Publicidade

EUA estudam envio de equipamentos e remédios para o Brasil

Além de vacina, Washington prevê remessa de medicamentos, e vê "fase perigosa" no território brasileiro

EUA estudam envio de equipamentos e remédios para o Brasil
Além do envio de vacinas, EUA avaliam envio de equipamentos e medicamentos para o Brasil | Agência Brasil
Publicidade
O aumento do número de mortes e casos relacionados ao coronavírus no Brasil acendeu o alerta em Washington (EUA). Norte-americanos que trabalham com dados globais da doença na capital dos Estados Unidos alertam que, neste momento, o país sul-americano deve adotar medidas mais rígidas de distancimento social e uso de equipamentos de proteção. "Ainda falta um tempo para que se atinja um maior indíce de vacinação, assim, o que precisa ser feitos de imediato é atuar com medidas preventivas, como isolamento e uso de equipamentos de proteção, como máscaras", disse ao SBT News um funcionario do governo dos EUA.

Na 3ª feira (23.mar), a embaixada dos Estados Unidos no Brasil emitiu uma declaração sobre a distribuição de vacinas norte-americanas em território brasileiro. O comunicado veio depois de o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), "pedir socorro" em ofício à vice-presidente dos EUA, Kamala Harris. A embaixada deve anunciar nos próximos dias mais daos sobre o pedido oficial do governo brasileiro. "Os EUA estão cientes dos pedidos de outros países, e quando determinarmos que podemos compartilhar mais vacinas, trabalharemos em estreita colaboração com a COVAX e outros parceiros internacionais."

O compartilamento de doses fabricadas nos Estados Unidos com outros países, incluindo o Brasil, será feito a partir de estudos da própria escala de vacinação dos norte-americanos, o que seria o primeiro enfoque. No segundo momento, a ideia em estudo é o compartilhamento dos imunizantes com os países vizinhos. O governo norte-americano estuda também o envio de equipamentos médicos e remédios para tratamento hospitalar. A quantidade de itens a serem enviados ainda está em estudo em Washington. A constatação para os norte-americanos é que Brasil passa por "fase perigosa" da doença.

"Temos grande confiança nas vacinas como uma estratégia integrada para proteger o cidadão, reduzindo mortes e infecções. Mas é preciso adotar outras medidas de defesa, como proibição de aglomerações", disse um funcionário do governo dos Estados Unidos. Segundo ele, há uma preocupação e um lamento com o atual estágio das mortes e contaminações no território brasilleiro.
Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

portalnews
coronavirus
leonardo-cavalcanti
vacina
eua
brasil

Últimas notícias

Caixa inicia pagamentos do Bolsa Família de julho; veja quem recebe

Caixa inicia pagamentos do Bolsa Família de julho; veja quem recebe

Recurso pode ser sacado em agências bancárias ou movimentado virtualmente
Passageiro de carro envolvido em acidente em SP comprou três garrafas de bebida em bar

Passageiro de carro envolvido em acidente em SP comprou três garrafas de bebida em bar

Comanda do bar mostra que Felipe Gambeta Malheiro, que inicialmente se apresentou como condutor do veículo, comprou duas garrafas de vodka e uma de licor
Vídeo: Idoso de 84 anos é agredido por homem na zona sul de São Paulo

Vídeo: Idoso de 84 anos é agredido por homem na zona sul de São Paulo

Imagens de câmeras de segurança mostram o momento da discussão e das agressões
Ramagem deixa a Polícia Federal após seis horas de depoimento sobre "Abin paralela"

Ramagem deixa a Polícia Federal após seis horas de depoimento sobre "Abin paralela"

Ex-diretor da Abin é apontado com um dos supostos chefes do núcleo político montado na agência para espionar ilegalmente desafetos do governo Bolsonaro
Procurador de Minas Gerais pede desculpas em vídeo por agressão a funcionária em cinema

Procurador de Minas Gerais pede desculpas em vídeo por agressão a funcionária em cinema

A gravação é parte de um acordo extrajudicial firmado entre o agressor e a vítima, de 25 anos
Lula se reúne com INSS e PF para tratar de ‘pente-fino’ nos benefícios sociais

Lula se reúne com INSS e PF para tratar de ‘pente-fino’ nos benefícios sociais

Encontro será realizado nesta quinta-feira (18), às 9h30, e terá ainda a presença de seis ministros
Senado aprova uso de vale-cultura para pagar ingressos esportivos

Senado aprova uso de vale-cultura para pagar ingressos esportivos

Projeto permite novo fim para benefício de R$ 50 a trabalhadores que ganham até cinco salários mínimos
Rei Charles III realiza o tradicional discurso no Parlamento

Rei Charles III realiza o tradicional discurso no Parlamento

Monarca leu as principais propostas redigidas pelo novo governo trabalhista
TSE vai enviar representantes para acompanhar eleições na Venezuela

TSE vai enviar representantes para acompanhar eleições na Venezuela

Pleito presidencial acontece no dia 28 de julho e é alvo de preocupação do Brasil
Para analista político, eleitor de Bolsonaro não vê Ramagem como traidor

Para analista político, eleitor de Bolsonaro não vê Ramagem como traidor

Aryell Calmon falou ao Poder Expresso sobre o apoio bolsonarista ao candidato à prefeitura do Rio de Janeiro (RJ). Deputado gravou conversa com ex-presidente
Publicidade
Publicidade