era responsável em gerar artificialmente demandas que justificassem novas operações comerciais de compra e venda pela petroleira junto às tradings companies estrangeiras. Com isso, pagavam-se comissões aos intermediários envolvidos e que, posteriormente, repassavam os valores aos agentes públicos, inclusive para os demais ex-funcionários públicos investigados nesta fase.

A operação também investiga a venda de informações privilegiadas e favorecimento de empresas estrangeiras em negociações envolvendo os mais diversos tipos de produtos negociados, como óleo combustível, querosene de aviação, diesel, derivados de petróleo e gasóleo de vácuo. Em todos esses casos, os investigados recebiam vantagens indevidas calculadas na quantidade de produto negociado.

Em nota ao SBT News , que é "vítima dos crimes desvendados pela Operação, sendo reconhecida como tal pelo Ministério Público Federal e pelo Supremo Tribunal Federal".  A nota diz também que a Petrobras colabora com as investigações desde 2014. Na operação desta terça-feira (20.out) ajudou na produção de provas e atua como coautora do MPF e da União m 21 ações de improbidade administrativa em andamento, além de ser assistente de acusação em 71 ações penais.  

As apurações foram iniciadas após a deflagração da 57ª fase da Operação Lava Jato ? operação "Sem Limites" ?, que teve por objetivo o cumprimento de prisões e buscas e apreensões de integrantes de organização criminosa responsáveis pela prática de crimes envolvendo a negociação de óleos combustíveis e derivados entre a estatal e trading companies estrangeiras.

Após o cumprimento das medidas no final de 2018 e o oferecimento de acusações criminais, um ex-funcionário da Petrobras diretamente envolvido no esquema e um ex-executivo de uma grande empresa estrangeira também investigada celebraram acordos de colaboração premiada com o Ministério Público Federal.

Com base nos relatos, em evidências apresentadas e análise de provas já existentes, identificou-se que ao menos seis agentes públicos, até então desconhecidos das investigações, tiveram participação direta no esquema ilícito perpetrado nas operações de trading da Petrobras.




 
Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

portalnews
justica
lava jato
petrobras
oleo combustivel
tradings
ministerio publico federal

Últimas notícias

Ladrão invade casa enquanto família dormia e se arrepende depois

Ladrão invade casa enquanto família dormia e se arrepende depois

Câmera de segurança filmou assaltante dentro do quarto do casal
TSE diz que Boletim de Urna nas eleições brasileiras é "um relatório totalmente auditável”

TSE diz que Boletim de Urna nas eleições brasileiras é "um relatório totalmente auditável”

Manifestação veio após Maduro contestar, sem provas, fiscalização e segurança do pleito nacional
Justiça do Rio torna rés acusadas de matar empresário com brigadeirão

Justiça do Rio torna rés acusadas de matar empresário com brigadeirão

Suspeitas teriam cometido crime para ficar com bens da vítima
SP: Ladrão agride mulher com socos e chutes para roubar celular

SP: Ladrão agride mulher com socos e chutes para roubar celular

Idoso tenta interferir na agressão e ajudar a vítima
Justiça do Rio decide soltar filha do bicheiro Piruinha

Justiça do Rio decide soltar filha do bicheiro Piruinha

Monalliza Escafura estava presa desde o dia 18 de junho pelo crime de extorsão
Superior Tribunal de Justiça determina absolvição de jovem apontado como criminoso por reconhecimento fotográfico

Superior Tribunal de Justiça determina absolvição de jovem apontado como criminoso por reconhecimento fotográfico

Desembargador argumentou que recurso não deve ser o único indício para levar alguém à prisão "em razão de sua fragilidade”
RJ: idosa de 65 anos é espancada por assaltantes após dizer que não tinha dinheiro

RJ: idosa de 65 anos é espancada por assaltantes após dizer que não tinha dinheiro

Ela foi socorrida e levada para o hospital municipal de Nova Iguaçu em estado grave
Polícia prende golpista que usava antena para invadir o celular das vítimas

Polícia prende golpista que usava antena para invadir o celular das vítimas

Homem ficava entre 8 e 12 horas dentro de carro em São Paulo para aplicar os golpes
"Pílula do câncer": por que a fosfoetanolamina não é regulamentada pela Anvisa?

"Pílula do câncer": por que a fosfoetanolamina não é regulamentada pela Anvisa?

Substância foi distribuída gratuitamente por 20 anos, mas não possui registro para ser usada como medicação no Brasil; entenda
Recém-nascida levada por falsa pediatra é encontrada em Goiás; suspeita é presa

Recém-nascida levada por falsa pediatra é encontrada em Goiás; suspeita é presa

Criança foi localizada a pelo menos 130 km de distância da maternidade em que foi roubada, em Uberlândia, Minas Gerais
Publicidade
Publicidade