Publicidade

Fuvest terá pela 1ª vez lista de livros obrigatórios escritos somente por mulheres

Objetivo é promover escritoras e valorizar o papel das mulheres na literatura

Fuvest terá pela 1ª vez lista de livros obrigatórios escritos somente por mulheres
Capas de livros
Publicidade

A Fuvest, vestibular de acesso à Universidade de São Paulo (USP), prepara-se para uma revolução em sua lista de leitura obrigatória. A partir de 2026, pela primeira vez na história do exame, apenas obras de mulheres autoras da língua portuguesa comporão a seleção, em uma iniciativa ousada que exclui nomes tradicionais como Machado de Assis.

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

Entre 2026 e 2028, os vestibulandos deverão se debruçar sobre obras de escritoras brasileiras e estrangeiras, destacando-se Clarice Lispector, Conceição Evaristo, Djaimilia Pereira de Almeida, Julia Lopes de Almeida, Lygia Fagundes Telles, Narcisa Amália, Nísia Floresta, Paulina Chiziane, Rachel de Queiroz e Sophia de Mello Breyner Andresen.

Maria Arminda do Nascimento Arruda, presidente do Conselho Curador da Fuvest e Vice-Reitora da USP, destacou que essa renovação visa valorizar não apenas o papel das mulheres na literatura como personagens, mas principalmente como autoras, muitas das quais sofreram décadas de invisibilidade devido ao simples fato de serem mulheres.

A mudança, segundo Aluísio Cotrim Segurado, Pró-Reitor de Graduação da USP e membro do Conselho da Fundação, é corajosa e necessária, mantendo a qualidade que sempre caracterizou a lista da Fuvest.

Gustavo Ferraz de Campos Monaco, diretor executivo da Fuvest, enfatiza que a opção pela predominância de autoras mulheres na nova lista não significa menosprezar a contribuição literária masculina. Segundo Monaco, a decisão visa, principalmente, trazer à luz e valorizar obras muitas vezes desconhecidas, destacando a importância das mulheres no cânone literário ao longo de diferentes períodos históricos e em uma variedade de gêneros.

+ Câmara aprova urgência para tornar Dia da Consciência Negra feriado nacional

No vestibular para ingresso em 2025, os homens ainda constam na lista, mas a partir do ano seguinte, a Fuvest escreverá um novo capítulo em sua trajetória, destacando e reconhecendo o papel fundamental das mulheres na literatura de língua portuguesa.

A partir de 2029, os autores homens da literatura brasileira e de língua portuguesa retornarão à lista, representando um equilíbrio entre os gêneros. Machado de Assis, Érico Veríssimo e Luís Bernardo Honwana serão incluídos, e quatro obras escritas por autoras e autores negros também farão parte da seleção.

Abaixo, segue a lista de leitura obrigatória para cada ano entre 2025 e 2029:

2025

  • Alguma Poesia - Carlos Drummond de Andrade
  • A Ilustre Casa de Ramires - Eça de Queirós
  • Água Funda - Ruth Guimarães
  • Dois irmãos - Milton Hatoum
  • Marília de Dirceu - Tomás Antônio Gonzaga
  • Nós matamos o cão tinhoso! - Luís Bernardo Honwana
  • Os ratos - Dyonélio Machado
  • Quincas Borba - Machado de Assis
  • Romanceiro da Inconfidência - Cecília Meireles

2026

  • As meninas (1973) - Lygia Fagundes Telles
  • Balada de amor ao vento (1990) - Paulina Chiziane
  • Caminho de pedras (1937) - Rachel de Queiroz
  • Canção para ninar menino grande (2018) - Conceição Evaristo
  • Memórias de Martha (1899) - Julia Lopes de Almeida
  • Nebulosas (1872) - Narcisa Amália
  • O Cristo Cigano (1961) - Sophia de Mello Breyner Andresen
  • Opúsculo Humanitário (1853) - Nísia Floresta
  • A visão das plantas (2019) - Djaimilia Pereira de Almeida

2027

  • A paixão segundo G. H. (1964) - Clarice Lispector
  • A visão das plantas (2019) - Djaimilia Pereira de Almeida
  • Balada de amor ao vento (1990) - Paulina Chiziane
  • Caminho de pedras (1937) - Rachel de Queiroz
  • Canção para ninar menino grande (2018) - Conceição Evaristo
  • Geografia (1967) - Sophia de Mello Breyner Andresen
  • Memórias de Martha (1899) - Julia Lopes de Almeida
  • Nebulosas (1872) - Narcisa Amália
  • Opúsculo Humanitário (1853) - Nísia Floresta

2028

  • A paixão segundo G. H. (1964) - Clarice Lispector
  • A visão das plantas (2019) - Djaimilia Pereira de Almeida
  • Balada de amor ao vento (1990) - Paulina Chiziane
  • Canção para ninar menino grande (2018) - Conceição Evaristo
  • Geografia (1967) - Sophia de Mello Breyner Andresen
  • João Miguel (1932) - Rachel de Queiroz
  • Memórias de Martha (1899) - Julia Lopes de Almeida
  • Nebulosas (1872) - Narcisa Amália
  • Conselhos à minha filha (1842) - Nísia Floresta

2029

  • Canção para ninar menino grande (2018) - Conceição Evaristo
  • Conselhos à minha filha (1842) - Nísia Floresta
  • D. Casmurro (1899) - Machado de Assis
  • Geografia (1967) - Sophia de Mello Breyner Andresen
  • Incidente em Antares (1970) - Érico Veríssimo
  • João Miguel (1932) - Rachel de Queiroz
  • Nebulosas (1872) - Narcisa Amália
  • Nós matamos o cão tinhoso! (1964) - Luís Bernardo Honwana
  • A visão das plantas (2019) - Djaimilia Pereira de Almeida

Para obter mais informações sobre as autoras escolhidas, basta acessar o informativo do jornal da USP.

*Estagiário sob supervisão de Camila Stucaluc

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

sbt
sbtnews
portalnews
noticia
noticias
brasil
livros
leitura
escritoras
mulheres
fuvest
vestibular
usp
nova
lista
obras
literatura

Últimas notícias

Passageiros passam horas presos em avião sem refrigeração na Grécia; veja vídeo

Passageiros passam horas presos em avião sem refrigeração na Grécia; veja vídeo

Temperatura na aeronave da Qatar Airways ultrapassou os 40º C
Jovem é morto após marcar encontro por aplicativo de relacionamento gay em SP

Jovem é morto após marcar encontro por aplicativo de relacionamento gay em SP

Leonardo Rodrigues Nunes, de 24 anos, chegou a ser socorrido ao pronto-socorro, porém não resistiu aos ferimentos
Temporais provocam inundações e ameaçam prédios no Chile

Temporais provocam inundações e ameaçam prédios no Chile

Erosão causada pela chuva coloca em risco um complexo de edifícios de luxo em Viña del Mar
Por falta de segurança, nem todos caminhões de ajuda humanitária são recebidos em Gaza

Por falta de segurança, nem todos caminhões de ajuda humanitária são recebidos em Gaza

Bombardeios israelenses no extremo sul, em Rafah fazem ser inviável a passagem dos caminhões
Mercado Público de Porto Alegre volta a funcionar parcialmente após 41 dias fechado por inundação

Mercado Público de Porto Alegre volta a funcionar parcialmente após 41 dias fechado por inundação

Os restaurantes do segundo piso e as lojas com acesso direto para a rua voltam a operar das 10h às 15h, nesta sexta (14) e sábado (15)
VaideBet e Corinthians: polícia tenta localizar testemunha chave do caso

VaideBet e Corinthians: polícia tenta localizar testemunha chave do caso

Segundo a polícia, Adriana Ramuno, de 53 anos, esteve na casa da mulher, usada como laranja no repasse de comissão da VaideBet, antes do caso ir à imprensa
Ministério Público do RS prende 26 em operação contra grupo criminoso que atuava na serra gaúcha

Ministério Público do RS prende 26 em operação contra grupo criminoso que atuava na serra gaúcha

Segundo o MP-RS, o grupo é um dos mais ativos e violentos na serra gaúcha
STF forma maioria para tornar Janones réu por ofensas contra Jair Bolsonaro

STF forma maioria para tornar Janones réu por ofensas contra Jair Bolsonaro

Nas redes sociais, o deputado chamou o presidente de “assassino”, “miliciano” e “ladrãozinho de joias”
Thiago Brennand é condenado a indenizar advogada por danos morais

Thiago Brennand é condenado a indenizar advogada por danos morais

Gabriela Manssur entrou com uma ação por calúnia contra o empresário depois que ele ser referiu a ela como "bandida", "maloqueira" e "canalha" nas redes sociais
Rio Grande do Sul recebe destinação recorde do Imposto de Renda

Rio Grande do Sul recebe destinação recorde do Imposto de Renda

Ao todo, foram R$ 101 milhões, quase três vezes mais do que o valor registrado em 2023
Publicidade
Publicidade