Publicidade

Homem que estuprou jovem desacordada na rua é condenado a 10 anos de prisão

Mulher pegou carro de aplicativo após show em BH e foi deixada por motorista de aplicativo sem consciência em frente de casa

Homem que estuprou jovem desacordada na rua é condenado a 10 anos de prisão
Homem que estuprou jovem desacordada em BH é condenado a 10 anos de prisão. Foto: Reprodução
Publicidade

O homem que estuprou uma jovem de 22 anos no Bairro Santo André, em Belo Horizonte, em julho de 2023, foi condenado a 10 anos, 8 meses e dez dias de prisão em regime fechado. O processo corre em segredo de Justiça e, por isso, a 10ª Vara Criminal não divulgou detalhes sobre a condenação.

Wemberson Carvalho da Silva, de 47 anos, foi preso no dia do crime e continua detido no Presídio Inspetor José Martinho Drumond, em Ribeirão das Neves, na região metropolitana. Ele foi flagrado por câmeras de segurança carregando a vítima nas costas em direção ao local em que ela foi encontrada seminua.

No dia da prisão, o homem negou ter cometido o crime e optou por ficar calado. Toda a ação do suspeito foi gravada por circuitos de segurança. Conforme as imagens, ele passou pela vítima cinco minutos depois que ela havia sido abandonada no meio fio. Segundo as imagens, ele olha para os lados e, ao ver que não tem ninguém na rua, coloca a jovem nos ombros e sai do local. Mais adiante, em outra rua, o homem é visto entrando em uma rua estreita, ainda carregando a vítima. Algumas horas depois, ele é flagrado saindo pelo local, mas, dessa vez, sem a jovem.

Ao Estado de Minas, a irmã da jovem explicou que a família vai recorrer da decisão por julgar a pena muito branda em relação à atrocidade do crime. “Nós vamos recorrer dessa decisão. Dez anos é muito pouco para o crime que ele cometeu contra a minha irmã”, afirmou.

Além do autor do estupro de uma jovem de 22 anos que chocou o país, o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) também denunciou por estupro de vulnerável o motorista de aplicativo que abandonou a vítima, desacordada, no meio da rua. A denúncia foi determinada pelos artigos 217, que prevê o crime de estupro contra vulnerável, e 13, que determina que a omissão é penalmente relevante quando o responsável poderia ter evitado o crime final.

Não foram indiciados pela Polícia Civil o amigo da vítima que a acompanhava no show e o motociclista que ajudou o motorista de aplicativo a retirar a vítima do carro e deixá-la em frente ao prédio. Eles, porém, foram incluídos na denúncia do Ministério Público por omissão de socorro.

Relembre o caso

O crime aconteceu na madrugada do dia 30 de julho. De acordo com o Boletim de Ocorrência, a vítima estava em um evento de pagode que aconteceu no Mineirão, na região da Pampulha, quando, por volta das 2h, decidiu ir embora. Durante o evento, ela teria ingerido bebida alcoólica e, na volta, os amigos a colocaram, sozinha, em um carro de aplicativo e compartilharam a localização da viagem com o irmão dela.

Por volta das 3h, a jovem teria chegado em casa. Câmeras de segurança instaladas em um estabelecimento comercial ao lado do prédio da jovem mostram o momento em que o carro de aplicativo para no endereço. O motorista desce do carro e começa a tocar o interfone do imóvel. Após alguns minutos, ele continua sem resposta.

Ainda segundo a Polícia Militar (PMMG), o motorista pediu ajuda a um homem que passava na rua para tirar a mulher de dentro do veículo. Ele teria tentado contatar alguém no prédio, novamente, mas sem sucesso. Por volta das 3h17, a vítima, que estava encostada em um poste, acabou caindo deitada no chão. Nesse momento, o motorista deixa o local. Cinco minutos depois, o homem identificado como Wemberson Carvalho surge e carrega a vítima.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

estupro

Últimas notícias

Manifestantes voltam às ruas neste domingo contra projeto que equipara aborto a homicídio

Manifestantes voltam às ruas neste domingo contra projeto que equipara aborto a homicídio

Além de pressionar pelo arquivamento do projeto, os protestos criticaram o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL)
Lula viaja para São Paulo, onde deve visitar FHC e Noam Chomsky

Lula viaja para São Paulo, onde deve visitar FHC e Noam Chomsky

Presidente embarcou para a capital paulista na manhã deste domingo (21). Encontros ocorrem fora da agenda oficial
'Divertida Mente 2' dispara como maior bilheteria mundial de 2024

'Divertida Mente 2' dispara como maior bilheteria mundial de 2024

De acordo com a 'Variety' e 'Hollywood Reporter', até o momento, o segundo filme da franquia ultrapassou as vendas de 'Duna 2'
VÍDEO: Torcedores se enfrentam nas ruas do Rio antes de Fla x Flu

VÍDEO: Torcedores se enfrentam nas ruas do Rio antes de Fla x Flu

Um homem foi preso após confronto na Taquara; policiamento segue reforçado nas estações de trem e metrô
Mulher envolvida em sequestro de Marcelinho Carioca é presa em central de golpes bancários

Mulher envolvida em sequestro de Marcelinho Carioca é presa em central de golpes bancários

Eliane Lopes quebrou duas costelas ao tentar fugir e teve de receber atendimento médico
VÍDEO: Militares de Israel amarram palestino ferido ao capô de jipe na Cisjordânia

VÍDEO: Militares de Israel amarram palestino ferido ao capô de jipe na Cisjordânia

Exército disse em comunicado que a conduta dos soldados não condiz com os valores da corporação
Eduardo Paes anuncia desapropriação do terreno onde vai ser construído estádio do Flamengo

Eduardo Paes anuncia desapropriação do terreno onde vai ser construído estádio do Flamengo

Medida será publicada no Diário Oficial na segunda-feira (24); clube publicou nota comemorando decisão da prefeitura do Rio
Rio Grande do Sul terá instabilidade, temporais e frio neste domingo

Rio Grande do Sul terá instabilidade, temporais e frio neste domingo

Estado emite alertas de inundação dos rios Jacuí e Uruguai
PF prende 4 pessoas que vendiam ilegalmente animais silvestres

PF prende 4 pessoas que vendiam ilegalmente animais silvestres

Gato-mourisco, felino em risco de extinção, foi apreendido pelos agentes neste domingo (23), em Laranjeiras, no Rio de Janeiro
Viciada no 'Jogo do Tigrinho' perdeu mais de R$ 170 mil e vendeu até brinquedos do filho

Viciada no 'Jogo do Tigrinho' perdeu mais de R$ 170 mil e vendeu até brinquedos do filho

Transtorno do jogo é considerado uma patologia; problema cresceu tanto que já causa fila de espera para tratamento médico em SP
Publicidade
Publicidade