Publicidade

Bolsonaro ironiza publicação de Amber Heard após Johnny Depp vencer processo

Presidente compartilhou GIF no qual parece se surpreender com algo que vê na tela do celular

Bolsonaro ironiza publicação de Amber Heard após Johnny Depp vencer processo
Bolsonaro mexendo no celular (Reprodução/Facebook)
Publicidade

O presidente Jair Bolsonaro (PL) ironizou na 3ª feira (1º.jun) um tweet publicado pela atriz Amber Heard em 2018, em que ela compartilhou um artigo -- do jornal The New York Times -- crítico a Bolsonaro, na época candidato ao Governo Federal, e escreveu "#EleNão".

Após o júri decidir na 3ª que Heard difamou o ator Johnny Depp, seu ex-marido, ao falar que havia sido abusada física e sexualmente por ele, o chefe do Executivo federal brasileiro respondeu à publicação dela com um GIF no qual Bolsonaro parece se surpreender com algo que vê na tela do celular.

Johnny Depp deverá receber mais de US$ 10 milhões (R$ 47,9 milhões) por ter vencido a ação contra Amber Heard.  O júri concluiu também, entretanto, que a atriz foi difamada por um advogado do ex-marido. Dessa forma, ela deverá receber uma indenização de US$ 2 milhões (R$ 9,6 milhões).

Heard estava no tribunal quando a decisão do julgamento foi lida. Em comunicado no Twitter, disse sentir-se "ainda mais desapontada com o que esse veredicto significa para outras mulheres". "É um retrocesso. Atrasa o relógio para um momento em que uma mulher que se manifestou e se manifestou poderia ser humilhada publicamente. Isso afasta a ideia de que a violência contra as mulheres deve ser levada a sério", completou.

Veja também:

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

portalnews
sbtnews
governo
política
jair bolsonaro
atores
amber heard
johnny depp
processo
difamação
ironia
júri
mundo
advogado
indenização
gif
celular
artigo
guilherme-resck

Últimas notícias

Fila de espera no INSS para concessão de benefícios cai em 2024, diz relatório da Previdência Social

Fila de espera no INSS para concessão de benefícios cai em 2024, diz relatório da Previdência Social

Ao todo, os processos a espera de resposta inicial somam quase 1 milhão e 400, diminuição de 600 mil em relação a 2023
Mega-Sena acumula e chega a R$ 53 milhões; veja os números sorteados

Mega-Sena acumula e chega a R$ 53 milhões; veja os números sorteados

Quina teve 67 apostas ganhadoras, que vão receber mais de R$ 52 mil cada
Vídeo: homem morre e bebê é baleado em tiroteio em praça de Fortaleza

Vídeo: homem morre e bebê é baleado em tiroteio em praça de Fortaleza

Imagens mostram correria no local; estado de saúde da criança é grave
Produção de cinema na Argentina está praticamente paralisada

Produção de cinema na Argentina está praticamente paralisada

Trabalhadores da área acusam Javier Milei de ter um plano para prejudicar o setor
Divertida Mente 2: saiba tudo sobre o filme que chega aos cinemas na quinta-feira (20)

Divertida Mente 2: saiba tudo sobre o filme que chega aos cinemas na quinta-feira (20)

SBT Brasil visitou os estúdios da Pixar, em Los Angeles, para mostrar como a continuação foi produzida
Verão fora de época preocupa lojistas que contam com a venda de roupas de frio

Verão fora de época preocupa lojistas que contam com a venda de roupas de frio

Último inverno rigoroso que garantiu boas vendas foi em 2022. No ano passado, houve queda de 20%
Pré-candidata a vereadora e filho são mortos a tiros no RJ

Pré-candidata a vereadora e filho são mortos a tiros no RJ

Juliana Silva, conhecida como Nega Juh, foi morta em Nova Iguaçu, na noite deste sábado (15)
Número de acidentes em estradas federais tem aumentado

Número de acidentes em estradas federais tem aumentado

Só no ano passado, foram mais de 65 mil casos, três mil a mais do que em 2022
Novos temporais ameaçam a região metropolitana de Porto Alegre

Novos temporais ameaçam a região metropolitana de Porto Alegre

Marinha montou base de operações na região das ilhas de Porto Alegre para auxiliar rapidamente a população
Caso Marielle: defesas pedem ao STF rejeição de denúncia e atacam falta de provas e delação inválida

Caso Marielle: defesas pedem ao STF rejeição de denúncia e atacam falta de provas e delação inválida

Ministros da 1ª Turma decidem na terça (18) se irmãos Brazão, delegado do Rio e dois ligados à milícia do Rio sentam no banco dos réus como mandantes do crime
Publicidade
Publicidade