Publicidade

STJ autoriza volta do prefeito de Canoas (RS) ao cargo

Jairo Jorge (PSD) responde por supostas fraudes na contratação de copeiras e profissionais de limpeza em unidades de saúde do município

STJ autoriza volta do prefeito de Canoas (RS) ao cargo
Publicidade

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) autorizou, nesta terça-feira (2), o retorno de Jairo Jorge (PSD) ao cargo de prefeito de Canoas, na região metropolitana de Porto Alegre (RS). Ele responde por supostas fraudes na contratação de empresas de limpeza e copeiragem (serviços de copeira) em unidades de saúde do município. Para o STJ, o afastamento cautelar “não poderia perdurar por prazo indefinido”.

A volta do prefeito foi determinada no julgamento de um habeas corpus apresentado pela defesa ao STJ. O relator, ministro Sebastião Reis Junior, lembrou que, até o momento, a Justiça ainda não recebeu a denúncia oferecida, em 2022, pelo Ministério Público. Segundo o ministro, não há elementos objetivos que comprovem que a volta de Jairo à prefeitura aumente o risco de continuidade dos supostos crimes sob investigação.

+ Comissão do Senado adia votação de projeto que agrava pena para crimes cometidos durante 'saidinha'

"Frente a esse contexto, entendendo que as circunstâncias determinantes para a renovação da cautelar não mais se encontram presentes, concedo a ordem para revogar a medida cautelar de suspensão da função pública imposta a Jairo Jorge da Silva", concluiu o ministro. Na avaliação do relator, a prorrogação do afastamento seria desproporcional.

Sebastião Reis Júnior considerou também a “curta duração dos mandatos” e a “supremacia da vontade popular”. O voto do relator foi acompanhado por unanimidade pelos ministros da 6ª Turma do STJ.

Nas redes sociais, Jairo Jorge comemorou a decisão do STJ. “Não foi fácil. Foram 130 dias de espera. São 492 dias de afastamento. Eu sofri muito. Eu sei o que fiz, eu sei o que não fiz”, disse o prefeito. “Volto hoje ao lugar em que os canoenses me colocaram, à frente da cidade que eu amo”, declarou Jairo.

Afastamento

O prefeito havia sido afastado pelo Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJRS), mas retornou ao cargo após o processo ser remetido para a Justiça Federal. Em novembro de 2023, ele sofreu um novo afastamento, dessa vez pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), no âmbito da operação Copa Livre, que apurou esquema de fraudes e desvios de recursos públicos no município.

Jairo Jorge e outras 16 pessoas, entre agentes públicos e empresários, foram denunciados por corrupção, lavagem de dinheiro, falsidade ideológica e peculato, supostamente cometidos entre 2020 e 2021. Os contratos ultrapassam R$ 66 milhões.

Prefeito interino

Após o segundo afastamento, o presidente da Câmara municipal, vereador Cris Moraes (PV) assumiu assumiu interinamente a prefeitura, pois o vice-prefeito, Nedy de Vargas Marques, estava hospitalizado. Nedy tomou posse como prefeito em exercício somente em 19 de dezembro de 2023.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

corrupção
fraude
Prefeito
Prefeitura
Rio Grande do Sul
Porto Alegre

Últimas notícias

Brasil Agora: Lula minimiza queda de popularidade; Câmara aprova reestruturação do Perse

Brasil Agora: Lula minimiza queda de popularidade; Câmara aprova reestruturação do Perse

Confira essas e outras notícias que serão destaque nesta quarta-feira (24)
INSS começa a pagar 13º salário nesta quarta-feira (24); veja quem recebe

INSS começa a pagar 13º salário nesta quarta-feira (24); veja quem recebe

Primeira parcela do benefício deve contemplar mais de 33 milhões de segurados
Moraes autoriza nova investigação da PF sobre cartão de vacina de Bolsonaro

Moraes autoriza nova investigação da PF sobre cartão de vacina de Bolsonaro

Decisão atende pedido da PGR, que apura ligação com tentativa de golpe de Estado
Polícia vai investigar morte de cachorro embarcado em voo errado da Gol

Polícia vai investigar morte de cachorro embarcado em voo errado da Gol

Cão da raça golden retriever deveria ser levado para Mato Grosso, mas foi enviado por engano para o Ceará; viagem levou 8 horas
Nova Délhi é tomada por fumaça tóxica após incêndio em lixão

Nova Délhi é tomada por fumaça tóxica após incêndio em lixão

Chamas queimam desde o último domingo (21) em um dos maiores aterros da Índia; moradores relataram dificuldade para respirar
+Milionária sorteia prêmio de R$ 176 milhões nesta quarta-feira (24)

+Milionária sorteia prêmio de R$ 176 milhões nesta quarta-feira (24)

Apostas podem ser feitas até as 19h em casas lotéricas ou pela internet
Após meses de impasse, Congresso dos EUA aprova ajuda de R$ 60 bilhões à Ucrânia

Após meses de impasse, Congresso dos EUA aprova ajuda de R$ 60 bilhões à Ucrânia

Decisão foi comemorada por Biden e Zelensky; pacote também inclui envios para Israel e parceiros no Indo-Pacífico
SBT News na TV: Gol suspende transporte de animais por 30 dias após morte de cachorro

SBT News na TV: Gol suspende transporte de animais por 30 dias após morte de cachorro

Confira o que foi notícia ao longo do dia e os assuntos que serão destaque nesta quarta-feira (24); assista!
STF condena mais 11 pessoas por atos golpistas do 8/1 e total sobe para 207

STF condena mais 11 pessoas por atos golpistas do 8/1 e total sobe para 207

Penas foram fixadas entre 11 e 17 anos de prisão, além de R$ 30 milhões em danos morais coletivos
Caixa libera Bolsa Família para beneficiários com NIS final 6

Caixa libera Bolsa Família para beneficiários com NIS final 6

Valor pode ser sacado em agências bancárias ou movimento virtualmente; depósito inclui Auxílio Gás
Publicidade
Publicidade