Publicidade

Chuvas deixaram 3 mortos em SP e 22 mil sem energia elétrica no RS

Em São Paulo, 500 pessoas estão desabrigadas; há alerta de temporais para 12 estados

Chuvas deixaram 3 mortos em SP e 22 mil sem energia elétrica no RS
Publicidade

Entre sexta-feira (19) e domingo (21), três pessoas morreram, 506 foram desabrigadas e 55 desalojadas em decorrência das fortes chuvas que atingiram o estado de São Paulo, segundo a Defesa Civil. Já no Rio Grande do Sul, ainda 22 mil residências estão sem abastecimento de energia elétrica.

São Paulo:

Na sexta, duas mulheres foram arrastadas por uma enxurrada, em Limeira, interior do estado. Elas ficaram presas sob um veículo, chegaram a ser resgatadas, mas não sobreviveram.

Já na madrugada de sábado (20), em Sorocaba, também interior, Maria de Rosa Lattanzio Martins, 73 anos, voltava para casa com o marido quando foram surpreendidos por uma enchente. O carro deles ficou submerso, mas apenas o homem conseguiu subir no teto do veículo e escapar. A esposa morreu afogada.

Somente nas últimas 24 horas, em todo território paulista, foram registrados acumulados de chuva que variaram entre 126mm e 29mm.

Em Francisco Morato, Região Metropolitana de São Paulo, houve uma queda de muro e diversos pontos de alagamento. O peso da água reunida fez com que um muro de uma residência provocasse o seu desabamento. A moradia foi interditada preventivamente e a família foi encaminhada para o abrigo municipal e, a partir de hoje (22), passará a receber auxílio aluguel.

No litoral paulista, em Caraguatatuba, uma chuva de forte intensidade com rajadas de vento provocou o colapso de três residências, deixando ao menos cinco pessoas desalojadas. Não há registro de vítimas na cidade.

Rio Grande do Sul:

No estado gaúcho, 9.905 pontos estão sem energia elétrica em Porto Alegre, na Região Metropolitana, sendo concessionado pela companhia CEEE Equatorial. Já pela empresa RGE Sul, 13 mil locais estão sem eletricidade.

+ Inmet emite alerta de temporais para 10 estados do Brasil; saiba quais são

Alerta de perigo

Segundo aviso publicado pelo Inmet, na manhã desta segunda-feira (22), pode chover entre 30mm e 60mm/h, com ventos entre 60 a 100 km/h. Há risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e descargas elétricas para os seguintes estados e regiões:

  • Mato Grosso do Sul
  • Mato Grosso
  • Leste de Goiás
  • Sul e leste do Pará
  • Norte de Rondônia
  • Centro e Sul do Amazonas
  • Sul da Bahia
  • Norte do Espírito Santo

Alerta de perigo em potencial

Com previsão de chuva entre 20 e 30 mm/h e ventos entre 40 a 60 km/h, veja as regiões que têm baixo risco de corte de energia elétrica, queda de galhos, alagamentos e descargas elétricas:

  • Leste da Bahia
  • Piauí
  • Oeste de Tocantins
  • Norte de Minas Gerais

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

Chuva
enchente
Alagamento
Morte
energia
luz

Últimas notícias

Frente Nacional de Prefeitos se mobiliza para a compra de medicamentos no RS

Frente Nacional de Prefeitos se mobiliza para a compra de medicamentos no RS

Secretário da Frente Nacional dos Prefeitos fala ao programa Perspectivas do SBT News
Arara-azul: esforço coletivo é feito para recuperar habitat natural da ave

Arara-azul: esforço coletivo é feito para recuperar habitat natural da ave

Estrela dos filmes "Rio", ave brasileira habita clima árido e de altas temperaturas
Novo ataque de Israel a acampamento de refugiados em Rafah deixa ao menos 21 mortos

Novo ataque de Israel a acampamento de refugiados em Rafah deixa ao menos 21 mortos

Ataque aconteceu enquanto manifestantes, em várias partes do mundo, ainda protestavam contra as 45 mortes provocadas por bombardeio no domingo
Covid-19 já matou mais que a dengue no Brasil em 2024

Covid-19 já matou mais que a dengue no Brasil em 2024

Principais vítimas da covid-19, segundo o Ministério da Saúde, são pessoas que não se vacinaram ou que não completaram o ciclo de imunização
Voluntários alertam para diminuição de ajuda humanitária no RS: "Precisamos de mais braços, estamos exaustos"

Voluntários alertam para diminuição de ajuda humanitária no RS: "Precisamos de mais braços, estamos exaustos"

Quase 50 mil gaúchos permanecem em abrigos no estado; em Porto Alegre, a maior parte dos abrigos são mantidos com doações e o trabalho de voluntários
Congresso derruba veto de Lula a trecho do projeto das "saidinhas" de presos

Congresso derruba veto de Lula a trecho do projeto das "saidinhas" de presos

Condenados que cumprem pena em regime semiaberto não podem mais obter autorização para saída temporária do estabelecimento nos casos de visita à família
Especialista celebra dados positivos de alfabetização, mas diz que “Brasil está muito atrás” de países desenvolvidos

Especialista celebra dados positivos de alfabetização, mas diz que “Brasil está muito atrás” de países desenvolvidos

Professor da UnB lembra que o país segue abaixo da meta de 80% estabelecida pelo Ministério da Educação
Operadoras se comprometem a retomar planos de saúde cancelados, após reunião com Lira

Operadoras se comprometem a retomar planos de saúde cancelados, após reunião com Lira

Presidente da Câmara disse que decisão foi confirmada pelas empresas Amil e Unimed
Redução do IDH no Brasil: Pnud se preocupa com “custo da inação” em meio às crises

Redução do IDH no Brasil: Pnud se preocupa com “custo da inação” em meio às crises

Catástrofes climáticas e crises sanitárias podem impactar no IDH do país; capacidade da governança de um estado é uma forma de gestão de crise, diz entidade
Dia mundial do hambúrguer: de lanche tímido importado a versão gourmet brasileiríssima

Dia mundial do hambúrguer: de lanche tímido importado a versão gourmet brasileiríssima

Data celebra alimento que, hoje, não é apenas um tipo de refeição, mas parte da identidade gastronômica brasileira
Publicidade
Publicidade