Publicidade

Tarcísio quer articular com Congresso para mudar lei que libera presos em audiências de custódia

Governador de São Paulo diz que reincidência de crime é uma "chaga" e prepara articulação nacional

Tarcísio quer articular com Congresso para mudar lei que libera presos em audiências de custódia
Publicidade

O governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), disse que vai se dedicar a uma articulação nacional contra a libertação de criminosos em audiência de custódia. Em discurso realizado nesta 4ª feira (20.nov), Tarcísio afirmou que a principal meta em segurança pública é acabar com a reincidência dos crimes. "A reincidência é uma chaga", afirmou.

+ Leia mais notícias do SBT News

"Vamos nos dedicar para que, junto ao Congresso Nacional, a gente possa mudar a legislação", disse Tarcísio. Atualmente, o Código Penal estabelece em seu artigo 310 que:

"Após receber o auto de prisão em flagrante, no prazo máximo de até 24 horas após a realização da prisão, o juiz deverá promover audiência de custódia com a presença do acusado, seu advogado constituído ou membro da Defensoria Pública e o membro do Ministério Público, e, nessa audiência, o juiz deverá, fundamentadamente: relaxar a prisão ilegal; converter a prisão em flagrante em preventiva; ou conceder liberdade provisória, com ou sem fiança."

Tarcísio destaca que é preciso rever a legislação para evitar a reincidência de crimes. "Não vai haver segurança pública enquanto a gente prender uma, duas, três, 14 vezes o mesmo criminoso e ele for posto em liberdade. A gente não pode prender cinco vezes o mesmo traficante e ele ser posto em liberdade. A gente não pode ter uma pessoa que acabou de ser liberada em audiência de custódia praticando crime novamente. A gente vai ter que pensar como sociedade como combater isso."

O governador destacou que, em 2024, o estado de São Paulo terá o investimento de R$ 158 milhões da bancada federal para tecnologia e monitoramento das ruas. Entre as medidas, ele prevê a instalação de mais um batalhão da Polícia Militar no Centro da cidade de São Paulo e a convocação de PMs reformados para trabalhos administrativos, liberando os policiais da ativa para irem às ruas.

"Convocamos 2,5 mil novos profissionais de segurança. Autorizamos a abertura de 14,7 mil novas vagas e vamos continuar avançando. Ano que vem queremos 5 mil novos policiais nas ruas", destacou. "Vamos investir mais em inteligência, comprar mais equipamento, tudo para proporcionar uma segurança pública melhor. Vamos dispor bases em vários pontos da cidade. Teremos mais um batalhão no Centro. Colocar um novo comando no Centro da capital. Vale do Paraíba, Baixada Santista e litoral. E na região dos Jardins, onde temos muitos assaltos, também."

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

Polícia
Crime
Segurança Pública
São Paulo
Polícia Militar

Últimas notícias

Reforma tributária: entenda cinco pontos do projeto de regulamentação

Reforma tributária: entenda cinco pontos do projeto de regulamentação

Haddad entregou ao Congresso primeira proposta elaborada pelo governo; uma das novidades é o IVA, imposto que unifica cinco tributos
Número de professores temporários supera o de concursados no DF e outros 14 estados

Número de professores temporários supera o de concursados no DF e outros 14 estados

Dados foram apresentados em nova pesquisa do Todos pela Educação
Suspeito de matar psicóloga em Natal é preso

Suspeito de matar psicóloga em Natal é preso

Homem é servidor do Tribunal de Justiça do RN; vítima foi encontrada morta e amarrada
AO VIVO: China envia três astronautas à estação espacial Tiangong nesta quinta (25)

AO VIVO: China envia três astronautas à estação espacial Tiangong nesta quinta (25)

Programa chinês pretende levar nave tripulada à Lua até 2030; Ye Guangfu, Li Cong e Li Guangsu integram o lançamento de hoje
PM acusado de matar esposa e enteada em Goiás vai a júri popular

PM acusado de matar esposa e enteada em Goiás vai a júri popular

Crime foi registrado em 2022, em Rio Verde (GO); autor de disparos teria poupado outra criança para causar “sofrimento grande”
Júri popular do bicheiro “Piruinha” será realizado nesta quinta (25)

Júri popular do bicheiro “Piruinha” será realizado nesta quinta (25)

José Caruzzo Escafura, de 94 anos, é acusado de mandar matar comerciante em 2021 no Rio de Janeiro por dívida de quase meio milhão de reais
Petrobras decide sobre dividendos extraordinários e elege novo Conselho de Administração nesta quinta (25)

Petrobras decide sobre dividendos extraordinários e elege novo Conselho de Administração nesta quinta (25)

Retenção do pagamento, em março, provocou fritura do presidente da estatal, Jean Paul Prates; com aval de Lula, CA propõe distribuição de 50%
Governo libera segunda parcela do Programa Pé-de-Meia; veja quem recebe

Governo libera segunda parcela do Programa Pé-de-Meia; veja quem recebe

Iniciativa tem como objetivo diminuir evasão escolar e desigualdade social entre jovens
SP: Grave acidente na rodovia Régis Bittencourt deixa 4 mortos

SP: Grave acidente na rodovia Régis Bittencourt deixa 4 mortos

Carro com três ocupantes foi prensado entre carretas; motorista de caminhão também não resistiu
Lula sanciona lei que reconhece blocos de Carnaval como manifestação da cultura nacional

Lula sanciona lei que reconhece blocos de Carnaval como manifestação da cultura nacional

Decisão foi publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (25)
Publicidade
Publicidade