Publicidade

Prefeito de Maceió viaja a Brasília em busca de ajuda com situação de mina da Braskem

João Henrique Caldas (PL) vai reivindicar junto à União o pagamento de auxílios para pescadores e marisqueiros

Prefeito de Maceió viaja a Brasília em busca de ajuda com situação de mina da Braskem
João Henrique Caldas gesticula enquanto fala (Itawi AlbuquerqueSecom Maceió)
Publicidade

O prefeito de Maceió, João Henrique Caldas (PL), viajou a Brasília, na manhã desta 2ª feira (11.dez), para buscar ajuda à capital alagoana em decorrência da situação da mina nº 18 da Braskem, na região do Mutange.

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

Em Brasília, o prefeito participará de uma agenda convocada pelo presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), e de reuniões com representantes do Governo Federal.

João Henrique Caldas vai reivindicar junto à União o pagamento imediato de auxílios para pescadores e marisqueiros, que, por causa do afundamento da mina, não podem trabalhar. Além disso, ele debaterá um estudo aprofundado nas águas da lagoa Mundaú, onde, no domingo (11.jan), parte do teto da mina cedeu.

O prefeito enviou mensagem ao governador de Alagoas, Paulo Dantas (MDB), explicando que, devido aos compromissos na capital federal, orientou um grupo de secretários municipais para representar a prefeitura em reunião nesta 2ª feira na sede do governo alagoano. Integram o grupo Felipe Lins (Gabinete Civil); David Gomes (Ações Estratégicas e Integração Metropolitana; Major Luiz Diego (Chefe da Assessoria Militar de Maceió); Abelardo Nobre (coordenador da Defesa Civil de Maceió); e Claydson Moura (Coordenador Executivo do Gabinete do Prefeito).

De acordo com João Henrique Caldas, a prefeitura de Maceió está monitorando a mina da Braskem 24 horas por dia, "em um trabalho sério, incansável, e que hoje é referência". "Sobrevoamos a região e estamos avaliando os impactos ambientais e sociais", acrescentou.

Veja também:

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

portalnews
sbtnews
brasil
maceió
prefeito
viagem
brasília
auxílio
mina
braskem
afundamento
estudo
lagoa
arthur lira
governo federal
secretários
noticias
guilherme-resck

Últimas notícias

Caixa libera Bolsa Família para beneficiários com NIS final 9

Caixa libera Bolsa Família para beneficiários com NIS final 9

Valor pode ser sacado em agências bancárias ou movimentado virtualmente
Compras internacionais: Câmara aprova taxação de 20% em valores até US$ 50

Compras internacionais: Câmara aprova taxação de 20% em valores até US$ 50

Proposta estabelece imposto para compra em sites internacionais, como Shein, AliExpress e Shopee
JBS deverá indenizar família de funcionário morto após sair do trabalho, decide TST

JBS deverá indenizar família de funcionário morto após sair do trabalho, decide TST

Para a corte, a empresa negligenciou condições adequadas de transporte a trabalhador assassinado enquanto pedalava para casa de madrugada
VÍDEO: clientes têm celulares roubados durante arrastão em restaurante de Pinheiros (SP)

VÍDEO: clientes têm celulares roubados durante arrastão em restaurante de Pinheiros (SP)

Imagens da câmera de segurança registraram o momento em que um criminoso, armado, abordou um funcionário na rua e entrou com ele no estabelecimento
VÍDEO: Tornados deixam 25 mortos em dois dias nos EUA

VÍDEO: Tornados deixam 25 mortos em dois dias nos EUA

Americanos registraram chegada dos ventos e estragos deixados nas cidades. Novas tempestades devem ocorrer na noite desta terça (28)
Frente Nacional de Prefeitos se mobiliza para a compra de medicamentos no RS

Frente Nacional de Prefeitos se mobiliza para a compra de medicamentos no RS

Secretário da Frente Nacional dos Prefeitos fala ao programa Perspectivas do SBT News
Novo ataque de Israel a acampamento de refugiados em Rafah deixa ao menos 21 mortos

Novo ataque de Israel a acampamento de refugiados em Rafah deixa ao menos 21 mortos

Ataque aconteceu enquanto manifestantes, em várias partes do mundo, ainda protestavam contra as 45 mortes provocadas por bombardeio no domingo
Covid-19 já matou mais que a dengue no Brasil em 2024

Covid-19 já matou mais que a dengue no Brasil em 2024

Principais vítimas da covid-19, segundo o Ministério da Saúde, são pessoas que não se vacinaram ou que não completaram o ciclo de imunização
Voluntários alertam para diminuição de ajuda humanitária no RS: "Precisamos de mais braços, estamos exaustos"

Voluntários alertam para diminuição de ajuda humanitária no RS: "Precisamos de mais braços, estamos exaustos"

Quase 50 mil gaúchos permanecem em abrigos no estado; em Porto Alegre, a maior parte dos abrigos são mantidos com doações e o trabalho de voluntários
Congresso derruba veto de Lula a trecho do projeto das "saidinhas" de presos

Congresso derruba veto de Lula a trecho do projeto das "saidinhas" de presos

Condenados que cumprem pena em regime semiaberto não podem mais obter autorização para saída temporária do estabelecimento nos casos de visita à família
Publicidade
Publicidade