Publicidade

Bombeiros precisam cortar máquina no meio após padeiro ficar com mão presa

Vítima limpava máquina de fazer massa quando equipamento foi acionado acidentalmente

Bombeiros precisam cortar máquina no meio após padeiro ficar com mão presa
Publicidade

Um padeiro precisou ser resgatado depois de ficar com a mão presa em uma máquina de fazer massa, em Luziânia, Goiás. O Corpo de Bombeiros foi acionado e o equipamento precisou ser cortado ao meio. + Vídeo: Criança engasgada com moeda de R$ 0,25 é salva por bombeiros

O incidente ocorreu após a máquina ser acidentalmente acionada durante uma operação de manutenção e limpeza, prendendo o braço e a mão do homem. Os bombeiros encontraram a vítima consciente, porém com ferimentos graves no braço esquerdo.

"Pelo fato dele estar perdendo bastante sangue tivemos que agir de maneira rápida e utilizar o nosso desencarcerador, para abrir um espaço na máquina e retirar o seu braço", afirmou um dos agentes envolvidos no salvamento. + Helicóptero faz resgate cinematográfico no Rio; veja

Segundo a corporação, a vítima já tinha perdido uma quantidade significativa de sangue e foi encaminhada para uma unidade de pronto atendimento da cidade. Segundo o boletim médico, o estado de saúde é estável.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

Acidente
Goiás
Corpo de Bombeiros
Resgate

Últimas notícias

STF discute, nesta quinta (13), desoneração dos agrotóxicos

STF discute, nesta quinta (13), desoneração dos agrotóxicos

No plenário virtual, os ministros já haviam formado maioria a favor dos benefícios fiscais, mas ainda há tempo de reverter o placar no plenário físico
Futuro de Juscelino depende de negociação com União Brasil por fidelidade no Congresso

Futuro de Juscelino depende de negociação com União Brasil por fidelidade no Congresso

Ministro indiciado ganha tempo para se defender enquanto Lula estiver cumprindo agenda pela Europa
Entenda como decisão do STF pode aumentar o seu saldo do FGTS

Entenda como decisão do STF pode aumentar o seu saldo do FGTS

Os ministros decidiram, nesta quarta (12), que correção do Fundo deve ser pelo IPCA, a fim de evitar perdas inflacionárias
PF abre inquérito para investigar leilão do arroz, para suprir demanda com tragédia no RS

PF abre inquérito para investigar leilão do arroz, para suprir demanda com tragédia no RS

Conab, responsável pela compra dos grãos importados, suspendeu o negócio após suspeitas de irregularidades
Polícia argentina usa gás de pimenta para reprimir protestos contra a Lei de Bases

Polícia argentina usa gás de pimenta para reprimir protestos contra a Lei de Bases

Pacote de reformas enviado pelo governo Milei está em debate no Senado
Tarcísio autoriza abertura de licitação para privatizar gestão de 33 novas escolas

Tarcísio autoriza abertura de licitação para privatizar gestão de 33 novas escolas

O prazo de concessão será de 25 anos, de acordo com a Secretaria de Educação do estado
Alexandre de Moraes prorroga mais uma vez inquéritos das fake news e milícias digitais

Alexandre de Moraes prorroga mais uma vez inquéritos das fake news e milícias digitais

O ministro deu mais 180 dias para conclusão das investigações, atendendo a pedido feito pela Polícia Federal (PF)
Lula: “O Brasil não vai desperdiçar oportunidade de se tornar uma grande economia”

Lula: “O Brasil não vai desperdiçar oportunidade de se tornar uma grande economia”

Presidente brasileiro participou de abertura de evento no Rio de Janeiro que reúne investidores árabes e brasileiros
Senado aprova projeto que obriga restaurantes a terem cartaz ensinando manobra de desengasgo

Senado aprova projeto que obriga restaurantes a terem cartaz ensinando manobra de desengasgo

Texto foi aprovado na forma de um substitutivo da relatora, senadora Damares Alves (Republicanos-DF), e volta agora à Câmara dos Deputados
Erika Hilton processa Nikolas Ferreira por crime de transfobia e cobra indenização de R$ 5 milhões

Erika Hilton processa Nikolas Ferreira por crime de transfobia e cobra indenização de R$ 5 milhões

A acusação da deputada foi após uma fala de Nikolas na reunião da Comissão da Defesa dos Direitos das Mulheres, na última quarta-feira
Publicidade
Publicidade