Publicidade

Ômicron freou recuperação econômica global, diz ONU

Previsão é que produção global crescerá 4% neste ano e 3,5% no próximo, ante 5,5% de 2021

Ômicron freou recuperação econômica global, diz ONU
Pessoas de máscara caminhando (Rovena Rosa/Agência Brasil)
Publicidade

Com novas ondas de contágio por covid-19, provocadas pela variante ômicron do coronavírus, o crescimento da produção global deverá ser menor em 2022 e 2023, em comparação com o ano passado, segundo o relatório Situação e Perspectivas Econômicas Mundiais de 2022 (WESP), da Organização das Nações Unidas (ONU). Além do aumento de casos de covid, outros obstáculos que a recuperação econômica global vem enfrentando, diz o documento, são "desafios persistentes" do mercado de trabalho e na cadeia de suprimentos, e pressões inflacionárias.

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

O relatório prevê que a produção global crescerá 4% neste ano e 3,5% no próximo, ante 5,5% registrados em 2021 - a maior taxa de crescimento em mais de 40 anos. No ano passado, explica, houve uma "robusta recuperação", que foi "impulsionada por fortes gastos do consumidor e alguma captação de investimento". "O comércio de bens se recuperou, superando o nível pré-pandemia", completa. Porém, até o final do ano, o impulso para o crescimento diminuiu "consideravelmente", principalmente na China, Estados Unidos e União Europeia (UE), conforme teve início o recuo dos efeitos de estímulos monetários e fiscais adotados e rupturas ocorriam na cadeia de suprimentos.

O WESP diz ainda que os níveis de emprego permanecerão muito abaixo dos pré-pandemia nos próximos dois anos e possivelmente por mais tempo e que as medidas financeiras instituídas por muitos governos na pandemia, entre as quais aquelas de apoio ao trabalho, precisam continuar para que ocorra forte recuperação econômica.

Nos Estados Unidos e Europa, muitas pessoas que perderam o emprego ou saíram do mercado na crise sanitária ainda não voltaram a trabalhar e, dessa forma, a participação da força de trabalho continua em níveis baixos na série histórica. Já nos países em desenvolvimento, o crescimento do emprego permanece fraco, em decorrência, por exemplo, de ritmo lento das campanhas de vacinação e estímulos econômicos limitados. Na África, América Latina, Caribe e Ásia Ocidental, o nível de emprego deverá se recuperar de forma lenta, acrescenta o relatório da ONU.

Também sobre a África, América Latina e Caribe, pontua que o crescimento econômico deverá ser "significativamente menor", em comparação com o projetado antes da pandemia, o que ocasionará mais pobreza, além de menor avanço do desenvolvimento sustentável. Em outro trecho, o documento estima que muito mais pessoas vivem na extrema-pobreza agora do que antes da crise sanitária. Enquanto o total de pessoas pobres deverá aumentar na África até 2023, é previsto que a economia dos países ricos estejam quase totalmente recuperadas no ano que vem.

Segundo António Guterres, secretário-geral da ONU, "neste período frágil e desigual de recuperação global, a Situação e Perspectivas Econômicas Mundiais de 2022 exige políticas e medidas financeiras mais direcionadas e coordenadas nos níveis nacional e internacional". "Agora é hora de fechar as lacunas de desigualdade dentro e entre os países. Se trabalharmos em solidariedade - como uma família humana - podemos fazer de 2022 um verdadeiro ano de recuperação para pessoas e economias", completou.

Para Liu Zhenmin, subsecretário-geral do Departamento de Assuntos Econômicos e Sociais das Nações Unidas, "sem uma abordagem global coordenada e sustentada para conter a covid-19 que inclua o acesso universal a vacinas, a pandemia continuará a representar o maior risco para uma recuperação inclusiva e sustentável da economia mundial".

Veja também:

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

portalnews
sbtnews
economia
mundo
onu
relatório
crescimento
ômicron
coronavirus
inflação
suprimentos
emprego
trabalho
países
pobreza
vacinação
variante

Últimas notícias

MEC divulga edital do Prouni referente ao segundo semestre de 2024; veja cronograma

MEC divulga edital do Prouni referente ao segundo semestre de 2024; veja cronograma

Programa ofertará mais de 243 mil bolsas em universidade privadas do país
EUA: vice de Trump aceita formalmente nomeação para chapa do Partido Republicano

EUA: vice de Trump aceita formalmente nomeação para chapa do Partido Republicano

Em discurso, JD Vance expressou gratidão ao ex-presidente pela indicação e fez críticas à administração Biden
SBT News na TV: Ramagem presta depoimento à PF sobre "Abin paralela"

SBT News na TV: Ramagem presta depoimento à PF sobre "Abin paralela"

Confira o que foi notícia ao longo do dia e os assuntos que serão destaque nesta quinta-feira (18); assista!
Caixa inicia pagamentos do Bolsa Família de julho; veja quem recebe

Caixa inicia pagamentos do Bolsa Família de julho; veja quem recebe

Recurso pode ser sacado em agências bancárias ou movimentado virtualmente
Passageiro de carro envolvido em acidente em SP comprou três garrafas de bebida em bar

Passageiro de carro envolvido em acidente em SP comprou três garrafas de bebida em bar

Comanda do bar mostra que Felipe Gambeta Malheiro, que inicialmente se apresentou como condutor do veículo, comprou duas garrafas de vodka e uma de licor
Vídeo: Idoso de 84 anos é agredido por homem na zona sul de São Paulo

Vídeo: Idoso de 84 anos é agredido por homem na zona sul de São Paulo

Imagens de câmeras de segurança mostram o momento da discussão e das agressões
Ramagem deixa a Polícia Federal após seis horas de depoimento sobre "Abin paralela"

Ramagem deixa a Polícia Federal após seis horas de depoimento sobre "Abin paralela"

Ex-diretor da Abin é apontado com um dos supostos chefes do núcleo político montado na agência para espionar ilegalmente desafetos do governo Bolsonaro
Procurador de Minas Gerais pede desculpas em vídeo por agressão a funcionária em cinema

Procurador de Minas Gerais pede desculpas em vídeo por agressão a funcionária em cinema

A gravação é parte de um acordo extrajudicial firmado entre o agressor e a vítima, de 25 anos
Lula se reúne com INSS e PF para tratar de ‘pente-fino’ nos benefícios sociais

Lula se reúne com INSS e PF para tratar de ‘pente-fino’ nos benefícios sociais

Encontro será realizado nesta quinta-feira (18), às 9h30, e terá ainda a presença de seis ministros
Senado aprova uso de vale-cultura para pagar ingressos esportivos

Senado aprova uso de vale-cultura para pagar ingressos esportivos

Projeto permite novo fim para benefício de R$ 50 a trabalhadores que ganham até cinco salários mínimos
Publicidade
Publicidade