Publicidade

Influenciadoras que deram bananas a crianças responderão por injúria racial

Em vídeos nas redes sociais, Kérollen Cunha e Nancy Gonçalves deram macacos de pelúcia para crianças negras

Influenciadoras que deram bananas a crianças responderão por injúria racial
Influenciadoras viram rés por injúria racial
Publicidade

A Justiça aceitou denúncia do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro e tornou rés duas influenciadoras por injúria racial. Nas redes sociais, Kérollen Cunha e Nancy Gonçalves, mãe e filha, postaram vídeos em que ofereciam banana e macaco de pelúcia para crianças negras.

Elas haviam sido indiciadas em novembro, após investigação da Delegacia de Crimes Raciais e de Delitos de Intolerância (Decradi), e denunciadas pelo Ministério Público no dia 20 de janeiro.

Na decisão, a juíza Simone de Faria Ferraz, da 1ª Vara Criminal da Comarca de São Gonçalo, destacou que o delito investigado não envolveu violência física, mas "crianças, que foram atacadas em sua dignidade humana, pela cor da sua pele, mediante atitudes supostamente racistas". Ela também ressaltou o fato de que os menores de idade, que estavam na rua, em situação de vulnerabilidade, foram filmados e tiveram suas imagens divulgadas sem autorização dos responsáveis.

A juíza destaca que, com as publicações no TikTok, as influenciadoras "estariam buscando promoção pessoal e social" e proíbe as duas de gravar e divulgar novos vídeos com crianças e objetos que possam ser associados à cor da pele, ainda que a pretexto recreativo.

Relembre o caso das influenciadoras que viraram rés por injúria racial

O caso começou em maio de 2023, na internet, quando as influencers Kérollen Cunha e Nancy Gonçalves divulgaram vídeos entregando uma banana e um macaco de pelúcia para crianças negras.

Depois da publicação do vídeo, a advogada Fayda Belo postou um vídeo nas redes sociais informando que havia denunciado as duas ao Ministério Público do Rio de Janeiro. Especialista em Direito antidiscriminatório, Fayda afirmou que o vídeo apresentava o chamado "racismo recreativo", que ocorre quando alguém usa de "discriminação contra pessoas negras com intuito de diversão". Segundo ela, os vídeos das influencers são de extremo mau gosto e ofendem diversas pessoas.

Mãe e filha usam as redes sociais para publicarem vídeos com desafios pedidos pelos seguidores. Juntas, elas somam mais de 13 milhões de seguidores no TikTok. O vídeo original das crianças não está mais na rede.

Em 2021, elas já haviam se envolvido em outra polêmica ao filmar a humilhação a um motorista de aplicativo. Na época, elas gravaram um vídeo dizendo ter combinado com o motorista.

Na ocasião da denúncia, em nota divulgada nas redes sociais, a defesa de Kérollen Cunha e Nancy Gonçalves afirmou que reconhece a seriedade e a importância de tratar o assunto com responsabilidade, que as influenciadoras estão consternadas com as alegações e que repudiam veementemente qualquer forma de discriminação racial.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

Racismo

Últimas notícias

Veja vídeo: meteoro risca o céu de cidade no Paraná

Veja vídeo: meteoro risca o céu de cidade no Paraná

Fenômeno foi flagrado em Telêmaco Borba na madrugada deste sábado (22)
Pequinês é eleito o cachorro mais feio do mundo; veja fotos

Pequinês é eleito o cachorro mais feio do mundo; veja fotos

Wild Thang já havia participado da competição outras quatro vezes e foi premiado com US$ 5 mil
Recém-nascidos são fotografados em clima de São João em hospital na Bahia

Recém-nascidos são fotografados em clima de São João em hospital na Bahia

Ensaio tem objetivo de promover a humanização, socialização e acolhimento das mães e bebês
Portabilidade da dívida do cartão de crédito passa a valer em 1º de julho

Portabilidade da dívida do cartão de crédito passa a valer em 1º de julho

Cliente vai poder pedir a transferência do saldo do rotativo para outro banco, com melhores condições de pagamento, de graça
Morre Ronald Antonucci, da dupla Os Vips, aos 81 anos

Morre Ronald Antonucci, da dupla Os Vips, aos 81 anos

Cantor fez sucesso na Jovem Guarda com o irmão Márcio Antonucci, falecido em 2014
Entenda as polêmicas do projeto que permitirá mudanças urbanísticas drásticas em Brasília

Entenda as polêmicas do projeto que permitirá mudanças urbanísticas drásticas em Brasília

Proposta foi aprovada pela Câmara Legislativa do Distrito Federal e, agora, irá para sanção do governador Ibaneis Rocha
Quina de São João: 3 apostas dividem prêmio de R$ 229,9 milhões; confira o resultado

Quina de São João: 3 apostas dividem prêmio de R$ 229,9 milhões; confira o resultado

Ganhadores são de Gouveia (MG), Viamão (RS) e São José do Rio Preto (SP)
Mega-Sena acumula e chega a R$ 93 milhões; veja os números sorteados

Mega-Sena acumula e chega a R$ 93 milhões; veja os números sorteados

Quina teve 108 apostas ganhadoras, que vão receber mais de R$ 38 mil cada
Com três palcos dedicados a shows, Virada ODS agita fim de semana em São Paulo

Com três palcos dedicados a shows, Virada ODS agita fim de semana em São Paulo

Ação faz parte das estratégias para promover o desenvolvimento sustentável, de acordo com o que orienta a ONU, a Organização das Nações Unidas
Foco de queimadas no Pantanal em 2024 já supera o mesmo período do ano passado

Foco de queimadas no Pantanal em 2024 já supera o mesmo período do ano passado

A fumaça é movimentada pelo vento e tem consequências na saúde da população local
Publicidade
Publicidade