Publicidade

Concurso Nacional Unificado: veja quem tem direito a isenção da taxa

Taxas do "Enem dos Concursos"custam R$ 60 (nível médio) e R$ 90 (nível superior). Inscrições vão de 19 de janeiro e 9 de fevereiro e a prova será dia 5 de maio

Concurso Nacional Unificado: veja quem tem direito a isenção da taxa
Publicidade

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) destacou nesta quinta-feira (11) que beneficiários do CadÚnico, alunos ou formados pelo Fies e ProUni, e doadores de medula óssea terão isenção no pagamento da taxa do Concurso Nacional Unificado, também chamado de "Enem dos concursos". Ao todo, são oferecidas 6.640 vagas em 21 órgãos federais. As taxas de inscrição custam R$ 60 (para candidatos de nível médio) e R$ 90 (nível superior). As inscrições serão entre 19 de janeiro e 9 de fevereiro e a prova no dia 5 de maio em 220 cidades.

+ Leia mais notícias do SBT News

"O Ministério da Gestão lançou ontem os editais com os blocos temáticos do 1º Concurso Público Nacional Unificado do país. Serão mais de 6 mil vagas, com provas em diversas cidades do Brasil e com inscrições a partir de 19/01. E tem mais uma boa notícia: a isenção do pagamento de inscrições para beneficiários do CadÚnico, alunos ou formados pelo Fies e ProUni, e doadores de medula óssea. Estamos trabalhando para fortalecer o serviço público federal e melhorar a vida das pessoas. Bom dia a todos", escreveu Lula.

Os editais com as regras gerais foi publicado no fim da tarde desta quarta-feira (10). Os textos trazem detalhes como o conteúdo que será cobrado no certame. As vagas são para quem tem nível médio ou superior e os salários partem de R$ 3.741,84 e podem chegar a R$ 22.921,71.

As inscrições poderão ser realizadas entre os dias 19 de janeiro e 9 de fevereiro. A prova será no dia 5 de maio e o resultado final será dia 30 de julho.

+ Leia todas as notícias sobre concurso público

Foi publicado um edital para cada um dos blocos temáticos.

Clicando nos blocos abaixo você tem acesso a cada um dos editais:

Bloco 1 – Administração e Finanças Públicas

Bloco 2 – Setores Econômicos, Infraestrutura e Regulação

Bloco 3 – Agricultura, Meio Ambiente e Desenvolvimento Agrário

Bloco 4 – Educação, Ciência, Tecnologia e Inovação

Bloco 5 – Políticas Sociais, Justiça e Saúde

Bloco 6 – Trabalho e Previdência

Bloco 7 – Dados, Tecnologia e Informação

Bloco 8 – Nível Intermediário

Inscrições

As inscrições para o concurso unificado deverão ser feitas pela plataforma do gov.br - de forma que todos os candidatos precisam da inscrição no sistema oficial do governo. O prazo será entre 19 de janeiro e 9 de fevereiro.

Valores

A taxa para participação do exame será de acordo com o grau de escolaridade e com a possibilidade de isenção. Não haverá devolução da taxa após pagamento. Veja a previsão:

  • Nível médio: R$ 60
  • Nível superior: R$ 90

Isenção: terão direito à isenção de taxa os inscritos no Cadastro Único (CadÚnico), doadores de medula óssea e atuais bolsistas, ou ex-bolsistas, do ProUni (Programa Universidade para Todos) e do Fies (Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior). Os que optarem pela isenção terão as informações cruzadas no sistema do governo, para analisar se realmente são beneficiários.

As vagas do chamado "Enem dos concursos" são para quem tem nível médio ou superior e os salários partem de R$ 3.741,84 e podem chegar a R$ 22.921,71.

As inscrições poderão ser realizadas entre os dias 19 de janeiro e 9 de fevereiro. A prova será no dia 5 de maio e o resultado final será dia 30 de julho.

Calendário

  • 10 de janeiro: publicação do edital
  • 19 de janeiro a 9 de fevereiro: inscrições
  • 29 de fevereiro: divulgação dos dados finais de inscrições
  • 29 de abril: divulgação dos cartões de confirmação
  • 5 de maio: aplicação das provas
  • 3 de junho: divulgação dos resultados das provas objetivas e preliminares das provas discursivas e de redação
  • 30 de julho: divulgação final dos resultados
  • 5 de agosto: início da convocação para posse e cursos de formação

Locais de prova

O concurso será aplicado em 220 cidades espalhadas pelo país. Veja a lista completa

Como se inscrever

Uma inscrição pode valer para o processo seletivo de mais de um órgão. Outra novidade é a busca pela “igualdade de oportunidades de acesso” aos cargos públicos efetivos, podendo concorrer a vagas em outros estados.

No momento da inscrição, os candidatos deverão optar por um dos blocos das áreas de atuação governamental disponíveis. Na sequência, indicarão cargo ou carreira por ordem de preferência, entre as vagas disponíveis no bloco de sua escolha. A ideia apresentada inicialmente é de que a primeira etapa do concurso unificado seja em um único dia, dividida em dois momentos: primeiro será aplicada uma prova objetiva, com conteúdo comum a todos os candidatos. Depois, no mesmo dia, serão aplicadas provas dissertativas e com conteúdos específicos, de acordo com cada bloco temático.

As áreas de atuação são administração e finanças; setores econômicos, infraestrutura e regulação; agricultura, meio ambiente e desenvolvimento agrário; educação, ciência, tecnologia e inovação; políticas sociais, justiça e saúde; trabalho e previdência; dados, tecnologia e informação pública, além do nível intermediário.

Órgãos, cargos, vagas e salários

Advocacia Geral da União (AGU)

  • Administrador: 154 vagas (R$ 6.761,72 a R$ 7.614,12)
  • Analista Técnico-Administrativo: 90 vagas (R$ 6.761,72 a R$ 7.614,12)
  • Arquiteto: 5 vagas (R$ 6.761,72 a R$ 7.614,12)
  • Arquivista: 2 vagas (R$ 6.761,72 a R$ 7.614,12)
  • Contador: 47 vagas (R$ 6.761,72 a R$ 7.614,12)
  • Economista: 35 vagas (R$ 6.761,72 a R$ 7.614,12)
  • Engenheiro: 18 vagas (R$ 6.761,72 a R$ 7.614,12)
  • Estatístico: 7 vagas (R$ 6.761,72 a R$ 7.614,12)
  • Médico: 3 vagas (R$ 6.761,72 a R$ 7.614,12)
  • Psicólogo: 10 vagas (R$ 6.761,72 a R$ 7.614,12)
  • Técnico em Assuntos Educacionais: 20 vagas (R$ 6.761,72 a R$ 7.614,12)
  • Técnico em Comunicação Social: 9 vagas (R$ 6.761,72 a R$ 7.614,12)

Agência Nacional de Energia Elétrica - ANEEL

  • Especialista em Regulação de Serviços Públicos de Energia: 40 vagas (R$ 16.413,35)

Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS)

  • Especialista em Regulação de Saúde Suplementar: 35 vagas (R$ 16.413,35)

Agência Nacional de Transportes Aquaviários (ANTAQ)

  • Especialista em Regulação de Serviços de Transportes Aquaviários: 30 vagas (R$ 16.413,35)

Fundação Nacional dos Povos Indígenas (Funai)

  • Administrador: 26 vagas (R$ 6.499,57 a R$ 7.296,37)
  • Agente em Indigenismo: 152 vagas (R$ 5.331,31 a R$ 5.975,51)
  • Antropólogo: 19 vagas (R$ 6.499,57 a R$ 7.296,37)
  • Arquiteto: 1 vaga (R$ 6.499,57 a R$ 7.296,37)
  • Arquivista: 1 vaga (R$ 6.499,57 a R$ 7.296,37)
  • Assistente Social: 21 vagas (R$ 6.499,57 a R$ 7.296,37)
  • Bibliotecário: 6 vagas (R$ 6.499,57 a R$ 7.296,37)
  • Contador: 12 vagas (R$ 6.499,57 a R$ 7.296,37)
  • Economista: 24 vagas (R$ 6.499,57 a R$ 7.296,37)
  • Engenheiro: 20 vagas (R$ 6.499,57 a R$ 7.296,37)
  • Engenheiro Agrônomo: 31 vagas (R$ 6.499,57 a R$ 7.296,37)
  • Engenheiro Florestal: 2 vagas (R$ 6.499,57 a R$ 7.296,37)
  • Estatístico: 1 vaga (R$ 6.499,57 a R$ 7.296,37)
  • Geógrafo: 4 vagas (R$ 6.499,57 a R$ 7.296,37)
  • Indigenista Especializado: 152 vagas (R$ 6.499,57 a R$ 7.296,37)
  • Psicólogo: 6 vagas (R$ 6.499,57 a R$ 7.296,37)
  • Sociólogo: 12 vagas (R$ 6.499,57 a R$ 7.296,37)
  • Técnico em Assuntos Educacionais: 2 vagas (R$ 6.451,17 a R$ 7.218,37)
  • Técnico em Comunicação Social: 10 vagas (R$ 6.499,57 a R$ 7.296,37)

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)

  • Analista de Planejamento, Gestão e Infraestrutura em Informações Geográficas e Estatísticas: 275 vagas (R$ 8.453,00 a R$ 11.346,58)
  • Técnico em Informações Geográficas e Estatísticas: 300 vagas (R$ 3.741,84 a R$ 5.866,69)
  • Tecnologista em Informações Geográficas e Estatísticas: 312 vagas (R$ 8.453,00 a R$ 11.346,58)
  • Pesquisador em Informações Geográficas e Estatísticas: 8 vagas (R$ 9.372,87 a R$ 12.707,47)

Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra)

  • Analista Administrativo: 137 vagas (R$ 5.212,29 a R$ 5.897,29)
  • Analista em Reforma e Desenvolvimento Agrário: 446 vagas (R$ 5.212,29 a R$ 5.897,29)
  • Engenheiro Agrônomo: 159 vagas (R$ 7.296,23 a R$ 8.078,63)

Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep)

  • Pesquisador-Tecnologista em Informações e Avaliações Educacionais: 50 vagas (R$ 7.938,73 a R$ 11.650,92)

Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) e Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet)

  • Agente de atividades agropecuárias: 100 vagas (R$ 7.436,29 a R$ 8.469,89)
  • Agente de inspeção sanitária e industrial de produtos de origem animal: 100 vagas (R$ 7.436,29 a R$ 8.469,89)
  • Analista em Ciência e Tecnologia: 40 vagas (R$ 6.662,68 a R$ 11.186,69)
  • Auditor-fiscal federal agropecuário: 200 vagas (R$ 15.897,33 a R$ 15.897,33)
  • Técnico de laboratório: 40 vagas (R$ 7.436,29 a R$ 8.469,89)
  • Tecnologista: 40 vagas (R$ 6.662,68 a R$ 11.186,69)

Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI)

  • Analista em Ciência e Tecnologia: 296 vagas (R$ 6.662,68 a R$ 11.186,69)

Ministério da Cultura (MinC)

  • Analista Técnico-Administrativo: 50 vagas (R$ 5.488,70 a R$ 6.255,90)

Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC)

  • Analista de Comércio Exterior (ACE): 50 vagas (R$ 20.924,80)
  • Analista Técnico-Administrativo: 50 vagas (R$ 5.488,70 a R$ 6.255,90)
  • Economista: 10 vagas (R$ 6.804,55 a R$ 7.685,35)

Ministério dos Direitos Humanos (MDH)

  • Analista Técnico de Políticas Sociais: 40 vagas (R$ 8.011,96 a R$ 8.828,36)

Ministério da Educação (MEC)

  • Analista Técnico de Políticas Sociais: 70 vagas (R$ 8.011,96 a R$ 8.828,36)

Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI)

  • Analista de Infraestrutura (AIE): 300 vagas (R$ 12.982,20 a R$ 16.112,70)
  • Analista Técnico de Políticas Sociais: 360 vagas (R$ 8.011,96 a R$ 8.828,36)
  • Analista em Tecnologia da Informação (ATI): 300 vagas (R$ 5.488,70 a R$ 6.255,90)
  • Analista Técnico-Administrativo: 190 vagas (R$ 5.488,70 a R$ 6.255,90)
  • Arquivista: 16 vagas (R$ 6.804,55 a R$ 7.685,35)
  • Arquiteto: 14 vagas (R$ 6.804,55 a R$ 7.685,35)
  • Bibliotecário: 4 vagas (R$ 6.804,55 a R$ 7.685,35)
  • Contador: 5 vagas (R$ 6.804,55 a R$ 7.685,35)
  • Engenheiro: 68 vagas (R$ 6.804,55 a R$ 7.685,35)
  • Especialistas em Políticas Públicas e Gestão Governamental: 150 vagas (R$ 20.924,80)
  • Estatístico: 12 vagas (R$ 6.804,55 a R$ 7.685,35)
  • Médico: 20 vagas (R$ 7.314,20 a R$ 7.932,80)
  • Psicólogo: 2 vagas (R$ 6.804,55 a R$ 7.685,35)
  • Técnico em Comunicação Social: 10 vagas (R$ 6.804,55 a R$ 7.685,35)
  • Técnico em Assuntos Educacionais: 2 vagas (R$ 6.804,55 a R$ 7.685,35)

Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP)

  • Analista Técnico Administrativo: 100 vagas (R$ 5.488,70 a R$ 6.255,90)
  • Analista Técnico de Políticas Sociais: 30 vagas (R$ 8.011,96 a R$ 8.828,36)

Ministério do Planejamento e Orçamento (MPO)

  • Analista Técnico-Administrativo: 45 vagas (R$ 5.488,70 a R$ 6.255,90)
  • Economista: 15 vagas (R$ 6.804,55 a R$ 7.685,35)

Ministério dos Povos Indígenas (MPI)

  • Analista Técnico-Administrativo: 30 vagas (R$ 5.488,70 a R$ 6.255,90)

Ministério da Saúde (MS)

  • Tecnologista: 220 vagas (R$ 6.662,68 a R$ 11.186,69)

Ministério do Trabalho e Emprego (MTE)

  • Auditor-Fiscal do Trabalho: 900 vagas (R$ 22.921,71)

Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc)

  • Analista Administrativo: 15 vagas (R$ 12.953,29 a R$ 14.583,49)
  • Especialista em Previdência Complementar: 25 vagas (R$ 14.010,09 a R$ 15.904,49)

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

Concurso Nacional Unificado
Concurso Público
Concurso
Economia

Últimas notícias

Barbeiro transforma ponto de taxi em barbearia após perder comércio em Porto Alegre

Barbeiro transforma ponto de taxi em barbearia após perder comércio em Porto Alegre

No dia 4 de maio deste ano, Laio viu tudo o que tinha ficar embaixo d'água, inclusive sua residência
Com hospitais alagados, gestantes e recém-nascidos são atendidos em abrigos no RS

Com hospitais alagados, gestantes e recém-nascidos são atendidos em abrigos no RS

Uma das crianças atendidas tem 11 dias de vida e nem chegou a usar o enxoval, que foi totalmente perdido nas enchentes
Imposto de renda: 17 milhões de contribuintes ainda não entregaram declaração; veja dicas

Imposto de renda: 17 milhões de contribuintes ainda não entregaram declaração; veja dicas

No dia 31 de maio, encerra-se o prazo para declarar o IRPF 2024; escritórios de contabilidade têm ampliado a capacidade de atendimento
Enquanto o Sul do Brasil enfrenta os efeitos da chuva, outras partes do mundo sofrem com a seca

Enquanto o Sul do Brasil enfrenta os efeitos da chuva, outras partes do mundo sofrem com a seca

No México, por exemplo, mais de 22 milhões de pessoas podem ficar sem água nas próximas semanas
Santa Catarina recebe mais de 400 famílias afetadas pelas chuvas no RS

Santa Catarina recebe mais de 400 famílias afetadas pelas chuvas no RS

Estado vem fazendo um mapeamento para distribuir auxílios conforme a demanda de cada um dos gaúchos
Irã mata 7 pessoas na forca; ONG denuncia aumento de execuções

Irã mata 7 pessoas na forca; ONG denuncia aumento de execuções

Penas teriam sido aplicadas neste sábado (18); das 7 vítimas, 2 seriam mulheres
Flores são projetadas no Cristo para lembrar combate ao abuso sexual de crianças

Flores são projetadas no Cristo para lembrar combate ao abuso sexual de crianças

Ação faz parte da campanha de mobilização nacional. Do início de 2024 até agora, o Disque 100 recebeu mais de 11 mil denúncias
Chuvas no RS: Força-tarefa encontra galão de água sendo vendido a R$ 80

Chuvas no RS: Força-tarefa encontra galão de água sendo vendido a R$ 80

Ação do Ministério Público do Rio Grande do Sul (MPRS) contra preços abusivos autuou 65 estabelecimentos
Municípios do RS discutem plano para dar novas moradias aos afetados pelas chuvas

Municípios do RS discutem plano para dar novas moradias aos afetados pelas chuvas

Relatório da Confederação Nacional dos Municípios aponta que mais de 100 mil casas foram danificadas ou completamente destruídas
Cantor Arlindinho denuncia que filha de 9 anos foi vítima de racismo em escola

Cantor Arlindinho denuncia que filha de 9 anos foi vítima de racismo em escola

Filho de Arlindo Cruz relatou o fato nas redes sociais; escola se manifestou por meio de nota
Publicidade
Publicidade