Publicidade

Eternizar

Dois mil e vinte e dois nos obrigou a lidar com perdas

Eternizar
Publicidade

Começar o último texto do ano. Terminar o ano com o último texto. Começar. Terminar. Ano. Finitudes. Vida. Meio. Fim. A cronologia já conhecemos, mas não aceitamos muito bem.

Dois mil e vinte e dois nos obrigou a lidar com perdas. Logo esse ano que deveria ser tão especial, era para ser transformador. Voltamos a respirar sem máscaras, garantimos as sonhadas vacinas. Um recomeço com um gosto amargo. Que lição seria essa?

+ Conheça os colunistas do SBT News
+ Leia as últimas notícias de Brasil
+ Leia as últimas colunas da Márcia Dantas
+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

Bom, talvez não seja o momento de digerir. Que tal parar e sentir no rosto esse ar de fim de ano? Talvez chorar aliviados. Abraçar os nossos amores. Homenagear quem se foi com gratidão, uma lembrança saudosa do que foi compartilhado nesta vida.

A morte do Rei Pelé, no meio desse turbilhão que foi 2022, dói e ensina:

"A finitude é só para quem não é eterno".

Essa frase martelou na minha cabeça nas últimas 24 horas. Admiramos nossos pais, temos vários ídolos, mas quando olhamos um ser como Pelé, pensamos: "Deus existe". 

Acho que algo sobrenatural habitava nele. Sabe o que é ser o brasileiro mais conhecido no mundo?  

Essa força humana se junta com emoção e devoção, num esporte como o futebol, que precisa de todos esses sentimentos, a explosão acontece.

Pelé tinha essa "bomba" nos pés e no peito, no coração enorme. No sorriso cativante. Mesmo fora de campo, essa chama jamais se apagou.

Pelé sonhava ser ídolo ainda quando era engraxate. Depois de encantar nos campos, virou até capa de gibi. Coloriu a infância e os sonhos de milhares de meninos que queriam ser como ele, gênios da bola. 

E aí vem a explicação para seres que são eternos. As marcas ficam em todo canto. Em todas as histórias. Na fala e no coração de tanta gente.

Que a gente encontre o nosso jeito de tocar o outro. Que possamos descobrir como usar o nosso talento para o bem | Reprodução/Instagram

Tivemos um Deus do futebol na Terra, ele era nosso. Nos identificamos, choramos, torcemos por ele e com ele. 82 anos. Que honra.

Ver tantos documentários, homenagens, amigos e fãs falando sobre Pelé, me motivou a querer conhecer mais gente assim, com vontade de ser eterna.

Pelé veio do simples. O sobrenatural estava exatamente em ele ser tão REAL. Tão real que parecia fazer o impossível. Me perdoem os tecnológicos, os filtros e Photoshop de Instagram, mas aqueles gols, naqueles campos, naqueles tempos, foram feitos sem nenhum retoque. Sem manha, apenas com talento.

Que a gente aprenda com ele. Se quisermos deixar algum legado, sejamos finitos em nossos desejos, mas infinitos nos nossos sonhos. 

Que a gente encontre o nosso jeito de tocar o outro. Que possamos descobrir como usar o nosso talento para o bem, para deixar uma marca na eternidade.

Ter um propósito e amor ao próximo. 

Obrigada, Pelé. E, para vocês, desejo um ano novo cercado de gente que um dia será eterna. Aproveite cada segundo.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

colunista-marcia-dantas
coluna-viu-isso
brasil
sbtnews
portalnews
sbt
sbt-ao-vivo
colunistas
marcia-dantas
pelé
morte pelé
colunista
viu-iso

Últimas notícias

Uma em cada oito crianças no mundo sofre com obesidade

Uma em cada oito crianças no mundo sofre com obesidade

Além dos obesos, a pesquisa constatou que 43% dos adultos do mundo estão com sobrepeso
Mosquito da dengue oferece risco também a cachorros e gatos

Mosquito da dengue oferece risco também a cachorros e gatos

Aedes aegypti pode transmitir aos pets doença conhecida como 'verme do coração'; conheça sintomas e tratamento
José Dirceu deve ter alta hospitalar neste sábado

José Dirceu deve ter alta hospitalar neste sábado

Político está internado desde o dia 25 de fevereiro por causa de uma pneumonia
Brasil volta a ser top 10 das maiores economias do mundo com PIB de 2023

Brasil volta a ser top 10 das maiores economias do mundo com PIB de 2023

País ocupa atualmente a 9ª colocação, à frente de Canadá, Rússia e Austrália. Confira lista
Militares que metralharam família no RJ podem ter penas reduzidas de 30 para 3 anos

Militares que metralharam família no RJ podem ter penas reduzidas de 30 para 3 anos

Dois ministros do STM consideraram homicídio culposo a ação do Exército que teve 257 tiros de fuzil e resultou em duas mortes
Mistura de biodiesel no diesel sobe para 14% a partir desta sexta

Mistura de biodiesel no diesel sobe para 14% a partir desta sexta

Combinação evita a emissão de 5 milhões de toneladas de gás carbônico na atmosfera
Aumento de casos de doenças como a dengue deve causar impacto de até R$ 20 bilhões no PIB

Aumento de casos de doenças como a dengue deve causar impacto de até R$ 20 bilhões no PIB

País pode fechar o ano com mais de quatro milhões de infectados por arboviroses
Belo Horizonte inaugura hospital de campanha para atendimento de pacientes com dengue

Belo Horizonte inaugura hospital de campanha para atendimento de pacientes com dengue

Minas Gerais é o estado com o maior número de casos prováveis da doença
Polícia prende 23 pessoas que aplicavam golpes em comerciantes de sete estados

Polícia prende 23 pessoas que aplicavam golpes em comerciantes de sete estados

"Central de telemarketing do crime" funcionava em São Paulo; idosos eram vítimas preferidas
Associações médicas do Brasil vão enviar manifesto sobre péssima qualidade do ar para Marina Silva e Conama

Associações médicas do Brasil vão enviar manifesto sobre péssima qualidade do ar para Marina Silva e Conama

No Brasil, a poluição atmosférica mata mais de 50 mil pessoas por ano, eleva o número de internações hospitalares e gera custos ao sistema público de saúde, diz pesquisa
Publicidade
Publicidade