Publicidade

PEC da Anistia: comissão aprova perdão de multas a partidos políticos

Na prática, medida pode anular R$ 40 milhões que seriam pagos ao TSE por cotas a negros e mulheres

PEC da Anistia: comissão aprova perdão de multas a partidos políticos
Votação na CCJ da Câmara
Publicidade

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados aprovou um perdão de multas milionárias a partidos políticos que não cumpriram regras eleitorais, como as cotas partidárias para negros e mulheres. O acordo passou com folga na comissão, nesta 3ª feira (16.mai).

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

A PEC (Proposta de Emenda à Constituição) teve 45 votos favoráveis e 10 contrários, reunindo em apoio os mais diferentes partidos da Câmara - do PT do presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao PL do ex-presidente Jair Bolsonaro. A decisão diz respeito às multas partidárias, e, na prática, cancela o pagamento de R$ 40 milhões em multas definido pelo Tribunal Superior Eleitoral.

A presidente do PT, deputada Gleisi Hoffmann (RS), defendeu a aprovação por considerar que a PEC atende os quesitos de constitucionalidade, e criticou a penalidade por cotas partidárias estarem relacionadas apenas a multas pelo TSE. A parlamentar disse que uma comissão especial vai discutir o tema, e que a inclusão na Constituição para cumprimento de cotas partidárias deve ser apresentada.

"Multas não podem ser único mecanismo que temos de fazer que os partidos avancem, precisamos ter mais mecanismos a isso, por exemplo, uma punição pedagógica a partidos que não cumprirem a cota perderem uma cadeira que elegeram um homem para uma mulher", declarou Gleisi. "Essa PEC sendo admitida dá oportunidade de constitucionalizar cotas de gênero e raça. Cotas étnicas não estão na Lei, mas na recomendação do TSE.

O deputado Jorge Goetten (PL-SC), defendeu a proposta, dizendo que partidos "não podem ser sacrificados" pelas multas apresentadas. "Sou a favor da anistia aos nossos partidos", defendeu. A correligionária Rosângela Reis (PL-MG) também foi a favor da PEC, e disse que a medida poderá evitar "interpretações divergentes e eventuais penalizações retroativas que possam prejudicar o funcionamento dessas constituições".

O PSOL e o Novo foram contrários à proposta. Parlamentares do PSOL destacaram que não é a primeira vez que o Congresso discute uma anistia às multas. "No ano de 2015, 2019, no ano de 2021 e agora no ano de 2023 [...] Partidos políticos que sabem quais são as regras não as cumprem porque sabem que depois os seus parlamentares vão votar um projeto de Lei que vai garantir a própria anistia", disse a líder do partido na Câmara, Sâmia Bomfim (PSOL-SP). 

"É vergonhosa porque anistia todas eleições anteriores, todos os problemas de prestação de contas de partidos", endossou Tarcísio Motta (PSOL-RJ). Na mesma linha, o correligionário Chico Alencar (PSOL-RJ), também do Rio, disse que a PEC tem "caráter criminoso". 

A líder do Novo na Câmara, Adriana Ventura (Novo-SP), classificou a proposta como "aberração", e disse que o parlamento legisla em causa própria com a medida: "Anistia irrestrita que envergonha esse parlamento. Vale-tudo, anistia irrestrita não tem nada a ver com anistia de mulheres e negros".

Leia também:

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

portalnews
congresso
sbtnews
cota partidária
ccj
comissão de constituição e justiça
multa partidária
tse
tribunal superior eleitoral
corte eleitoral
cota mulheres
cota negros
lis-cappi

Últimas notícias

Caixa libera Bolsa Família para beneficiários com NIS final 5

Caixa libera Bolsa Família para beneficiários com NIS final 5

Recurso pode ser sacado em agências bancárias ou movimentado virtualmente
Bombeiros combatem seis focos de incêndios florestais no Pantanal (MS)

Bombeiros combatem seis focos de incêndios florestais no Pantanal (MS)

Fogo se intensificou no fim de semana por conta das condições climática
"Quem se assustou que tome um chá de camomila", diz Maduro após Lula comentar "banho de sangue"

"Quem se assustou que tome um chá de camomila", diz Maduro após Lula comentar "banho de sangue"

Maduro também perguntou ao público: "Vocês querem que chegue ao poder um Milei? Que chegue um Bolsonaro?"
Resultado Mega-Sena 2752: ninguém acerta dezenas e prêmio acumula para R$ 65 milhões

Resultado Mega-Sena 2752: ninguém acerta dezenas e prêmio acumula para R$ 65 milhões

Cinco pessoas acertaram a quina e levaram R$ 51.676,02 cada
Macron recusa nomeação de primeira-ministra indicada pela esquerda

Macron recusa nomeação de primeira-ministra indicada pela esquerda

Presidente francês disse que só tomará decisão após Jogos Olímpicos
"A Caverna Encantada": conheça a nova novela do SBT que promete emoção e mistério

"A Caverna Encantada": conheça a nova novela do SBT que promete emoção e mistério

Com uma história repleta de mistérios, confusões, diversão, amor e fé, a trama promete conquistar toda a família brasileira
Grupos palestinos assinam acordo para reconstruir a Faixa Gaza

Grupos palestinos assinam acordo para reconstruir a Faixa Gaza

Formação da comunidade foi acordada nesta terça-feira (23), na China
Cientistas descobrem produção de oxigênio no fundo do mar que pode mudar o que sabemos da origem da vida

Cientistas descobrem produção de oxigênio no fundo do mar que pode mudar o que sabemos da origem da vida

Estudo publicado na revista Nature Geoscience mostra que há indícios de produção do gás mesmo sem fotossíntese
Eduardo Campos vai receber título de cidadão paulistano 10 anos após a morte

Eduardo Campos vai receber título de cidadão paulistano 10 anos após a morte

Prefeito de Recife, João Campos representará o pai na cerimônia
Suspeito morre após troca de tiros com a polícia na zona sul de São Paulo

Suspeito morre após troca de tiros com a polícia na zona sul de São Paulo

Policiais do GOE afirmam que realizavam patrulhamento na região, quando foram recebidos por disparos de arma de fogo
Publicidade
Publicidade