Publicidade

Pacheco defende rediscutir qualidade do uso das emendas parlamentares

Orçamento para 2024 prevê R$ 53 bilhões para as bases eleitorais de deputados e senadores

Pacheco defende rediscutir qualidade do uso das emendas parlamentares
Publicidade

Em conversa com jornalistas nesta sexta-feira (22.dez), o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), foi questionado sobre o valor excessivo das emendas parlamentares e se a quantia retira do Governo Federal parte da prerrogativa de cumprir a função de executar o orçamento e desenvolver projetos e obras públicas pelo país. Pacheco defendeu a necessidade de refletir sobre a forma de os parlamentares gastarem esses recursos.

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

"Eu não vou dizer que há uma crise contratada entre os Poderes, mas eu acho que há uma necessidade de reflexão profunda, com maturidade política dos dois Poderes (Executivo e Legislativo), para a gente encontrar um caminho melhor para o Brasil. É uma discussão sobre a qualidade do gasto público, ou seja, o que o Brasil realmente precisa investir e a conclusão pode ser que a gente precisa de um percentual 'x' na educação, de tanto na saúde, de tanto na segurança".

Após amplos debates sobre o Orçamento de 2024, o texto aprovado nesta sexta destinou R$ 53 bilhões para emendas parlamentares, um valor recorde, de acordo com dados da Comissão Mista de Orçamento. No ano passado, o montante foi de R$ 37,3 bilhões. As emendas representam recursos do orçamento utilizados nas bases eleitorais e indicados por deputados e senadores.

Pacheco também se colocou à disposição para promover diálogos sobre o assunto envolvendo o Parlamento e o Executivo de forma que os gastos indicados pelos parlamentares estejam vinculados às necessidades das diferentes regiões do país.

"Eu acho que as emendas parlamentares são importantes para a estruturação da divisão orçamentária, porque os ministros da Esplanada não têm condição de ter uma visão sobre todas as necessidades do Brasil".

Pela primeira vez na história, os parlamentares também conseguiram aprovar um calendário para pagamento de emendas impositivas (individuais e de bancada), de pagamento obrigatório, que somam R$ 37 bilhões. Atualmente, não há prazo para o pagamento, desde que ocorra até o mês dezembro. Dessa forma, o Congresso conquistou mais autonomia em relação aos recursos do orçamento.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

congresso
rodrigo pacheco
emendas parlamentares
orçamento
economia

Últimas notícias

Justiça proíbe Meta de usar marca no Brasil

Justiça proíbe Meta de usar marca no Brasil

Justiça de São Paulo tomou decisão porque empresa brasileira usa o nome Meta há mais de 30 anos e tem registro no INPI
Imposto de Renda 2024: o que você precisa saber para não ter problemas na hora de declarar

Imposto de Renda 2024: o que você precisa saber para não ter problemas na hora de declarar

Cidadãos com rendimentos acima de R$ 28.735,92 em 2023, que não enviarem dentro do prazo, poderão ser multados
Ouvidoria da PM vai voltar à Baixada Santista para investigar série de mortes

Ouvidoria da PM vai voltar à Baixada Santista para investigar série de mortes

Pelo menos 39 pessoas morreram em operações realizadas após o assassinato de um agente da Rota
Lula propõe envio de moção à ONU pelo “fim do genocídio” na Faixa de Gaza

Lula propõe envio de moção à ONU pelo “fim do genocídio” na Faixa de Gaza

Presidente brasileiro fez sugestão em São Vicente e Granadinas, onde participa de reunião da cúpula de países latino-americanos e do Caribe
Elon Musk processa OpenAI e acusa Sam Altman de "traidor"

Elon Musk processa OpenAI e acusa Sam Altman de "traidor"

Dono da Tesla e SpaceX diz que empresa de IA não se preocupa com o bem da humanidade e companhia virou subsidiária da Microsoft
Nunes Marques suspende concurso para soldados da PM de MG que restringia participação de mulheres

Nunes Marques suspende concurso para soldados da PM de MG que restringia participação de mulheres

Decisão foi proferida no âmbito de uma Ação Direta de Inconstitucionalidade protocolada pela Procuradoria-Geral da República (PGR)
Rio: Vereadores derrubam projeto que prevê apoio a mulheres encaminhadas ao aborto legal

Rio: Vereadores derrubam projeto que prevê apoio a mulheres encaminhadas ao aborto legal

Projeto derrotado por 32 votos a 8 defendia o atendimento humanizado em casos já previsto na Legislação Federal
IA da Microsoft, Copilot, está agressivo com usuários

IA da Microsoft, Copilot, está agressivo com usuários

Chatbot chegou a chamar um usuário de mentiroso e disse para "não entrar em contato comigo novamente"
Homem é indiciado por estuprar sete vítimas; entre elas, quatro filhas

Homem é indiciado por estuprar sete vítimas; entre elas, quatro filhas

As investigações começaram depois que policiais receberam uma denúncia do Conselho Tutelar referente à filha mais nova do acusado
Saiba como baixar o aplicativo do Imposto de Renda, para ficar em dia com o "Leão"

Saiba como baixar o aplicativo do Imposto de Renda, para ficar em dia com o "Leão"

SBT News traz um passo-a-passo para obter o programa para começar a fazer a sua declaração do IRPF 2024
Publicidade
Publicidade