Publicidade

ANÁLISE: Respeitem o Butantan, por Carlos Nascimento

Leia a análise do âncora do SBT Brasil sobre a maior fabricante pública de vacinas da América Latina

ANÁLISE: Respeitem o Butantan, por Carlos Nascimento
Divulgação
Publicidade

Instituto Butantan foi construído durante a pandemia da peste bubônica do começo do século XX  | Divulgação 


A disputa política em torno das vacinas da Covid 19, infelizmente expõe a risco a imagem e a competência do Instituto Butantan, uma das joias brasileiras na área da farmacologia e Saúde Pública. Para os paulistas um grande orgulho e símbolo de eficiência, confiança e dedicação. 

O primeiro a falar do Butantan foi meu pai, na estação da Companhia Paulista de Estrada de Ferro, na qual apanhávamos o jornal vindo da capital. Eu menino perguntei o que havia naquelas caixas de madeira deixadas sobre a plataforma e trancadas com cadeados. Papai explicou, para a minha perplexidade que eram serpentes. Os fazendeiros capturavam as cobras e as mandavam para o Butantan extrair o veneno e enviar de volta algumas doses do soro antiofídico. 

Contei essa história aos meus filhos, eles aos meus netos e todas as vezes em que falamos do Butantan é como se fizéssemos uma reverência. Esta é a instituição que neste momento se dedica de corpo e alma a produzir uma vacina para salvar vidas no Brasil e onde for necessário. 

Não tenho intimidade com o governador João Doria, não conversei com ele e nem com Dimas Covas, diretor do Butantan. Escrevo por minha conta e risco para não dizerem que estou deste ou daquele lado. Na verdade todos estamos. Do lado dos que se empenham em salvar vidas ameaçadas pela pandemia. 

Soube por boa fonte do otimismo, da energia e da disposição da equipe voltada para a fabricação da vacina, chamada Coronavac e da confiança no êxito desse trabalho. A produção começou antes de ontem e será mantida durante 24 horas, 7 dias por semana, com o domínio da tecnologia e a mão-de-obra habituada a fazer o que está fazendo.

Em tupi-guarani 'Butantan' significa solo duro, terra batida. Segundo a prefeitura de São Paulo, o Instituto surgiu em 1901 para enfrentar uma epidemia de peste bubônica. Sob a coordenação do médico Vital Brasil dedicou-se à pesquisa e à produção de soros.

Trata-se de uma instituição séria e que certamente entregará uma vacina confiável, submetida ao mais exigente controle de qualidade e aprovada pelos órgãos competentes, conforme determina a vigilância sanitária. Ou, fora desses critérios, não entregará. 

É injusto misturar a reputação e o nome do Instituto Butantan a querelas políticas e usá-lo em campanhas eleitorais deste ou daquele partido. E muito menos desmerecer a qualidade da vacina.

Quando chegamos ao ponto a que chegamos, uma pandemia provocada por um vírus que já matou quase 200 mil brasileiros, não existem mais a vacina dos Estados Unidos, a da Inglaterra, a da Fiocruz, da China ou do Butantan.

Existem as vacinas fruto do esforço de médicos, pesquisadores e farmacologistas do mundo inteiro, das quais necessitamos para nos proteger e sobreviver.

*O jornalista Carlos Nascimento é âncora do SBT Brasil
Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

portalnews
analise
análise
instituto butantan
butantan
instituto
vacinas
vacinação
pesquisa
ciência
vacina
covid-19
saúde pública
sus
usp
soro
sp
política

Últimas notícias

Primeira pesquisa após atentado contra Trump indica empate técnico com Biden

Primeira pesquisa após atentado contra Trump indica empate técnico com Biden

Ataque não provocou grandes mudanças nas intenções de voto, mas aumentou preocupação com violência
Ramagem presta depoimento à PF nesta quarta (17) sobre "Abin paralela" de Bolsonaro

Ramagem presta depoimento à PF nesta quarta (17) sobre "Abin paralela" de Bolsonaro

Deputado federal e ex-diretor da agência fala à Polícia Federal após nova fase da operação Última Milha e divulgação de áudio com Bolsonaro
ENGANOSO: Presos que aparecem em vídeo não são ex-membros da Suprema Corte de El Salvador

ENGANOSO: Presos que aparecem em vídeo não são ex-membros da Suprema Corte de El Salvador

Confira a verificação realizada pelos jornalistas integrantes do Projeto Comprova
Brasil Agora: governo terá de cortar gastos, mas Lula resiste; Trump, o atentado e a convenção

Brasil Agora: governo terá de cortar gastos, mas Lula resiste; Trump, o atentado e a convenção

Confira essas e outras notícias que serão destaque nesta quarta-feira (17)
+Milionária sorteia prêmio de R$ 245 milhões nesta quarta-feira (17)

+Milionária sorteia prêmio de R$ 245 milhões nesta quarta-feira (17)

Apostas podem ser feitas até as 19h em casas lotéricas ou pela internet
Hóspedes são encontrados mortos em hotel 5 estrelas na Tailândia

Hóspedes são encontrados mortos em hotel 5 estrelas na Tailândia

Polícia aponta para envenenamento com cianeto; corpos são de cidadãos vietnamitas
Carpinteiro atingido por estaca de madeira na cabeça deixa o CTI

Carpinteiro atingido por estaca de madeira na cabeça deixa o CTI

Vitor Soares do Nascimento precisou passar por cirurgia de emergência para retirada do objeto; quadro de saúde é estável
Com R$ 362 milhões, "Divertida Mente 2" se torna maior arrecadação em bilheterias da história no Brasil

Com R$ 362 milhões, "Divertida Mente 2" se torna maior arrecadação em bilheterias da história no Brasil

Nova animação da Disney/Pixar já foi assistida por 18 milhões de espectadores
Nota Fiscal Paulista libera R$ 46,5 milhões em créditos; veja como resgatar

Nota Fiscal Paulista libera R$ 46,5 milhões em créditos; veja como resgatar

Valor é referente às compras realizadas em março de 2024 e ficará disponível para transferência por um ano
SBT News na TV: Chiquinho Brazão volta a alegar inocência no assassinato de Marielle

SBT News na TV: Chiquinho Brazão volta a alegar inocência no assassinato de Marielle

Confira o que foi notícia ao longo do dia e os assuntos que serão destaque nesta quarta-feira (17); assista!
Publicidade
Publicidade