Publicidade

Pandemia acentuou dificuldades para mulheres empreendedoras

Entre os donos de negócios, 34% são mulheres, longe dos 51,8% que elas representam na população total

Pandemia acentuou dificuldades para mulheres empreendedoras
mulheres sentadas ao redor de uma mesa
Publicidade

Um cenário que já não era bom e ficou ainda pior na pandemia: abrir e manter um negócio no Brasil é mais difícil para mulheres. De acordo com o Sebrae, as medidas restritivas impostas em decorrência do coronavírus tiveram maior impacto sobre as empreendedoras. Hoje, já há sinais de uma lenta recuperação, mas os índices ainda estão abaixo do pré-pandemia. Levantamento do Sebrae feito com dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua do IBGE (PNAD) mostra que, no último trimestre de 2021, o percentual de mulheres entre os donos de negócios era de 34% -- menor que os 34,8% da melhor marca histórica, que também está longe de refletir os 51,8% de mulheres na população total do país.

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

"Não só no Brasil, mas no mundo, existe uma disparidade absurda vivida por homens e mulheres no poder", ressslta a especialista em empreendedorismo Juliana Guimarães. Ainda segundo ela, um dos principais desafios que as mulheres enfrentam é a falta de recursos "Startups fundadas por mulheres recebem menos da metade dos investimentos que as fundadas por homens, sendo que aquelas que são fundadas ou co-fundadas por mulheres produzem 10% a mais de receita." 

Aliada à pandemia, a falta de valorização e de incetivos, foi fatal para o negócio da confeiteira Patrícia Lucena. As dificuldades foram tamanhas que a levaram a mudar o rumo: "Confesso que hoje o meu foco não é mais empreender. A rasteira que tomamos foi decisiva para minha mudança".

Situação semelhante aconteceu com as também empresárias Carol Ludwing, que precisou fechar a Puro Brigadeiria e Doces depois de sete anos, e Ana Beatriz Arcoverde, que enfatiza que a falta de respaldo jurídico e financeiro acaba por fazer com que muitas mulheres desistam de empreender. Não foi, porém, o caso dela. "As coisas ficaram meio complicadas, mas eu estou voltando a ser empresária", diz.

Machismo

Juliana Guimarães explica que a pandemia escancarou a jornada até tripla que algumas mulheres enfrentam -- uma sobrecarga de trabalho diário que engloba não só a nossa carreira profissional, mas também os afazeres domésticos e a educação dos filhos. "Todas nós mulheres enfrentamos um desafio em organizar nosso tempo e prioridades. Um negócio para tocar, família para cuidar, casa e saúde que não podemos esquecer", elenca Carol Ludwing sobre a sua jornada como empreendedora. 

Além dessas dificuldades, as mulheres ainda precisam lidar com o machismo estrutural. Estudo feito pela rádio Struggles mostra que, a cada duas mulheres diretoras de empresa, uma teve que superar preconceitos por gênero. A Dona da Ravioli e Cia, Daiana Paes, enfrentou o machismo e o "olhar crítico e desconfiado de alguns prestadores de serviço em relação à minha capacidade de realizar tarefas consideradas tipicamente masculinas como, acompanhar o andamento de uma obra ou reforma, analisar e opinar sobre orçamentos de manutenção das máquinas e equipamentos da fábrica, gerir a implantação de um novo software de gestão, realizar uma negociação comercial, entre outras coisas". 

Ainda que existam mulheres empreendedoras, o percentual é pequeno. "Uma coisa que tem que ser observada é que, de todos os meus grandes parceiros, eu era a única mulher", relata Ana Beatriz Arcoverde. "O mercado, as empresas, os sistemas governamentais, eles precisam de diversidade, de perspectivas distintas para poder crescer, evoluir, inovar", arremata Juliana Guimarães.

Nesta 3ª feira (8.mar), o presidente Jair Bolsonaro (PL) lançou o programa de fomento ao empreendedorismo feminino "Brasil Pra ELAS". A iniciativa prevê o aumento da oferta de crédito para criação de empresas lideradas por mulheres. E, em parceria com o Sebrae, o projeto deve ainda ampliar programas de capacitação e qualificação profissional para empreendedoras. 

Migração

Empresária e fundadora da Expo Brazil nos Estados Unidos, Vanessa Oliveira, acompanhou viu seu negócio crescer após se mudar para os Estados Unidos. Desde 2020, ela realiza uma feira de negócios para divulgar marcas, ajudando mulheres que enfrentam os mesmos desafios que ela já enfrentou.

Arquivo pessoal
Vanessa apoia mulheres que desejam empreender fora do Brasil | Reprodução/ Arquivo Pessoal 

"A gente queria ser esse apoio para as mulheres, para as empreendedoras porque é muito difícil quando você muda de país chegar sem ter um norte, uma direção", conta.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

dia da mulher
mulheres
empreendedorismo
empresa
brasil
sebrae
pnad
pandemia
bolsonaro
sbtnews
portalnews
sbt
economia
isabela-salles

Últimas notícias

Lula viaja para São Paulo, onde deve visitar FHC e Noam Chomsky

Lula viaja para São Paulo, onde deve visitar FHC e Noam Chomsky

Presidente embarcou para a capital paulista na manhã deste domingo (21). Encontros ocorrem fora da agenda oficial
'Divertida Mente 2' dispara como maior bilheteria mundial de 2024

'Divertida Mente 2' dispara como maior bilheteria mundial de 2024

De acordo com a 'Variety' e 'Hollywood Reporter', até o momento, o segundo filme da franquia ultrapassou as vendas de 'Duna 2'
VÍDEO: Torcedores se enfrentam nas ruas do Rio antes de Fla x Flu

VÍDEO: Torcedores se enfrentam nas ruas do Rio antes de Fla x Flu

Um homem foi preso após confronto na Taquara; policiamento segue reforçado nas estações de trem e metrô
Mulher envolvida em sequestro de Marcelinho Carioca é presa em central de golpes bancários

Mulher envolvida em sequestro de Marcelinho Carioca é presa em central de golpes bancários

Eliane Lopes quebrou duas costelas ao tentar fugir e teve de receber atendimento médico
VÍDEO: Militares de Israel amarram palestino ferido ao capô de jipe na Cisjordânia

VÍDEO: Militares de Israel amarram palestino ferido ao capô de jipe na Cisjordânia

Exército disse em comunicado que a conduta dos soldados não condiz com os valores da corporação
Eduardo Paes anuncia desapropriação do terreno onde vai ser construído estádio do Flamengo

Eduardo Paes anuncia desapropriação do terreno onde vai ser construído estádio do Flamengo

Medida será publicada no Diário Oficial na segunda-feira (24); clube publicou nota comemorando decisão da prefeitura do Rio
Rio Grande do Sul terá instabilidade, temporais e frio neste domingo

Rio Grande do Sul terá instabilidade, temporais e frio neste domingo

Estado emite alertas de inundação dos rios Jacuí e Uruguai
PF prende 4 pessoas que vendiam ilegalmente animais silvestres

PF prende 4 pessoas que vendiam ilegalmente animais silvestres

Gato-mourisco, felino em risco de extinção, foi apreendido pelos agentes neste domingo (23), em Laranjeiras, no Rio de Janeiro
Viciada no 'Jogo do Tigrinho' perdeu mais de R$ 170 mil e vendeu até brinquedos do filho

Viciada no 'Jogo do Tigrinho' perdeu mais de R$ 170 mil e vendeu até brinquedos do filho

Transtorno do jogo é considerado uma patologia; problema cresceu tanto que já causa fila de espera para tratamento médico em SP
Idoso é morto a facadas e assassino deixa bilhete ao lado do corpo

Idoso é morto a facadas e assassino deixa bilhete ao lado do corpo

Polícia Civil do Paraná prendeu o autor do crime, que confessou ter matado João Pedro dos Santos, de 66 anos
Publicidade
Publicidade