Publicidade

Atividade da construção recua ligeiramente em outubro, diz CNI

Pesquisa sobre o setor aponta que a queda foi menor do que em setembro; emprego tem mesma evolução

Atividade da construção recua ligeiramente em outubro, diz CNI
Indústria da construção
Publicidade

A atividade da indústria de construção teve ligeira queda em outubro, na comparação com o mês anterior. Segundo o levantamento Sondagem Indústria da Construção, da Confederação Nacional da Indústria (CNI), em parceria com a Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), o indicador totaliza agora 49,7 pontos. 

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

Pela metodologia da pesquisa, cifra acima dos 50 pontos indica crescimento (ou, eventualmente, otimismo na percepção do empresariado) e, quando abaixo da linha média, a indicação é de queda (pessimismo). Vale notar que, na passagem de setembro para outubro, o índice avançou 3,5 pontos sobre setembro. Quer dizer, a atividade teve queda, mas uma queda menor do que em setembro. E também menos distribuída entre as diferentes áreas de atuação dessa indústria. Com a alta, o índice está acima da média dos meses de outubro, de 47,7 pontos. 

De acordo com o gerente de Análise Econômica da CNI, Marcelo Azevedo, a queda menor da atividade aponta um desempenho mais favorável do que o usual no período para a indústria da construção como um todo. "O setor Construção de edifícios, inclusive, chega a mostrar alta do nível de atividade na passagem de setembro para outubro", afirma o economista.

Geral

Outro dado da pesquisa mostra que o índice de nível de produção subiu 4,7 pontos e alcançou 51,1 pontos, acima da linha divisória de 50 pontos. Foi o único componente que explicitou a evolução positiva, ao marcar 1,1 ponto percentual acima da linha média. Os índices de outros setores, como o de Obras de infraestrutura e de Serviços especializados para a construção também apresentaram avanços, embora ainda estejam em patamar abaixo de 50 pontos.

O número de empregados da construção foi de 48,4 pontos em outubro de 2023, um avanço de 0,1 ponto em relação a setembro. O índice está acima do comportamento médio dos meses de outubro, de 46,3 pontos, e aponta desempenho mais favorável do que normalmente ocorre neste período.

Capacidade

A Utilização da Capacidade Operacional (UCO) avançou 1 ponto percentual e encerrou outubro em 68%. A UCO mede o uso de recursos como mão de obra e equipamentos em relação à disponibilidade total da empresa. Desde maio deste ano, este indicador oscila em torno dos 68%.

Já a confiança do empresário da construção subiu 0,4 ponto em novembro, em relação a outubro. O indicador está agora em 53,1 pontos, que pode ser entendido como confiança mais sólida e mais disseminada pelos vários ramais da atividade. Mas a moderação pode ser inferida do fato de o índice estar abaixo da sua média histórica. Tanto que as expectativas para a indústria da construção recuaram na passagem de outubro para novembro de 2023. Ainda acima dos 50 pontos, ou seja, um otimismo menos intenso e disseminado para os próximos seis meses. Confira alguns índices com referência para novembro:

  • Nível de atividade: 52,8 pontos, queda de 1,6 ponto
  • Novos empreendimentos: 51,1 pontos, com recuo de 2,6 pontos e ficou em 51,1 pontos em novembro
  • Compra de matérias-primas: 51,6 pontos, com queda de 1,5 ponto
  • Número de empregados: 51,8 pontos com redução de 1,3 pontos

Leia também 

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

portalnews
sbtnews
noticias
economia
construção
cni
guto abranches

Últimas notícias

Miss Buenos Aires de 60 anos fica sem coroa na etapa nacional

Miss Buenos Aires de 60 anos fica sem coroa na etapa nacional

Modelo viralizou nas redes sociais ao vencer o Miss Universo em abril; prêmio foi para a Magalí Benejam, da província de Córdoba
SBT lança "live da transparência" em tenda de doações

SBT lança "live da transparência" em tenda de doações

Iniciativa transmitirá a movimentação ao vivo na tenda de doações e conferência dos itens no galpão da Jequiti
Histórias Inspiradoras de Adoção: amor e acolhimento transformam vidas

Histórias Inspiradoras de Adoção: amor e acolhimento transformam vidas

No Dia Nacional da Adoção, conheça relatos emocionantes de crianças e adolescentes que encontraram lares repletos de carinho e dedicação
Cachorros resgatados das enchentes do RS são colocados para adoção em feira de Florianópolis

Cachorros resgatados das enchentes do RS são colocados para adoção em feira de Florianópolis

Feira contou com cerca de 40 animais que precisam de um novo lar
Sala Lilás: entenda a função desse espaço de atendimento a mulheres que são vítimas de violência

Sala Lilás: entenda a função desse espaço de atendimento a mulheres que são vítimas de violência

Desde final de abril, Unidades Básicas de Saúde são obrigadas a ter salas. Humanização do atendimento é apontada por especialistas e vítimas como fundamental
Fiéis lotam a Praça da Apoteose durante a Marcha para Jesus, no Rio de Janeiro

Fiéis lotam a Praça da Apoteose durante a Marcha para Jesus, no Rio de Janeiro

Estimativa é de que cerca de 40 mil pessoas participaram da 17ª edição do evento
Desastres naturais forçaram 26 milhões de deslocamentos internos em 2023, diz relatório

Desastres naturais forçaram 26 milhões de deslocamentos internos em 2023, diz relatório

Refúgio climático, que também acontece no Brasil, alerta para a necessidade de uma política nacional de amparo às vítimas de impactos ambientais
Cidades do Vale do Taquari seguem arrasadas pelas inundações no RS

Cidades do Vale do Taquari seguem arrasadas pelas inundações no RS

Moradores contabilizam o caos causado pelas enchentes; Exército vai refazer travessias levadas pelas cheias
Pescadores de Pelotas lamentam perdas pelas chuvas: “Imensidão horrível de água”

Pescadores de Pelotas lamentam perdas pelas chuvas: “Imensidão horrível de água”

Região do Rio Grande do Sul lida com dificuldades por aumento do nível das águas. Em outros locais, população enfrenta situação de frio
Israel ignora decisão da Corte Internacional de Justiça e bombardeia sul de Gaza

Israel ignora decisão da Corte Internacional de Justiça e bombardeia sul de Gaza

Órgão máximo da ONU para deliberar sobre disputas entre Estados havia determinado fim de ataques a Rafah
Publicidade
Publicidade