Publicidade

Lula critica Bolsonaro e diz que "não há tempo para vingança"

Declarações foram dadas após visitas ao STF e ao TSE; segundo o petista, "país vai voltar à normalidade"

Lula critica Bolsonaro e diz que "não há tempo para vingança"
Publicidade

O presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) fez críticas indiretas ao presidente Jair Bolsonaro (PL) -- seu adversário no segundo turno das eleições --, mas disse que "não há tempo para vingança" e que "o tempo é de governar". As declarações foram dadas após visitas ao Supremo Tribunal Federal (STF) e ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Brasília, nesta 4ª feira (9.nov).

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

"Nós voltamos a governar o país. Não há tempo para vingança, não há tempo para raiva, não há tempo para ódio. O tempo é de governar. Eu pretendo trabalhar 24 horas por dia, não vou trabalhar apenas três horas ou quatro horas por dia, vou trabalhar o dia inteiro, porque temos uma dívida a resgatar com o povo pobre desse país. Temos uma dívida a resgatar com milhões de crianças que durante a pandemia não tiveram a oportunidade de estudar e essas crianças estão muito atrasadas em relação àquelas que tiveram oportunidade de estudar", disse.

Lula ainda afirmou que o encontro com autoridades serviu para dizer às instituições que "o Brasil vai voltar à normalidade". "Instituições que foram atacadas, que foram violentadas por uma linguagem nem sempre recomendável por algumas autoridades ligadas ao governo. Eu fui conversar com o presidente da Câmara, fui conversar com o presidente do Senado, fui à Suprema Corte, amanhã vou ao Superior Tribunal de Justiça, viemos ao TSE... Primeiro para agradecer o comportamento e a lisura do comportamento do Poder Judiciário no enfrentamento à violência, no enfrentamento à ilegalidade, no enfrentamento ao desrespeito democrático que estava sendo praticado nesse país", afirmou. "A gente vai voltar a dormir tranquilo, vai voltar a sonhar, vai voltar a ter o prazer e o orgulho de ser brasileiro num tempo de paz", acrescentou.

O petista também elogiou as urnas eletrônicas -- atacadas por Bolsonaro -- e, dirigindo-se às jornalistas presentes na coletiva, afirmou que elas estão "dormindo mais tranquilas", porque "não vão ser ofendidas mais por um presidente da República, não vão ser violentadas verbalmente por um presidente da República".

Sobre os protestos antidemocráticos que questionam o resultado das eleições, Lula disse que não há motivo para as manifestações e que é preciso detectar quem é que está financiando esses protestos que não têm pé nem cabeça".

Leia mais: 

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

portalnews
eleicoes
lula
luiz inácio lula da silva
stf
tse
bolsonaro
jair bolsonaro
fernando-jordao

Últimas notícias

Funai planeja remover sete invasões em terras indígenas nos próximos 12 meses

Funai planeja remover sete invasões em terras indígenas nos próximos 12 meses

Instituição destaca direitos dos povos originários na data comemorativa de 19 de abril
Quem são Stevie Nicks e Clara Bow, mencionadas no novo álbum de Taylor Swift

Quem são Stevie Nicks e Clara Bow, mencionadas no novo álbum de Taylor Swift

Stevie faz o prelúdio do álbum físico de Taylor; Já Bow é título de uma das canções
Joel Jota desiste de ser padrinho do Time Brasil após críticas na internet

Joel Jota desiste de ser padrinho do Time Brasil após críticas na internet

Influenciador digital é acusado de mentir sobre carreira de natação
"Tio Paulo": Defesa de sobrinha entra com pedido de liberdade condicional

"Tio Paulo": Defesa de sobrinha entra com pedido de liberdade condicional

Advogados alegam que Erika de Souza Vieira Nunes tem uma filha de 14 anos que depende de cuidados especiais
Residência é atingida por árvore após forte ventania no RJ

Residência é atingida por árvore após forte ventania no RJ

Pai e filho ficaram feridos; Defesa Civil ainda não foi no local retirar o pedaço que restou da árvore
"Eu tinha razão, fui mau profeta", diz Gilmar Mendes sobre críticas à Lava Jato

"Eu tinha razão, fui mau profeta", diz Gilmar Mendes sobre críticas à Lava Jato

Ministro do STF voltou a defender criação de uma comissão da verdade para avaliar excessos e irregularidades na condução da operação
Vai esquentar? Veja previsão do tempo para o final de semana

Vai esquentar? Veja previsão do tempo para o final de semana

Sol deve aparecer na maior parte das capitais brasileiras, acompanhado de chuva em alguns estados. Confira
Flagra: Macaco foge de zoológico e vai parar em presídio no RJ

Flagra: Macaco foge de zoológico e vai parar em presídio no RJ

Caso foi registrado na zona norte da capital; bichinho circulou pela penitenciária até ser resgatado
Rendimento mensal do 1% mais rico é quase 40 vezes maior que dos 40% mais pobres no Brasil, diz IBGE

Rendimento mensal do 1% mais rico é quase 40 vezes maior que dos 40% mais pobres no Brasil, diz IBGE

Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua) aponta aumento no valor médio recebido em 2023, mas desigualdade segue alta
EXCLUSIVO: Gilmar Mendes rebate relatório dos EUA e defende Moraes: "Nenhum excesso"

EXCLUSIVO: Gilmar Mendes rebate relatório dos EUA e defende Moraes: "Nenhum excesso"

"O que mostram como irregular são processos de caráter sigiloso, como a quebra de sigilo. Absolutamente normal", disse o decano ao SBT
Publicidade
Publicidade