Publicidade

Saúde abre consulta pública sobre incluir vacina contra dengue no SUS

Avaliação inicial da Conitec foi favorável à incorporação da vacina Qdenga para públicos a serem definidos pelo Programa Nacional de Imunizações

Saúde abre consulta pública sobre incluir vacina contra dengue no SUS
Internet
Publicidade

O Ministério da Saúde abre nesta 5ª feira (7.dez) uma consulta pública para avaliar a proposta de incorporação ao Sistema Único de Saúde (SUS) da vacina contra a dengue, Qdenga, já aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). 

Em reunião realizada nesta 4ª feira (6.dez), a Comissão Nacional de Incorporações de Tecnologias no Sistema Único de Saúde (Conitec) recomendou a incorporação da vacina, inicialmente destinada aos locais de maior incidência de proliferação de dengue e públicos prioritários, como idosos. Essa distribuição caberá ao Programa Nacional de Imunizações (PNI).

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

A decisão do Conitec de avançar com os trâmites para a vacina contra a dengue entrar no PNI levou em consideração o cenário epidemiológico em algumas localidades e julgou necessário incluir mais uma alternativa para enfrentar a doença. 

Apesar da recomendação, a incorporação da vacina está condicionada a uma proposta de redução de preço pela fabricante. Segundo o Ministério da Saúde, o valor por dose, de R$ 170, ainda é classificado como alto pelo governo federal. "Nesse preço, o valor é duas vezes maior que as vacinas mais caras incluídas no programa", disse a pasta em nota. 

A demanda para avaliação da tecnologia foi submetida pela empresa japonesa Takeda Pharma, fabricante da Qdenga. Nos dados avaliados pela comissão, foi verificada eficácia geral na redução da hospitalização em 84% dos casos de dengue. 

Processo de incorporação

A primeira etapa desse processo de avaliação começa com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O órgão realiza uma avaliação de eficácia e segurança de um medicamento ou produto para a saúde visando à autorização de comercialização no Brasil. No caso de medicamentos, incluindo as vacinas, há ainda a etapa de definição de preços, feita pela Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED).

Além de receber registro sanitário com o carimbo da Anvisa, as tecnologias ainda precisam ser avaliadas pela Conitec, um órgão colegiado que assessora o Ministério da Saúde no processo de incorporação ou exclusão de medicamentos, procedimentos e equipamentos ofertados ao SUS.

A comissão considera a eficácia e segurança da tecnologia e compara com demais tratamentos já ofertados. Também são avaliados critérios legais, éticos e econômicos. No caso da Qdenga, o alto custo pode ser um entrave para sua aplicação em larga escala. Essa avaliação garante que sejam incorporados no SUS tratamentos que atendam às necessidades da população e com bom uso dos recursos disponíveis.

Além dos dados científicos, são analisadas também as contribuições recebidas na consulta pública. O processo de avaliação tem o prazo de 180 dias, prorrogáveis por mais 90. Para facilitar o acesso e entendimento dos assuntos em debate e as manifestações na consulta pública, a Comissão disponibiliza os Relatórios Técnico e para a Sociedade, este com informações mais objetivas.

Leia também: 

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

governo
vacina
dengue
vacina contra a dengue
noticias
sbtnews
portalnews

Últimas notícias

Desembargadora que atacou Marielle Franco nas redes sociais é afastada pelo CNJ

Desembargadora que atacou Marielle Franco nas redes sociais é afastada pelo CNJ

Magistrada é acusada de disseminar informações falsas ao afirmar que a vereadora estava “engajada com bandidos” e foi eleita com a ajuda do Comando Vermelho
Governo faz proposta de aumento médio de 28% em quatro anos para técnicos em educação

Governo faz proposta de aumento médio de 28% em quatro anos para técnicos em educação

Entre pontos principais da solução apresentada, estão parcelas de reajuste de 9% em janeiro de 2025 e 5% em abril de 2026
Governo precisa confirmar fonte de receita para incluir municípios na reoneração, diz líder

Governo precisa confirmar fonte de receita para incluir municípios na reoneração, diz líder

Segundo relator, líder Jaques Wagner, proposta deve ser atualizada e votação sai na próxima semana
Governo federal suspende leilão para a compra de arroz importado

Governo federal suspende leilão para a compra de arroz importado

Pregão havia sido autorizado para evitar a alta de preços do produto depois das enchentes no Rio Grande do Sul
Tragédia no RS: Morte por leptospirose é confirmada em Venâncio Aires, segunda no estado

Tragédia no RS: Morte por leptospirose é confirmada em Venâncio Aires, segunda no estado

Vítima tinha 33 anos e teve contato com água de inundação
Lira vai criar dois grupos de deputados para avaliar regras da reforma tributária

Lira vai criar dois grupos de deputados para avaliar regras da reforma tributária

Na expectativa do parlamentar, novo formato deve permitir conclusão de votações na Câmara antes do fim do primeiro semestre
Milionário, cantor sertanejo, está internado após AVC

Milionário, cantor sertanejo, está internado após AVC

Artista da dupla com José Rico está consciente e se comunica com familiares
Comissão aprova proibição de recursos públicos a eventos esportivos sem igualdade entre gêneros

Comissão aprova proibição de recursos públicos a eventos esportivos sem igualdade entre gêneros

Projeto de Lei recebeu parecer favorável da senadora Janaína Farias (PT-CE) e segue agora para a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ)
Alexandre de Moraes usa o termo “burrice” durante julgamento de Zambelli e do hacker Delgatti

Alexandre de Moraes usa o termo “burrice” durante julgamento de Zambelli e do hacker Delgatti

Por unanimidade, a Primeira Turma do STF aceitou, nesta terça-feira (21), a denúncia do MPF contra os dois acusados de invasão a sistemas do Judiciário
STF livra José Dirceu de cumprir pena por corrupção e lavagem de dinheiro

STF livra José Dirceu de cumprir pena por corrupção e lavagem de dinheiro

Por 3 votos a 2, ministros da 2ª Turma consideraram que a possibilidade de punição pelos crimes prescreveu
Publicidade
Publicidade