Publicidade

Alta nos preços dos alimentos pressiona inflação em janeiro, diz IBGE

Índice subiu pela quarta vez seguida e fechou o mês em 0,53%

Alta nos preços dos alimentos pressiona inflação em janeiro, diz IBGE
banca de cebola
Publicidade

No primeiro mês de governo Lula, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) -- a inflação oficial do país -- foi de 0,53%. A divulgação foi feita pelo IBGE, nesta 5ª feira (9.fev).

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

A taxa ficou 0,09 ponto percentual abaixo da registrada em dezembro (0,62%). Comparada ao mesmo período do ano passado (janeiro de 2022), também houve queda: 0,1pp. Mesmo assim, o índice ainda é mais alto do que a meta definida pelo Conselho Monetário Nacional, que esse ano é de 3,25%, com tolerância de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo (1,75% a 4,75%). Nos últimos 12 meses, a inflação acumulada é de 5,77%.

2grafico_inflacao_jan23

Dos nove grupos de produtos e serviços pesquisados, apenas Vestuário (-0,27%) teve variação negativa em janeiro. Alimentação e bebidas, que mais contribuíram para o aumento da inflação no ano passado, tiveram impacto de 0,13% sobre o índice geral de janeiro.

Segundo o gerente da pesquisa, Pedro Kislanov, a batata-inglesa (14,14%) e a cenoura (17,55%) influenciaram a alta. "As altas nesses dois casos se explicam pela grande quantidade de chuvas nas regiões produtoras. Por outro lado, observamos queda de 22,68% no preço da cebola, por conta da maior oferta vindo das regiões Nordeste e Sul, item que teve alta de mais de 130% em 2022", disse.

Entenda o que é o IPCA

  • O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) é calculado pelo IBGE desde 1980, se refere às famílias com rendimento de 1 a 40 salários mínimos, qualquer que seja a fonte, e abrange dez regiões metropolitanas do país, além dos municípios de Goiânia, Campo Grande, Rio Branco, São Luís, Aracaju e de Brasília.
  • Quatorze das dezesseis áreas tiveram alta em janeiro. A menor variação foi em Curitiba (-0,05%), por conta da queda de 3,92% nos preços da gasolina. O maior resultado foi em Salvador (1,09%), onde pesaram as altas na energia elétrica (8,07%) e na gasolina (6,34%), informou o IBGE.
  • O IBGE explica ainda que para o cálculo do índice do mês, foram comparados os preços coletados de 28 de dezembro de 2022 a 27 de janeiro de 2023 (referência) com os preços vigentes de 30 de novembro a 27 de dezembro de 2022 (base).

Outro grupos

O grupo dos Transportes (0,55%) foi o segundo com maior impacto sobre o IPCA no mês de janeiro, contribuindo com 0,11%. "Nos transportes, os destaques foram a gasolina, com alta de 0,83%, o emplacamento e licença, que incorporou pela primeira vez a fração referente ao IPVA de 2023, com alta de 1,60%, e o automóvel novo, com aumento de 0,83%", afirmou Kislanov.

No grupo de Saúde e Cuidados Pessoais, houve uma desaceleração de 1,60% para 0,16% de um mês para o outro. O item que mais influenciou este resultado foi higiene pessoal, com recuo de 1,26%.

O grupo de Vestuário foi o único a apresentar variação negativa: -0,27%. É a primeira queda em 23 meses seguidos. Kislanov credita esse recuo às liquidações das lojas após o Natal. "O recuo em janeiro de 2023 se deve ao fato de várias lojas terem aplicado descontos sobre os preços que foram praticados em dezembro, para o Natal. O fator que mais influenciou no resultado foi uma queda de 1,37% no item de roupas femininas", disse ele.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

portalnews
sbtnews
sbt
economia
inflação
ipca
índice
ibge

Últimas notícias

Lula conversa com diretor-geral da Enel, que promete investimento bilionário no Brasil

Lula conversa com diretor-geral da Enel, que promete investimento bilionário no Brasil

Reunião aconteceu após encontro do G7, na Itália, com participação e negociações bilaterais do presidente brasileiro
Chileno é preso por filmar partes íntimas de crianças na praia da Urca, no Rio

Chileno é preso por filmar partes íntimas de crianças na praia da Urca, no Rio

Javier Eduardo López Órdenes foi levado para a delegacia de Copacabana; caso foi encaminhado à Justiça
RJ: menina baleada com tiro de fuzil quando voltava de balé segue em estado grave

RJ: menina baleada com tiro de fuzil quando voltava de balé segue em estado grave

Parentes e amigos de Ana Beatriz Barcelos, de 14 anos, marcaram uma missa neste sábado (15) para pedir pela recuperação da adolescente
Oito militares israelenses morrem após explosão de veículo em Rafah

Oito militares israelenses morrem após explosão de veículo em Rafah

Em Tel Aviv, milhares de manifestantes protestaram contra o governo, pedindo o fim da guerra
Trio paulista especializado em roubar casas no Rio é preso após cerco policial

Trio paulista especializado em roubar casas no Rio é preso após cerco policial

Com os bandidos, foram apreendidos uma chave de fenda, luvas, joias e aproximadamente R$ 2 mil em espécie
Lula defende Haddad após Cúpula do G7: “Nunca estará enfraquecido enquanto eu for presidente”

Lula defende Haddad após Cúpula do G7: “Nunca estará enfraquecido enquanto eu for presidente”

Presidente blinda ministro da Fazenda após questionamentos sobre responsabilidade fiscal em 2025
Polícia investiga denúncia de estupro de menina de 12 anos em escola do Rio

Polícia investiga denúncia de estupro de menina de 12 anos em escola do Rio

Agentes da Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima (DCAV) já identificaram e intimaram os suspeitos de cometer o crime
RJ: motociclista grava próprio assalto e escapa de ser baleado por objetos guardados na mochila

RJ: motociclista grava próprio assalto e escapa de ser baleado por objetos guardados na mochila

Veja as imagens registradas pela câmera no capacete do sargento da Marinha Leandro Araújo de Oliveira, de 38 anos
Vídeo: brinquedo de parque deixa 30 pessoas presas de cabeça para baixo nos EUA

Vídeo: brinquedo de parque deixa 30 pessoas presas de cabeça para baixo nos EUA

Bombeiros americanos resgataram as vítimas e ninguém ficou ferido; apenas um homem precisou ser levado para o hospital por problemas de saúde pré-existentes
Violência contra idosos: quase 500 por dia são vítimas de abusos no Brasil

Violência contra idosos: quase 500 por dia são vítimas de abusos no Brasil

Este sábado (15) marca o dia Mundial da Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa
Publicidade
Publicidade