Publicidade

Governo eleito herdará R$ 400 bi em isenções tributárias, diz TCU

Tribunal entregou à equipe de transição relatórios que apontam riscos para a próxima administração

Governo eleito herdará R$ 400 bi em isenções tributárias, diz TCU
Governo eleito herdará R$ 400 bi em isenções tributárias, diz TCU
Publicidade

O vice-presidente eleito, Geraldo Alckmin (PSB), recebeu na tarde desta 4ª feira (16.nov) do presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), Bruno Dantas, quatro relatórios referentes às contas do governo federal. O documento "Lista de Alto Risco" aponta, po exermplo, 29 áreas da administração pública que "representam alto risco por vulnerabilidade à fraude, desperdício, abuso de autoridade, má gestão ou necessidade de mudanças profundas para que os objetivos das políticas públicas possam ser cumpridos". 

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

Um dos destaques, segundo Dantas, está na área fiscal. "Temos um número de quase R$ 400 bilhões em isenções tributárias e, evidentemente, no quadro fiscal é um dinheiro que faz muita falta", disse o ministro, em entrevista aos jornalistas, no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), sede do governo de transição, em Brasília.

"Existem questões muito importantes do quadro fiscal brasileiro e um dos pontos que nós destacamos aqui é uma necessidade urgente de se estabelecer critérios para uma revisão das isenções tributárias do Brasil", acrescentou.

Dantas afirma que mais de 4% do Produto Interno Bruto (PIB) estão comprometidos com isenções tributárias. "Isso é o dobro do que o presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva, encontrou em 2003, quando assumiu o comando do país pela primeira vez", afirmou.

Bolsa Família x Auxílio Brasil

Os relatórios apresentados pelo TCU à equipe de transição também analisam os programas sociais do atual governo e do governo eleito. Segundo Bruno Dantas, o Bolsa Família "é o programa que de forma mais eficiente atinge o objetivo de combater a pobreza e de reduzir a desigualdade social". O Auxílio Brasil, por outro lado, segundo auditores da Corte de Contas, tem incentivado o "fracionamento de núcleos familiares para o recebimento do benefício". 

De acordo com Dantas, será dada prioridade a este tema para que, até dezembro, possam ser divulgadas as conclusões do TCU quanto à comparação entre os desenhos dos benefícios.

Também foram apresentadas informações sobre o julgamento de contas de 2021 do governo, na gestão do presidente, Jair Bolsonaro (PL). Em parecer prévio divulgado no dia 29 de junho foram apontadas três irregularidades e três impropriedades, no relatório sobre a execução dos orçamentos da União, e identificadas oito distorções no Balanço Geral. 

O TCU monitora, em várias frentes, o processo de transição no governo federal. Durante a troca de mandatos, a Corte de Contas fará supervisões nas esferas administrativas, operacionais, financeiras e orçamentárias. Para acompanhar o cumprimento das medidas, o tribunal criou um comitê de ministros para supervisionar a transição. O órgão será composto por Bruno Dantas, na condição de presidente do TCU, pelo ministro Vital do Rêgo, que será relator das contas do primeiro ano do próximo governo, e o ministro Antonio Anastasia, que é o relator das contas da Presidência da República neste ano.

"O que não é bem avaliado, o que não é mensurado, não é bem gerido", disse Geraldo Alckmin. "É muito importante ter todos esses números, avaliações, começando pela lista de alto risco", afirmou.

Leia também:

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

portalnews
geraldo alckmin
bruno dantas
tcu
lista de alto risco
relatórios
documento
29
transição
ccbb
governo

Últimas notícias

Detentos fabricam camas de madeira para as vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul

Detentos fabricam camas de madeira para as vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul

Os presos também confeccionam rodos e casinhas para abrigar cachorros resgatados
Calendário do Enem no RS será diferente dos outros estados; entenda

Calendário do Enem no RS será diferente dos outros estados; entenda

Novas datas ainda não foram divulgadas pelo Ministério da Educação
Exército reduz número de armas que podem ser compradas por policiais e bombeiros

Exército reduz número de armas que podem ser compradas por policiais e bombeiros

Regra anterior, que permitia a compra de até seis armas, foi suspensa por Ricardo Lewandowski
"Tatuzão" abre cratera em condomínio durante obras da Linha-6 Laranja do Metrô de SP

"Tatuzão" abre cratera em condomínio durante obras da Linha-6 Laranja do Metrô de SP

Em fevereiro de 2022, um acidente durante a construção da mesma estação deixou a Marginal Tietê interditada após a abertura de um buraco
Batagaika: "porta para o submundo" cresce 1 milhão de metros cúbicos por ano

Batagaika: "porta para o submundo" cresce 1 milhão de metros cúbicos por ano

Imagens de satélite descobriram o local em 1991, na República de Sakha, centro oriente da Rússia
Ministério da Saúde envia kits emergenciais para atender 195 mil pessoas no RS

Ministério da Saúde envia kits emergenciais para atender 195 mil pessoas no RS

Cada kit tem 32 tipos de medicamentos e 16 tipos de insumos, como luvas, seringas e ataduras
Morte por leptospirose é confirmada em cidade do Rio Grande do Sul

Morte por leptospirose é confirmada em cidade do Rio Grande do Sul

Município de Travesseiro é o primeiro a confirmar óbito; mais três pessoas recebem o tratamento para a doença
Poder Expresso: doenças e acúmulo de lixo são os próximos desafios do Rio Grande do Sul

Poder Expresso: doenças e acúmulo de lixo são os próximos desafios do Rio Grande do Sul

Esta edição discute as repercussões e os próximos passos do Irã após acidente de helicóptero que matou o presidente
Espanha ameaça romper relações diplomáticas com a Argentina após falas de Milei

Espanha ameaça romper relações diplomáticas com a Argentina após falas de Milei

Presidente argentino usou Begoña Gomez, mulher do primeiro-ministro Pedro Sánchez, para atacá-lo
Ex-advogado de Donald Trump, Michael Cohen admite ter roubado R$ 153 mil da empresa do ex-presidente

Ex-advogado de Donald Trump, Michael Cohen admite ter roubado R$ 153 mil da empresa do ex-presidente

Principal testemunha de julgamento criminal de Trump confirmou o ato em depoimento nesta segunda-feira (20)
Publicidade
Publicidade