Publicidade

Indígena pataxó é assassinada em confronto com fazendeiros no sul da Bahia

Dois homens, incluindo o que disparou contra a mulher, e um indígena foram presos; crime ocorreu durante retomada de fazenda em área reivindicada pela etnia

Indígena pataxó é assassinada em confronto com fazendeiros no sul da Bahia
Indígenas pataxó Bahia
Publicidade

Maria de Fátima Muniz, uma indígena da etnia pataxó hã-hã-hãe conhecida como Nega Pataxó, foi assassinada em confronto com fazendeiros no sul da Bahia, nesse domingo (21). Dois homens, incluindo o autor dos disparos contra a mulher, e um indígena que portava uma arma artesanal foram presos.

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

O crime ocorreu na Terra Indígena Caramuru-Catarina Paraguassu, situada entre os municípios de Camacan, Itaju do Colônia e Pau Brasil. Autointitulado como "Invasão Zero", um grupo de fazendeiros atacou e tentou retomar a Fazenda Inhuma, na cidade de Potiraguá, em área reivindicada pelos pataxó hã-hã-hãe como de ocupação tradicional.

Nega Pataxó era irmã do cacique Nailton Muniz, que foi baleado no rim e passou por cirurgia no Hospital Cristo Redentor, em Itapetinga. O confronto também deixou vários feridos, que não correm risco de morte. De acordo com a Polícia Militar, um fazendeiro foi atingido no braço com uma flechada.

O ataque

Segundo o Ministério dos Povos Indígenas (MPI), cerca de 200 ruralistas da região se mobilizaram por meio do WhatsApp, convocando fazendeiros e comerciantes para recuperar à força, sem decisão judicial, a posse da Fazenda Inhuma, ocupada por indígenas no último sábado (20).

Eles, então, cercaram o local com dezenas de caminhonetes. Conforme a Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib), policiais militares também dispararam contra indígenas.

"A região enfrenta os desmandos de fazendeiros invasores que se dizem proprietários das terras tradicionais e acusam o povo de ser 'falso índio'. A aprovação do marco temporal acentua a intransigência dos invasores, que se sentem autorizados a praticar todo tipo de violência contra as pessoas", disse a entidade, em nota postada no Instagram.

Comitiva de ministério

Após a morte de Nega Pataxó, a ministra dos Povos Indígenas, Sonia Guajajara, embarca para a região a bordo de uma comitiva nesta segunda (22).

"Através do Departamento de Mediação e Conciliação de Conflitos Fundiários Indígenas, o MPI acompanha o caso desde que recebeu as primeiras informações e está fazendo interlocuções com o Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), incluindo diretamente a Polícia Federal (PF), com o Ministério dos Direitos Humanos e Cidadania (MDHC), o Ministério do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar (MDA) e a Secretaria de Segurança da Bahia", declarou a pasta, em comunicado.

Representantes do MPI que estiveram recentemente no sul da Bahia discutindo questões territoriais com lideranças pataxó hã-hã-hãe também estão em contato com a Coordenação do Distrito Sanitário Especial Indígena da Bahia, para garantir que os feridos recebem tratamento adequado.

A deputada federal Célia Xakriabá (PSOL-MG) afirmou que ela e a colega parlamentar Alice Portugal (PCdoB-BA) já conversam com Ministério Público Federal (MPF) e a Polícia Federal (PF) para "garantir a segurança dos indígenas na retomada do território Caramuru", escreveu na rede social X (antigo Twitter).

"Vamos oficiar o Ministério da Defesa e a Força Nacional para que atuem para garantir a proteção dos indígenas da região, bem como a PF, para que investigue esse caso de extrema violência", completou.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

Indígenas
Bahia
Violência
Polícia

Últimas notícias

Buscas por presidente do Irã: drone localiza fonte de calor; vice diz que resgate fez contato com vítimas

Buscas por presidente do Irã: drone localiza fonte de calor; vice diz que resgate fez contato com vítimas

Líder supremo do Irã, o aiatolá Ali Khamenei, discursou e tentou tranquilizar população sobre ausência de informações concretas
Tony Ramos passa por mais uma cirurgia no cérebro

Tony Ramos passa por mais uma cirurgia no cérebro

Ator de 75 anos foi submetido ao segundo procedimento neste domingo (19)
Processo que pode cassar mandato de Chiquinho Brazão deve ser concluído na Câmara até julho

Processo que pode cassar mandato de Chiquinho Brazão deve ser concluído na Câmara até julho

Apontado como mandante do caso Marielle, deputado será notificado no presídio em Campo Grande e terá dez dias para se defender no Conselho de Ética
Rio Grande do Sul alcança a marca de 135 prisões em meio às enchentes

Rio Grande do Sul alcança a marca de 135 prisões em meio às enchentes

48 ocorrências foram de roubos e furtos de pessoas afetadas pelos temporais, afirma Secretaria de Segurança Pública do estado
Neblina e montanhas dificultam localização do helicóptero do presidente do Irã

Neblina e montanhas dificultam localização do helicóptero do presidente do Irã

Agência oficial do país chegou a afirmar que aeronave havia sido localizada, mas mudou versão
Sobe para 157 o número de mortos pelas chuvas no Rio Grande do Sul

Sobe para 157 o número de mortos pelas chuvas no Rio Grande do Sul

88 pessoas seguem desaparecidas e 806 foram resgatadas feridas; mais de 2,3 milhões foram afetadas em todo o estado
Propostas que colocam meio ambiente em risco avançam no Congresso, alerta Observatório

Propostas que colocam meio ambiente em risco avançam no Congresso, alerta Observatório

Coordenadora da ONG afirma que, se aprovados, projetos resultarão em “mais emissões de gases de efeito estufa”
Tribunal julga nesta segunda (20) ação decisiva contra Assange

Tribunal julga nesta segunda (20) ação decisiva contra Assange

Corte britânica analisa garantias dos EUA para extradição. Lula defende ativista nas redes sociais
Justiça determina vistoria de pet shop em que animais morreram afogados em Porto Alegre

Justiça determina vistoria de pet shop em que animais morreram afogados em Porto Alegre

Decisão tem como objetivo verificar existência de animais ainda vivos no local; loja disse que animais não sobreviveram à enchente
Elenco do SBT recebe pessoalmente doações para o Rio Grande do Sul

Elenco do SBT recebe pessoalmente doações para o Rio Grande do Sul

Patrícia Abravanel e Ratinho estiveram neste domingo (19) na sede da emissora para campanha de ajuda às vítimas das enchentes
Publicidade
Publicidade