Publicidade

Começa julgamento do caso Miguel; mãe e madrasta são acusadas de matar menino de 7 anos

Crime ocorreu em julho de 2021, em Imbé, no litoral do Rio Grande do Sul

Começa julgamento do caso Miguel; mãe e madrasta são acusadas de matar menino de 7 anos
Publicidade

Nesta quinta-feira (4), começou em Tramandaí, cidade do Rio Grande do Sul, o julgamento de duas mulheres acusadas de torturar e assassinar o menino Miguel, de 7 anos.

Leia também:

+ Piloto acenou ao ser localizado, diz tenente da FAB que atuou em resgate em Santa Catarina

+ 'Vai mofar na prisão', diz mãe de fugitivo de Mossoró recapturado

+Justiça decide manter Ronnie Lessa em presídio federal no MS

Yasmin Vaz dos Santos Rodrigues (foto abaixo), de 28 anos, mãe de Miguel, e a companheira dela na época do crime, Bruna Nathiele Porto da Rosa, de 26 anos, chegaram ao fórum sob escolta policial. Ambas foram presas logo após o crime, que ocorreu em julho de 2021, em Imbé, no litoral gaúcho.

Yasmin Vaz, ré pela tortura e morte de Miguel, filho dela, em Imbé, no Rio Grande do Sul. Foto: Reprodução/Youtube

De acordo com as investigações, Miguel dos Santos Rodrigues foi dopado, agredido, colocado dentro de uma mala e jogado em um rio que deságua no mar. O corpo nunca foi encontrado. Vídeos encontrados nos celulares das acusadas revelaram que a criança era mantida trancada em um armário e sofria tortura psicológica.

Os depoimentos dos policiais destacaram a frieza da mãe durante o processo. Yasmin responde por tortura, homicídio triplamente qualificado e ocultação do corpo de Miguel.

O delegado de polícia Antônio Ractz afirmou: "Se eu pego uma criança de 7 anos, que eu não alimento, que eu não dou comida, quando eu pego a cabeça dessa criança e bato na parede para quebrar um azulejo, o que eu quero? Eu quero matar."

O julgamento está previsto para encerrar na sexta-feira (5). O Ministério Público promete apresentar novas provas.

A defesa de Yasmin, mãe de Miguel, não buscará a absolvição, mas espera uma condenação pelas reais responsabilidades da mulher no crime.

Os advogados de Bruna afirmam que vão trabalhar para demonstrar que ela não teve participação direta no homicídio.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

Crime
Tragédia
Criança
Morte
Assassinato

Últimas notícias

Fila de espera no INSS para concessão de benefícios cai em 2024, diz relatório da Previdência Social

Fila de espera no INSS para concessão de benefícios cai em 2024, diz relatório da Previdência Social

Ao todo, os processos a espera de resposta inicial somam quase 1 milhão e 400, diminuição de 600 mil em relação a 2023
Mega-Sena acumula e chega a R$ 53 milhões; veja os números sorteados

Mega-Sena acumula e chega a R$ 53 milhões; veja os números sorteados

Quina teve 67 apostas ganhadoras, que vão receber mais de R$ 52 mil cada
Vídeo: homem morre e bebê é baleado em tiroteio em praça de Fortaleza

Vídeo: homem morre e bebê é baleado em tiroteio em praça de Fortaleza

Imagens mostram correria no local; estado de saúde da criança é grave
Produção de cinema na Argentina está praticamente paralisada

Produção de cinema na Argentina está praticamente paralisada

Trabalhadores da área acusam Javier Milei de ter um plano para prejudicar o setor
Divertida Mente 2: saiba tudo sobre o filme que chega aos cinemas na quinta-feira (20)

Divertida Mente 2: saiba tudo sobre o filme que chega aos cinemas na quinta-feira (20)

SBT Brasil visitou os estúdios da Pixar, em Los Angeles, para mostrar como a continuação foi produzida
Verão fora de época preocupa lojistas que contam com a venda de roupas de frio

Verão fora de época preocupa lojistas que contam com a venda de roupas de frio

Último inverno rigoroso que garantiu boas vendas foi em 2022. No ano passado, houve queda de 20%
Pré-candidata a vereadora e filho são mortos a tiros no RJ

Pré-candidata a vereadora e filho são mortos a tiros no RJ

Juliana Silva, conhecida como Nega Juh, foi morta em Nova Iguaçu, na noite deste sábado (15)
Número de acidentes em estradas federais tem aumentado

Número de acidentes em estradas federais tem aumentado

Só no ano passado, foram mais de 65 mil casos, três mil a mais do que em 2022
Novos temporais ameaçam a região metropolitana de Porto Alegre

Novos temporais ameaçam a região metropolitana de Porto Alegre

Marinha montou base de operações na região das ilhas de Porto Alegre para auxiliar rapidamente a população
Caso Marielle: defesas pedem ao STF rejeição de denúncia e atacam falta de provas e delação inválida

Caso Marielle: defesas pedem ao STF rejeição de denúncia e atacam falta de provas e delação inválida

Ministros da 1ª Turma decidem na terça (18) se irmãos Brazão, delegado do Rio e dois ligados à milícia do Rio sentam no banco dos réus como mandantes do crime
Publicidade
Publicidade