Publicidade

Renato Cariani e mais 2 são indiciados por tráfico de drogas e lavagem de dinheiro

Influenciador fitness, sócia e amigo são suspeitos de desviar toneladas de produtos químicos para a produção de cocaína e crack

Renato Cariani e mais 2 são indiciados por tráfico de drogas e lavagem de dinheiro
Renato Cariani | Reprodução/Facebook
Publicidade

A Polícia Federal (PF) de São Paulo concluiu, em janeiro, o inquérito contra o fisiculturista e influenciador Renato Cariani, por suspeita de desvio de aproximadamente 12 toneladas de produtos químicos para a produção de cocaína e crack.

+ Quem é Renato Cariani, fisiculturista indiciado pela PF por lavagem de dinheiro e tráfico de drogas

O relatório, finalizado em 10 de janeiro e obtido pelo SBT News nesta terça-feira (30), indicia Cariani e outras duas pessoas, Fabio Spinola Mota e Roseli Dorth, pelos crimes de tráfico equiparado, associação para tráfico de drogas e lavagem de dinheiro. Eles são acusados de usar uma empresa, a Anidrol Produtos para Laboratórios Ltda., para falsificar notas fiscais de vendas de produtos químicos para farmacêuticas multinacionais com o objetivo de ocultar o repasse desses insumos para o refino e adulteração de drogas.

Os insumos (fenacetina, acetona, éter etílico, ácido clorídrico, manitol e acetato de etila), faturados em nome dessas multinacionais, abasteciam uma organização criminosa de tráfico internacional de drogas e eram usados para transformar a pasta base de cocaína em pó e em pedras de crack. A Polícia Federal identificou 60 transações realizadas no período de 2014 a 2020.

Cariani é sócio da Anidrol, junto com Roseli. Segundo o relatório da PF, "ambos tinham total controle sobre a venda, pagamento e saída dos produtos químicos de sua empresa".

"A forma não usual pela qual as negociações ocorreram, no período de 6 anos, não passaria despercebida pela dupla caso não houvesse o consentimento para a prática do delito", diz o relatório.

+ Exclusivo: Empresa de Cariani emitia notas falsas de venda de produtos para refino de cocaína, diz MP

A conclusão da PF foi encaminhada para o Ministério Público Federal (MPF), que decidirá se denuncia ou não o trio à Justiça Federal. Eles respondem em liberdade, mas caso sejam condenados podem ser presos.

O SBT News tenta contato com a defesa de Renato Cariani, Fabio Spinola Mota e Roseli Dorth.

O esquema

Fabio Spinola Mota é o responsável por esquematizar o repasse dos produtos químicos da Anidrol para o tráfico, de acordo com as investigações. Segundo o relatório da PF, ele criou um e-mail falso, de um suposto funcionário da farmacêutica AstraZeneca, para dar um ar de legalidade ao esquema criminoso e justificar a saída das toneladas de insumos.

Para isso, a Anidrol emitiu 60 notas fiscais fraudulentas e fez depósitos em nome de terceiros, os chamados "laranjas", usando irregularmente os nomes das multinacionais AstraZeneca, Cloroquímica e LBS Laborasa. O Ministério Público de São Paulo recebeu denúncia das três empresas alegando que a Anidrol emitia notas fiscais de venda de produtos que essas empresas não haviam comprado.

A AstraZeneca procurou a Polícia Federal, em 2019, para comunicar possíveis fraudes relacionadas a notas fiscais emitidas indevidamente em nome da farmacêutica.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

Renato Cariani
Polícia Federal
Tráfico
Drogas
Fisiculturismo
Influenciador digital

Últimas notícias

Melody sofre acidente a caminho de show no Rio de Janeiro

Melody sofre acidente a caminho de show no Rio de Janeiro

Van em que cantora estava ficou destruída: veja imagens
Brasileiro da marcha atlética disputará sua quarta Olimpíada em Paris

Brasileiro da marcha atlética disputará sua quarta Olimpíada em Paris

Caio Bonfim luta pela medalha que escapou nos Jogos do Rio, em 2016, quando conquistou o 4º lugar
Exclusivo: número de denúncias de maus-tratos a animais bate recorde em 2024

Exclusivo: número de denúncias de maus-tratos a animais bate recorde em 2024

Jornalismo do SBT teve acesso a uma operação da Polícia Ambiental de São Paulo, que mostra como o crime ainda desafia a fiscalização
Los Angeles abraça a automação: robôs entregam comida e carros sem motorista já são realidade

Los Angeles abraça a automação: robôs entregam comida e carros sem motorista já são realidade

Em alguns restaurantes da cidade, o pedido é na tela e a comida vem em um carrossel. Já as bebidas são trazidas por um robô, que interage com os clientes
Menina de 10 anos sobrevive a parada cardíaca que durou mais de uma hora

Menina de 10 anos sobrevive a parada cardíaca que durou mais de uma hora

Lara Sousa foi reanimada e agora recebeu um aparelho que ajuda o coração a bater no ritmo certo
Brasil conquista classificação histórica na ginástica para olimpíadas de Paris

Brasil conquista classificação histórica na ginástica para olimpíadas de Paris

Pela primeira vez na história dos Jogos, país consegue índice para disputar três categorias da modalidade
Barcelona deve aumentar taxa cobrada para turistas visitarem a cidade

Barcelona deve aumentar taxa cobrada para turistas visitarem a cidade

Autoridades da capital da Catalunha também planejam proibir aluguel de apartamentos por curta temporada
Casos de importunação sexual em São Paulo dobraram em um ano, diz pesquisa

Casos de importunação sexual em São Paulo dobraram em um ano, diz pesquisa

No ano passado, foram mais de 41 mil ocorrências em todo o Brasil, 48% a mais do que em 2022
Nego Di doou R$ 100 ao invés de R$ 1 milhão para campanha no RS durante enchentes, diz investigação

Nego Di doou R$ 100 ao invés de R$ 1 milhão para campanha no RS durante enchentes, diz investigação

Influencer é investigado pela suspeita de forjar comprovante de doação para vaquinha
Trump critica Biden e volta a prometer maior deportação de imigrantes nos EUA

Trump critica Biden e volta a prometer maior deportação de imigrantes nos EUA

Ex-presidente fez primeiro comício de campanha após atentado; veja destaques
Publicidade
Publicidade