Publicidade

Ao lado de familiares, Marcelinho Carioca fala sobre sequestro

Ex-jogador foi mantido em cativeiro após deixar show na zona leste de SP. "Coagido", afirmou

Ao lado de familiares, Marcelinho Carioca fala sobre sequestro
Publicidade

O ex-jogador Marcelinho Carioca gravou um vídeo ao lado de familiares após ser libertado do cativeiro onde estava, em Itaquaquecetuba, na 2ª feira (18.dez). Ele falou sobre o caso ao lado dos filhos e netos.

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

Na reunião, Marcelinho reafirmou que gravou o vídeo no local sendo “coagido”. “Gente, se você está com um revólver apontado pra sua cabeça e você é coagido a fazer um vídeo daquele, não tem como. Você vai pensar na sua vida, eu fui obrigado a fazer aquele vídeo, só que não colou, não cola”, disse.

O ex-atleta e ídolo do Corinthians explicou como foram os momentos anteriores ao sequestro. Segundo Marcelinho, ele estava em um show na Neo Química Arena, em Itaquera, zona leste da capital paulista, com um casal de amigos. Depois, saiu sozinho do evento. Era madrugada de domingo (17.dez).

“Fui encontrar uns amigos e a Thais em Itaqua pra poder entregar os ingressos do show de domingo onde eu não poderia estar presente e eles iriam. Só que aconteceu toda essa fatalidade, esse desespero, esse sequestro-relâmpago”, contou.

O ex-jogador relatou que ocorria um baile funk em ruas próximas, com o “fluxo passando várias pessoas”. Ao sair do carro para cumprimentar as pessoas, foi abordado por três homens armados e obrigando-o a entrar no carro. Segundo Marcelinho, uma terceira pessoa quase entrou e, depois, saiu.

“O mais importante é que estou aqui ao lado dos meus filhos. Deus deu a segunda oportunidade pra gente”, concluiu.

Segundo o delegado Artur Dian, cinco suspeitos de participação no crime já foram detidos e estão prestando depoimento. São três homens e duas mulheres. Sobre o vídeo que circulou nas redes sociais, o delegado afirmou que "não é incomum" que criminosos obriguem as vítimas a contarem uma versão diferente sobre o crime.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

Brasil
Crime
Polícia
Sequestro
Zona Leste
São Paulo
Itaquerão
Investigação

Últimas notícias

Caixa libera Bolsa Família para beneficiários com NIS final 9

Caixa libera Bolsa Família para beneficiários com NIS final 9

Valor pode ser sacado em agências bancárias ou movimentado virtualmente
Compras internacionais: Câmara aprova taxação de 20% em valores até US$ 50

Compras internacionais: Câmara aprova taxação de 20% em valores até US$ 50

Proposta estabelece imposto para compra em sites internacionais, como Shein, AliExpress e Shopee
JBS deverá indenizar família de funcionário morto após sair do trabalho, decide TST

JBS deverá indenizar família de funcionário morto após sair do trabalho, decide TST

Para a corte, a empresa negligenciou condições adequadas de transporte a trabalhador assassinado enquanto pedalava para casa de madrugada
VÍDEO: clientes têm celulares roubados durante arrastão em restaurante de Pinheiros (SP)

VÍDEO: clientes têm celulares roubados durante arrastão em restaurante de Pinheiros (SP)

Imagens da câmera de segurança registraram o momento em que um criminoso, armado, abordou um funcionário na rua e entrou com ele no estabelecimento
VÍDEO: Tornados deixam 25 mortos em dois dias nos EUA

VÍDEO: Tornados deixam 25 mortos em dois dias nos EUA

Americanos registraram chegada dos ventos e estragos deixados nas cidades. Novas tempestades devem ocorrer na noite desta terça (28)
Frente Nacional de Prefeitos se mobiliza para a compra de medicamentos no RS

Frente Nacional de Prefeitos se mobiliza para a compra de medicamentos no RS

Secretário da Frente Nacional dos Prefeitos fala ao programa Perspectivas do SBT News
Novo ataque de Israel a acampamento de refugiados em Rafah deixa ao menos 21 mortos

Novo ataque de Israel a acampamento de refugiados em Rafah deixa ao menos 21 mortos

Ataque aconteceu enquanto manifestantes, em várias partes do mundo, ainda protestavam contra as 45 mortes provocadas por bombardeio no domingo
Covid-19 já matou mais que a dengue no Brasil em 2024

Covid-19 já matou mais que a dengue no Brasil em 2024

Principais vítimas da covid-19, segundo o Ministério da Saúde, são pessoas que não se vacinaram ou que não completaram o ciclo de imunização
Voluntários alertam para diminuição de ajuda humanitária no RS: "Precisamos de mais braços, estamos exaustos"

Voluntários alertam para diminuição de ajuda humanitária no RS: "Precisamos de mais braços, estamos exaustos"

Quase 50 mil gaúchos permanecem em abrigos no estado; em Porto Alegre, a maior parte dos abrigos são mantidos com doações e o trabalho de voluntários
Congresso derruba veto de Lula a trecho do projeto das "saidinhas" de presos

Congresso derruba veto de Lula a trecho do projeto das "saidinhas" de presos

Condenados que cumprem pena em regime semiaberto não podem mais obter autorização para saída temporária do estabelecimento nos casos de visita à família
Publicidade
Publicidade